Abrir menu principal
Federico Gamboa
Nascimento 22 de dezembro de 1864
Cidade do México, México
Morte 15 de agosto de 1939 (-26 anos)
Cidade do México, México
Nacionalidade mexicano
Ocupação Escritor, periodista e autor
Género literário Drama
Carreira musical
Período musical 1899—1939

Federico Gamboa (Cidade do México, 22 de dezembro de 1864Cidade do México, 15 de agosto de 1939) foi um periodista, narrador, escritor e autor mexicano. Além disso, ingressou como presidente da secretaria de relações exteriores em 1910 e 1913.[1]

Em 1899, foi nomeado membro da Real Academia Espanhola e, dez anos depois, indicado à direção da Academia Mexicana da Língua, porém ocupou essa cargo apenas em 1923.[2] Ainda, em 1935, como membro honorário, foi selecionado pela Academia Colombiana da Língua.[3]

ObrasEditar

  • La última campaña (1894)
  • Suprema Ley (1896)
  • Metamorfosis (1899)
  • Santa (1903)
  • La venganza de la gleba (1905)
  • Reconquista (1908)
  • Entre hermanos (1928)
  • Mi diario (1938)
  • Santa (1978)

Referências

  1. Domínguez Michael, Christopher Op.cit. p.84-85
  2. «Esbozo histórico de la Academia Mexicana de la Lengua». Consultado em 13 de novembro de 2009. Arquivado do original em 26 de novembro de 2009 
  3. Alfonso Junco (1975). Semblanzas de académicos, ed. «Nuestros centenarios: humanistas mexicanos». México: Ediciones del Centenario de la Academia Mexicana. pp. 99–101. Consultado em 14 de novembro de 2009 

BibliografiaEditar

  • Domínguez Michael, Christopher (1996) Antología de la narrativa mexicana del siglo XX, volumen I, México, ed.Fondo de Cultura Económica, ISBN 978-968-16-4394-1 texto en la web consultado em 14 de novembro de 2009.

Ligações externasEditar