Abrir menu principal
Felipe França
Felipe França em Brasília durante homenagem dos Correios, pelo desempenho histórico no Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de Xangai 2011
Swimming pictogram.svg Natação Swimming pictogram.svg
Nome completo Felipe Alves França da Silva
Estilo nado peito
Nascimento 14 de maio de 1987 (32 anos)[1]
Suzano,  São Paulo[1]
Nacionalidade brasileira
Compleição Peso: 90 kg[1] Altura: 1,86 m[1]
Medalhas
Campeonatos Mundiais
Ouro Xangai 2011 50 metros peito
Prata Roma 2009 50 metros peito
Campeonatos Mundiais – Piscina Curta
Ouro Dubai 2010 50 metros peito
Ouro Doha 2014 50 metros peito
Ouro Doha 2014 100 metros peito
Ouro Doha 2014 4x50 metros medley
Ouro Doha 2014 4x100 metros medley
Ouro Doha 2014 4x50 metros medley misto
Bronze Dubai 2010 100 metros peito
Bronze Dubai 2010 4x100 metros medley
Pan-Pacífico
Ouro Irvine 2010 50 metros peito
Prata Gold Coast 2014 100 metros peito
Jogos Pan-Americanos
Ouro Guadalajara 2011 100 metros peito
Ouro Guadalajara 2011 4x100 metros medley
Ouro Toronto 2015 100 metros peito
Ouro Toronto 2015 4x100 metros medley
Universíada
Prata Belgrado 2009 50 metros peito

Felipe Alves França da Silva (Suzano, 14 de maio de 1987) é um nadador brasileiro.[2] Suas especialidades são as provas de 50 metros peito e 100 metros peito[1].

Felipe França é o maior vencedor individual em um mesmo campeonato mundial, com recorde de cinco ouros no Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta de 2014.

Índice

TrajetóriaEditar

Início

Felipe França começou a nadar muito cedo e, aos 10 anos, já competia pelo Esporte Clube União Suzano.[3]

Aos 13 anos, seus pais se mudaram para o sul do país e Felipe França ficou morando no alojamento do clube.[3] Aos 14 anos foi campeão brasileiro na categoria infantil II.[3] Após passagem pela academia do Gustavo Borges em Curitiba, França se mudou para a capital, São Paulo e, em 2005, tornou-se atleta do Esporte Clube Pinheiros.[4]

2008

Em abril de 2008 participou do Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta de 2008 na cidade de Manchester, onde obteve sexto lugar no revezamento 4x100 metros medley,[5] 12º nos 100 metros peito[6]e 13º nos 50 metros peito.[7]

Posteriormente, em maio, Felipe França obteve índice para os Jogos Olímpicos de Pequim na prova dos 100 metros peito, com o tempo de 1m01s17, obtendo a segunda vaga do Brasil.[8][9] Porém, nas Olimpíadas, não conseguiu passar das eliminatórias;[10] ficou em 22º lugar nos 100 metros peito e, participando do revezamento brasileiro do 4x100 metros medley, obteve o 14º lugar.[2]

2009

Em 8 de maio de 2009, no Parque Aquático Maria Lenk, Felipe França obteve feito histórico ao bater o recorde mundial dos 50 metros peito, prova não-olímpica, com o tempo de 26s89.[11][12]

Em 10 de julho participou da Universíade em Belgrado, na Sérvia, e ganhou a medalha de prata nos 50 metros peito.[13]

No Mundial de Roma em 2009, após uma dura competição, Felipe França obteve a prata ao fazer o tempo de 26s76 na final, recorde da América. A medalha de ouro ficou com o sul-africano Cameron van der Burgh, que virou o novo recordista mundial com 26s67.[14]

2010

Em agosto de 2010, no Campeonato Pan-Pacífico de Natação, em Irvine, nos Estados Unidos, Felipe obteve o ouro na prova dos 50 metros peito.[15]

Em dezembro, no Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta de 2010, Felipe ganhou o ouro na prova dos 50 metros peito, derrotando o recordista mundial Cameron van der Burgh com o tempo de 25s95, recorde do campeonato; e a medalha de bronze na prova dos 100 metros peito com o tempo de 57s39.[16] Juntamente com César Cielo, Guilherme Guido e Kaio Márcio de Almeida, bateu o recorde sul-americano dos 4x100 metros medley com o tempo de 3m23s12, obtendo a medalha de bronze.[17]

2011

Em 2011, foi campeão mundial nos 50 metros nado peito. Nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em 2011, foi medalhista de ouro nos 100 metros peito e no revezamento 4 x 100 metros medley.

Vítima de dificuldades para controlar o peso,[18] em 2011 Felipe realizou severa mudança alimentar, visto que o peso mais elevado acabava o atrapalhando nas provas disputadas em piscina longa (50 metros, distância usada em mundiais e olimpíadas). Felipe perdeu mais de dez quilos antes de participar do Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2011.[19]

Em julho de 2011, durante o Campeonato Mundial em Xangai, França conquistou o ouro na prova dos 50 metros peito, superando novamente o recordista mundial Cameron van der Burgh.[20]

Nos Jogos Pan-Americanos de 2011, Felipe ganhou o ouro na prova dos 100 metros peito[21] e nos 4x100 metros medley[22]

2012

Em abril de 2012, participando do Troféu Maria Lenk no Rio de Janeiro, e visando garantir o índice olímpico para os Jogos Olímpicos de Londres em 2012 e também visando obter uma medalha olímpica na prova dos 100 metros peito, Felipe França obteve a marca de 59s63 nas eliminatórias da prova.[23] Nos 50 metros peito fez o melhor tempo do mundo no ano, 26s87, próximo de seu recorde da América, de 26s76.[24]

Criou-se uma expectativa de que Felipe França teria chance de medalha nos 100 metros peito nos Jogos Olímpicos de Verão de 2012 em Londres, devido a esse resultado. Porém, nos jogos, ele não conseguiu nadar abaixo do um minuto, terminando em 12º lugar.[2] A marca de 59s63 daria a ele o quinto lugar na final olímpica de 2012, onde o bronze foi obtido com 59s49. O maior rival de Felipe França, Cameron Van der Burgh, obteve o ouro olímpico e o recorde mundial dos 100 metros peito. [25] França também participou dos 4x100 metros medley, terminando em 15º lugar.[2]

2013

Depois da decepção em Londres, França chegou a engordar 20 quilos e chegou aos 115 quilos.[26] Segundo o próprio França, "somente em setembro de 2013 comecei a perder peso e a querer novamente corrigir o rumo. Tudo com os pés bem presos ao chão e com muita disciplina". Com isso, não obteve resultados expressivos no ano, mas se recuperaria para o ano seguinte, reaparecendo melhor do que nunca. [27]

2014

No Campeonato Pan-Pacífico de Natação de 2014 em Gold Coast, na Austrália, Felipe ganhou uma medalha de prata nos 100 metros peito. Ele também terminou em quarto lugar no revezamento 4x100 metros medley, junto com Guilherme Guido, Thiago Pereira e Marcelo Chierighini, e em 13º lugar na eliminatória dos 200 metros peito, não tendo nadado a final B. [28]

Em 4 de setembro de 2014, no Troféu José Finkel (competição de piscina curta) em Guaratinguetá, ele quebrou o recorde das 3 Américas nos 100 metros peito, com o tempo de 56s25.[29]

No Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta de 2014, Felipe conquistou no mesmo dia, 4 de dezembro, três medalhas de ouro: no revezamento 4x50 medley medley [30] na equipe também formada por César Cielo, Nicholas Santos e Guilherme Guido, na prova dos 100 metros peito [31] e no revezamento 4x50 metros medley misto [32] em equipe formada por Nicholas Santos, Etiene Medeiros e Larissa Oliveira. Felipe bateu o recorde do campeonato nos 100 metros peito, com a marca de 56s29.[33] No revezamento 4x50 medley medley masculino, o Brasil ganhou o ouro e obtendo o recorde mundial com a marca de 1m30s51. [34] No revezamento 4x50 metros medley misto, o Brasil ganhou a prova batendo o recorde sul-americano com o tempo de 1m37s26, quase batendo o recorde mundial dos Estados Unidos, de 1m37s17.[35]No dia 7 de dezembro, Felipe conquistou mais duas medalhas de ouro: na prova dos 50 metros peito, [36] batendo o recorde das 3 Américas, e o da competição, com a marca de 25s63, e no revezamento 4x100 metros medley,[37] na equipe também formada por César Cielo, Marcos Macedo e Guilherme Guido, com a marca de 3m21s14,[38] recorde sul-americano. As conquistas das cinco medalhas de ouro tornaram Felipe o maior vencedor individual do campeonato mundial em Doha, além do brasileiro que mais venceu em um único mundial. No total, a equipe brasileira conquistou sete medalhas de ouro, terminando em primeiro lugar no quadro de medalhas.[37] pela primeira vez na história.[39]

2015
 
Felipe França em Kazan 2015

Nos Jogos Pan-Americanos de 2015 em Toronto, no Canadá, França ganhou a medalha de ouro no revezamento 4×100 metros medley, onde foi quebrado o recorde do Pan com o tempo de 3m32s68, com a equipe formada por ele, Marcelo Chierighini, Guilherme Guido e Arthur Mendes. [40][41][42]Antes, ele já havia ganho uma medalha de ouro nos 100 metros peito, quando quebrou o recorde do Pan com o tempo de 59s21, terceiro melhor tempo do mundo da prova em 2015.[43]

No Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2015, França passou pelas eliminatórias da prova dos 100 metros peito com o tempo de 59s56; na semifinal, ele forçou excessivamente a prova, perdendo velocidade no final e piorando seu tempo (59s89), terminando apenas na 11º colocação.[44][45][46] Nos 50 metros peito, França se classificou para a final com o quarto melhor tempo, 26s87, sua melhor marca desde 2012. [47][48][49] Na final, curiosamente, ele terminou em quarto lugar, repetindo o mesmo tempo da semifinal.[50] Também terminou em 38º nos 200 metros peito. [51][52]

2016

Felipe França participou dos Jogos Olímpicos de Verão de 2016 no Rio de Janeiro[53] e, na final dos 100 metros peito, chegou em sétimo lugar, com o tempo de 59s38.[54]

RecordesEditar

Felipe França é o atual detentor dos seguintes recordes:[55]

Prova Marca Data Recorde Tipo de piscina
50 metros peito[56][14] 26s76 29 de julho de 2009 das 3 Américas longa
50 metros peito 25s63 7 de dezembro de 2014 das 3 Américas curta
100 metros peito 56s25 4 de setembro de 2014 das 3 Américas curta
4x50 metros medley[30] 1m30s51 4 de dezembro de 2014 Mundial curta
4x100 metros medley 3m21s14 7 de dezembro de 2014 Sul-Americano curta
4x50 metros medley misto[30] 1m37s26 4 de dezembro de 2014 Sul-Americano curta

Felipe também é ex-detentor dos seguintes recordes:

Prova Marca Data Recorde Tipo de piscina
50 metros peito[11] 26s89 8 de maio de 2009 Mundial longa

Principais resultadosEditar

Referências

  1. a b c d e «Perfil de Felipe França». Felipe França-Site Oficial. 2012. Consultado em 30 de abril de 2012 
  2. a b c d «Perfil de Felipe França no Sports Reference». Sports Reference. 2012. Consultado em 26 de abril de 2012 
  3. a b c Olimpianos - Atletas Olímpicos Brasileiros: FELIPE FRANÇA Acessado em 13 de fevereiro de 2017
  4. «História de Felipe França». Felipe França-Site Oficial. 2012. Consultado em 30 de abril de 2012. Arquivado do original em 31 de dezembro de 2012 
  5. «Resultados dos 4x100m medley no Mundial de Manchester 2008». OmegaTiming. 13 de abril de 2008. Consultado em 16 de março de 2013 
  6. «Resultados dos 100m peito no Mundial de Manchester 2008». OmegaTiming. 9 de abril de 2008. Consultado em 16 de março de 2013 
  7. «Resultados dos 50m peito no Mundial de Manchester 2008». OmegaTiming. 12 de abril de 2008. Consultado em 16 de março de 2013 
  8. «Chuva de índices olímpicos e briga mais que acirrada pelas vagas nos 100m peito». Globoesporte. 10 de maio de 2008. Consultado em 26 de abril de 2012 
  9. «Em final emocionante, Henrique e Felipe França se garantem em Pequim». Globoesporte. 11 de maio de 2008. Consultado em 26 de abril de 2012 
  10. «Felipe França fica na eliminatória dos 100 metros peito em Pequim». UOL. 27 de julho de 2011. Consultado em 26 de abril de 2012 
  11. a b «Felipe França bate o recorde mundial dos 50m peito no Troféu Maria Lenk». Globoesporte. 8 de maio de 2009. Consultado em 1 de maio de 2012 
  12. Eliana Alves / Souza Santos (8 de maio de 2009). «Felipe França faz história com recorde mundial». CBDA. Consultado em 9 de maio de 2009. Arquivado do original em 11 de maio de 2009 
  13. «Resultados da Universíada». Swim Rankings. 2012. Consultado em 29 de abril de 2012 
  14. a b «Felipe França leva a medalha de prata nos 50m peito e desaba em choro no pódio». Globoesporte. 29 de julho de 2009. Consultado em 1 de maio de 2012 
  15. «Felipe França sobra nos 50m peito e conquista o ouro no Pan-Pacífico». Globoesporte. 21 de agosto de 2010. Consultado em 26 de abril de 2012 
  16. «Felipe França bronze no Mundial 2010». CBDA. 16 de dezembro de 2010. Consultado em 26 de abril de 2012. Arquivado do original em 23 de dezembro de 2010 
  17. «Quarteto brasileiro é bronze». Globoesporte. 19 de dezembro de 2010. Consultado em 26 de abril de 2012 
  18. «Felipe França admite problema com peso: "Engordo muito fácil"». Sportv. 4 de agosto de 2011. Consultado em 29 de abril de 2012 
  19. «À base de salada e sopa, Felipe França perde 10kg de olho em Xangai». Globoesporte. 6 de maio de 2011. Consultado em 29 de abril de 2012 
  20. «Felipe França é campeão mundial nos 50 metros peito em Xangai». Globoesporte. 27 de julho de 2011. Consultado em 26 de abril de 2012 
  21. «Felipe França comanda dobradinha nos 100 metros peito em Guadalajara». Globoesporte. 16 de outubro de 2011. Consultado em 26 de abril de 2012 
  22. «Time do Brasil é ouro no 4x100m medley em Guadalajara». Globoesporte. 21 de outubro de 2011. Consultado em 26 de abril de 2012 
  23. «Donos do índice avançam à final». Sportv. 26 de abril de 2012. Consultado em 26 de abril de 2012 
  24. «Felipe França vence os 50m peito e mostra confiança para Londres». Sportv. 27 de abril de 2012. Consultado em 27 de abril de 2012 
  25. «Sul-africano quebra recorde e leva ouro nos 100 m peito». Terra. 29 de julho de 2012. Consultado em 4 de abril de 2013 
  26. «Ano da virada: de Rubinho a Hypolito, brasileiros dão volta por cima em 2014». Globoesporte. 25 de dezembro de 2014. Consultado em 28 de dezembro de 2014 
  27. «Após sofrimento pós-olímpico, Felipe França diz: 'É o ano da ressurreição'». Globoesporte. 18 de dezembro de 2013. Consultado em 28 de dezembro de 2014 
  28. «Fratus é ouro nos 50m livre com recorde do Pan pacífico». CBDA. 24 de agosto de 2014. Consultado em 8 de dezembro de 2014 
  29. «Felipe França e Etiene batem recordes Sul Americanos, Felipe faz melhor tempo do mundo este ano». CBDA. 4 de setembro de 2014. Consultado em 8 de dezembro de 2014 
  30. a b c Guilherme Costa (4 de dezembro de 2014). «Com Cielo, Brasil dá show, é ouro no 4x50m medley e bate recorde mundial». Globoesporte.com. Consultado em 4 de dezembro de 2014 
  31. Guilherme Costa (4 de dezembro de 2014). «Felipe França é campeão mundial dos 100m peito e leva seu 2º ouro no dia». Globoesporte.com. Consultado em 4 de dezembro de 2014 
  32. «Revezamento misto dá terceiro ouro ao Brasil». Superesportes. 4 de dezembro de 2014. Consultado em 5 de dezembro de 2014 
  33. «Final dos 100m peito masculino no Mundial de Doha 2014». OmegaTiming. 4 de dezembro de 2014. Consultado em 8 de dezembro de 2014 
  34. «Final dos 4x50m medley masculino no Mundial de Doha 2014». OmegaTiming. 4 de dezembro de 2014. Consultado em 8 de dezembro de 2014 
  35. «Final dos 4x50m medley misto no Mundial de Doha 2014». Omega Timing. 4 de dezembro de 2014. Consultado em 8 de dezembro de 2014 
  36. Guilherme Costa (7 de dezembro de 2014). «Em mais um dia dourado, Felipe França é campeão dos 50m peito». Globoesporte.com. Consultado em 8 de dezembro de 2014 
  37. a b Guilherme Costa (7 de dezembro de 2014). «Cielo voa, Brasil vence o revezamento e fecha Mundial histórico na liderança». Globoesporte.com. Consultado em 8 de dezembro de 2014 
  38. «Final dos 4x100m medley masculino no Mundial de Doha 2014». Omega Timing. 7 de dezembro de 2014. Consultado em 8 de dezembro de 2014 
  39. «Doha dá ao Brasil a coroa em piscina curta». CBDA. 7 de dezembro de 2014. Consultado em 7 de dezembro de 2014 
  40. «Sem Thiago Pereira, revezamento brasileiro fecha natação com ouro». O Estado de S.Paulo. 18 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  41. «Peso do ouro: Yane domina pentatlo, e nadadores vencem de braçada». Globoesporte. 19 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  42. «Como foi o último dia em Toronto». Best Swimming. 19 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  43. «Dia histórico para a natação feminina do Brasil no Pan». Best Swimming. 18 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  44. «Resultado das eliminatórias dos 100m peito no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 2 de agosto de 2015. Consultado em 2 de agosto de 2015 
  45. «Resultado das semifinais dos 100m peito no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 2 de agosto de 2015. Consultado em 2 de agosto de 2015 
  46. «Primeiro dia de finais do Mundial». Best Swimming. 2 de agosto de 2015. Consultado em 2 de agosto de 2015 
  47. «Resultado das semifinais dos 50m peito no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 4 de agosto de 2015. Consultado em 4 de agosto de 2015 
  48. «França faz melhor marca desde 2012 e vai à final dos 50m peito em Kazan». Globoesporte. 4 de agosto de 2015. Consultado em 4 de agosto de 2015 
  49. «Em dia de recordes mundiais apenas Felipe França passa a final dos 50 peito». Best Swimming. 4 de agosto de 2015. Consultado em 4 de agosto de 2015 
  50. «Felipe França em 4o nos 50 peito e Brasil classifica para 4 finais». Best Swimming. 5 de agosto de 2015. Consultado em 5 de agosto de 2015 
  51. «Resultado dos 200m peito no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 6 de agosto de 2015. Consultado em 2 de setembro de 2015 
  52. «Leo de Deus passa a semi e revezamento 4×200 livre ganha vaga olímpica». Best Swimming. 6 de agosto de 2015. Consultado em 2 de setembro de 2015 
  53. CBDA - CONVOCAÇÃO - SELEÇÃO BRASILEIRA DE NATAÇÃO PARA OS JOGOS OLÍMPICOS RIO 2016 (7 de julho de 2016) Acessado em 13 de fevereiro de 2017
  54. Brasil 2016 - Natação brasileira termina participação nos Jogos Rio 2016 sem medalhas (14/08/2016) Acessado em 13 de fevereiro de 2017
  55. «Recordes de natação masculinos». CBDA. 8 de agosto de 2011. Consultado em 25 de abril de 2012. Arquivado do original em 6 de outubro de 2013 
  56. «Recordes continentais» (PDF). USA Swimming. 19 de agosto de 2011. Consultado em 27 de abril de 2012 

Ligações externasEditar

Recordes
Precedido por
  Cameron van der Burgh
Detentor do recorde mundial
50 metros peito (piscina longa)

8 de maio de 2009 — 28 de julho de 2009
Sucedido por
  Cameron van der Burgh