Abrir menu principal

Fernando Correia da Costa

Fernando Corrêa da Costa
40º Governador de Mato Grosso
Período 31 de janeiro de 1961
até 31 de janeiro de 1966
Antecessor João Ponce de Arruda
Sucessor Pedro Pedrossian
38º Governador de Mato Grosso
Período 31 de janeiro de 1951
até 31 de janeiro de 1956
Antecessor Jari Gomes
Sucessor João Ponce de Arruda
Senador pelo Mato Grosso
Período 15 de março de 1959
até 30 de janeiro de 1961
Senador pelo Mato Grosso
Período 15 de março de 1967
até 15 de março de 1975
38º Prefeito de  Campo Grande
Período 1 de dezembro de 1947
até 31 de janeiro de 1951
Antecessor Carlos Hugueney Filho
Sucessor Ari Coelho de Oliveira
Dados pessoais
Nascimento 29 de agosto de 1903
Cuiabá
Morte 2 de dezembro de 1987 (84 anos)
Campo Grande
Progenitores Mãe: Corina Novis Corrêa da Costa
Pai: Pedro Celestino Corrêa da Costa
Alma mater Faculdade da Praia Vermelha
Partido UDN
ARENA
Religião católico
Profissão médico e político

Fernando Corrêa da Costa[1] (Cuiabá, 29 de agosto de 1903Campo Grande, 2 de dezembro de 1987) foi um médico e político brasileiro, tendo ocupado o cargo de senador e de governador de Mato Grosso por dois mandatos.

FormaçãoEditar

Fez o primário e o ginásio no Liceu Cuiabano, formando-se em medicina em 1926 na Faculdade da Praia Vermelha no Rio de Janeiro.

Mudou-se para Campo Grande no ano de 1927, onde, na direção de um automóvel Ford Bigode, realizava atendimento médico à população. Em geral, atendia a qualquer hora do dia ou da noite clientes das mais diversas camadas sociais, dentre os quais não estabelecia distinções.

Carreira políticaEditar

A sua carreira política foi consequência de sua fama como cirurgião. No ano de 1946, com o restabelecimento da democracia, a convite dos advogados Wilson Barbosa Martins e José Fragelli, ingressa na UDN (União Democrática Nacional) e vence a eleição para prefeito de Campo Grande em 1947.

No mês de outubro de 1950 elege-se governador do Estado, cargo que voltaria a ocupar em 1961. Como governador sua maior preocupação foi com a energia elétrica e transporte. Nos períodos entre 1959 e 1961 e 1967 a 1975, ocupa o cargo de senador da República pelo Estado de Mato Grosso, encerrando sua carreira política em 1975.

Foi professor da Faculdade Mato-grossense de Odontologia e Farmácia de Campo Grande, instituição que posteriormente daria origem à Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Fernando Correia da Costa faleceu em Campo Grande no dia 2 de dezembro de 1987.

MandatosEditar

Prefeito de Campo Grande 1948 a 1951
Governador de Mato Grosso 1951 a 1956
Senador da República 1959 a 1961
Governador de Mato Grosso 1961 a 1966
Senador da República 1967 a 1975

Trabalhos publicadosEditar

  • "O Ensino no Estado de Mato Grosso", Brasil. Imprensa Oficial, 1963.
  • "Realizações do Presidente Getúlio Vargas no Ministério da Agricultura", conferência realizada em 20 de dezembro de 1940, Rio de Janeiro, Jornal do Commércio, 1941.
  • "A Vida Administrativa de São Paulo", relatório ao Governo Federal, 1944

Homenagens recebidasEditar

Referências

  1. Pela grafia original do nome, Fernando Corrêa da Costa. Conforme os acordos ortográficos, desde 1943, desenvolvidos em conjunto pela Academia Brasileira de Letras e pela Academia das Ciências de Lisboa, os nomes de pessoas falecidas devem ser referendados conforme as regras ortográficas vigentes. Ver onomástica.

Ligações externasEditar