Abrir menu principal

José Fernando Horta de Sousa Vieira, mais conhecido como Fernando Horta é um empresário português, dirigente de carnaval brasileiro e dirigente esportivo, nascido em Portugal (Lixa - Felgueiras, 23 de julho de 1952), chegou no Rio de Janeiro em 1966 e adotou o Vasco da Gama como time de coração no Brasil. É o atual Presidente da Unidos da Tijuca e cargo de licença Primeiro Vice-Presidente Geral do Club de Regatas Vasco da Gama.[1]

HistóricoEditar

Em 1988, foi candidatando a presidente do Vasco pela chapa Opção Vascaína, tendo sido derrotado por 1564 a 257 votos, pela chapa situacionista Rumo ao Tri, de Antônio Soares Calçada.[2] No mesmo ano, assumiu pela primeira vez a presidência da Unidos da Tijuca, ficando no cargo até 1992.[3] Ocupou o cargo novamente entre 1997 e 1998, quando a Tijuca foi rebaixada. Em 1999, a escola retornou ao Grupo Especial, sob a presidência de João Paredes.[3]

Fernando Horta retornou ao cargo de presidente em 2000,[3] e desde então é considerado pela imprensa especializada como um dos presidentes de escola de samba do Grupo Especial mais bem sucedidos no cargo.[4]

No início de seu primeiro mandato, em 1992, encontrou uma escola que sempre brigava para não cair e que era sediada ainda no Morro do Borel. Mudou a sede da agremiação para o bairro do Santo Cristo, transformou-a em uma grande potência do carnaval carioca, com a revelação do carnavalesco Paulo Barros[4] e os títulos dos carnavais de 2010, 2012 e 2014.[5]

Afirmou em entrevista que seria candidato a presidente do Vasco em 2014,[5] mas desistindo, pois seria um dos vices da chapa de Eurico Miranda, para o trênio 2014-17.

Referências

  1. NetVasco (16 de fevereiro de 2010). «Fernando Horta, sobre presidir o Vasco: 'Só vou se eles me chamarem[». Consultado em 6 de fevereiro de 2011 
  2. Jornal dos Sports 12 de novembro de 1988
  3. a b c Academia do Samba. «Diretoria». Consultado em 23 de maio de 2013 
  4. a b DN (19 de fevereiro de 2010). «Fernando Horta: o rei do samba é português». Consultado em 6 de fevereiro de 2011 
  5. a b carnavalesco (18 de janeiro de 2011). «Fernando Horta sem limites». Consultado em 6 de fevereiro de 2011