Abrir menu principal

Feira Nova (Pernambuco)

Feira Nova
  Município do Brasil  
Hino
Apelido(s) "Terra da Farinha de mandioca"
Gentílico feira-novense
Localização
Localização de Feira Nova em Pernambuco
Localização de Feira Nova em Pernambuco
Feira Nova está localizado em: Brasil
Feira Nova
Localização de Feira Nova no Brasil
Mapa de Feira Nova
Coordenadas 7° 57' 03" S 35° 23' 20" O
País Brasil
Unidade federativa Pernambuco
Municípios limítrofes Limoeiro, Glória do Goitá, Passira e Lagoa do Itaenga
Distância até a capital 77 km
História
Fundação 20 de dezembro de 1963 (55 anos)
Aniversário 20 de dezembro
Administração
Prefeito(a) Danilson Gonzaga (PSD, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 107,745 km²
População total (estatísticas IBGE/2014[2]) 21 579 hab.
Densidade 200,28 hab./km²
Clima Tropical (As')
Altitude 154 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[3]) 0,600 médio
PIB (IBGE/2012[4]) R$ 113 290 mil
PIB per capita (IBGE/2012[4]) R$ 5 438,77
feiranova.pe.gov.br (Prefeitura)

Feira Nova é um município brasileiro do estado de Pernambuco. Possui como atividade primordial a produção de farinha de mandioca, sendo esta atividade a fonte de renda de uma parte da população. É localizada na mesorregião do Agreste Pernambucano e na Microrregião do Médio Capibaribe.

Teve até pouco tempo como principal atividade econômica a produção de farinha de mandioca, mas essa vem perdendo espaço ao longo dos anos para o empacotamento de produtos. A cidade destaca-se também economicamente com o comércio e a área de funcionalismo público.

Em aspectos naturais, predomina a vegetação de transição, já que o município é a porta de entrada do agreste, no sentido leste-oeste. O clima é tropical. Sua altitude é de 154 metros acima do nível do mar, sendo seu relevo suavemente ondulado.

Localiza-se à latitude 7º57'03" sul e à longitude 35º23'21" oeste, com altitude de 154 metros. Sua população estimada em 2009 era de 20.052 habitantes, distribuídos em 118,83 km² de área.

HistóriaEditar

O povoamento inicial do território hoje município de Feira Nova, deve-se a lavradores que cultivavam em culturas de subsistência e de modo rudimentar. Os primeiros caminhos que cortaram essas terras, serviam ao trânsito de gado entre Limoeiro e Vitória, e ao longo deles foram surgindo as casas.

No local onde hoje se espalha a cidade de Feira Nova, fixou-se um cidadão por nome de Joaquim Botelho que ali instalou uma casa de comércio, e, o seu tino comercial, ao ver surgir em volta de sua casa uma povoação a qual foi dados o nome de Jardim, levou o Joaquim apoiado pelos Francisco Marinheiro, Manoel Almeida, José Gomes e Urbano Barbosa, a iniciar no povoado, aos domingos, uma feira, que com o passar do tempo veio a ser frenquentada pelos moradores de toda a vizinhança. Esta feira teve início por volta de 1906.

O povoado cresceu em função da "feirinha", e como em outro local do município havia a feira antiga e tradicional, o pessoal ao dizer que ia para a feira de Joaquim Botelho, dizia ir para a “feira nova”. A denominação de Jardim só veio a ser mudada para Feira Nova no ano de 1938.

Formação AdministrativaEditar

Distrito criado com a denominação de Jardim, pela lei estadual n° 1931, de 11 de setembro de 1928, subordinado ao município de Glória do Goitá. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Jardim figura no município de Glória do Goitá. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31 de dezembro de 1936 e 31 de dezembro de 1937. Pelo decreto-lei estadual nº 235, de 09 de dezembro de 1938, o distrito de Jardim passou a denominar-se Feira Nova. Em divisão territorial datada de 1° de julho de 1950, o distrito de Feira Nova figura no município de Feira Nova. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1° de julho de 1960.

Elevado à categoria de município com a denominação de Feira Nova, pela lei estadual nº 4945, de 20 de dezembro de 1963, desmembrado de Glória do Goitá. Sede no antigo distrito de Feira Nova. Constituído do distrito sede. Instalado em 08 de março de 1963. Em divisão territorial datada de 31 de dezembro de 1963, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Alteração toponímica distritalEditar

Jardim para Feira Nova alterado, pelo decreto-lei estadual n° 235, de 09 de dezembro de 1938.

PolíticaEditar

O primeiro prefeito nomeado da cidade foi José Saraiva Deolindo, nomeado em 1964, seguido por Ademar Correia de Oliveira, nomeado em 1965.

Prefeitos democráticosEditar

Mais conhecidos como prefeitos eleitos pela democracia (voto), através da política Feira-novense o primeiro foi eleito, com o total de 900 votos, época que em que a cidade era muito pequena e com pouquíssimos moradores. Segue uma linha histórica dos prefeitos democráticos:

  • João Severiano da Rocha (1965-1968; 1972-1975);
  • Aloísio Correia de Barros (1969-1971);
  • Adauton Cândido Gonzaga (1976-1982; 1988-1991);
  • Antônio Ramalho Lopes (1983-1987; 1992-1995);
  • José Aguiar da Silva (1996-2000);
  • Jairo Cândido Gonzaga (2001-2003; 2004-2007);
  • Marilene Chaves de Santana (2008-2009);[5]
  • Nicodemos Ferreira de Barros (2009-2012; 2013-2015);
  • Danilson Gonzaga (2016-atual).

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Estimativa Populacional 2014». Estimativa Populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Agosto de 2014. Consultado em 29 de agosto de 2014 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 1 de outubro de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2012». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2014 
  5. Faleceu em 2009, passando o mandato para seu vice-prefeito Nicodemos Ferreira de Barros

Ligações externasEditar