Fernando Salgueiro

Fernando Carlos Salgueiro Pinto da Costa ComM (Valada do Ribatejo, 7 de maio de 1913[1]Valada do Ribatejo, 15 de fevereiro de 1996[1]) foi um cavaleiro tauromáquico português.

Fernando Salgueiro
Nascimento 7 de maio de 1913
Morte 15 de fevereiro de 1996
Cidadania Portugal
Ocupação cavaleiro tauromáquico,
Prêmios
  • Comendador da Ordem do Mérito

BiografiaEditar

Duma família de importantes ganadeiros ribatejanos,[2] cuja ascendência remonta a João da Costa, primeiro conde de Soure,[3] e filho do cavaleiro amador Carlos Pinto da Costa, estreou-se nas arenas tinha apenas dez anos de idade, em 19 de agosto de 1923.[1] Depois, dedicou-se à aprendizagem da equitação, em que se revelou exímio.[1]

Um ano depois de se licenciar em Medicina Veterinária,[1] recebeu das mãos de João Branco Núncio a alternativa de cavaleiro tauromáquico na Monumental do Campo Pequeno, a 24 de abril de 1938.[1] Conhecido pelo público como Dr. Fernando Salgueiro, obteve muitos êxitos, tanto em Portugal como em Espanha, e foi iniciador de uma dinastia toureira.

Depois de conceder a alternativa ao seu filho, Fernando Andrade Salgueiro,[2] deixou de atuar em público, voltando apenas para conceder a alternativa ao seu neto, João Salgueiro, a 29 de maio de 1988.[1]

O Presidente da República Mário Soares atribuiu-lhe a 28 de junho de 1988 o grau de Comendador da Ordem do Mérito.[4]

Referências

  1. a b c d e f g «Dr. Fernando Salgueiro». Naturales - Correio da tauromaquia. Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  2. a b «"Tenho muitas saudades do público e das palmas"». O Mirante. Consultado em 1 de novembro de 2014 
  3. Fernando Salgueiro: “Antigamente era desprestigiante um cavaleiro mudar de cavalo a meio da lide”
  4. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Fernando Carlos Salgueiro Pinto da Costa". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 16 de março de 2016