Fernando Santana

político brasileiro (1915-2012)
(Redirecionado de Fernando Sant'Anna)

Fernando dos Reis Sant'Anna CBJM[1] (Irará, 10 de outubro de 1915 - Salvador, 1 de março de 2012), foi um político e engenheiro brasileiro, considerado um dos "comunistas históricos" do país, notabilizando-se pela defesa da propriedade estatal das riquezas do subsolo do país.

Fernando Santana
Nascimento 10 de outubro de 1915
Irará
Morte 1 de março de 2012 (96 anos)
Salvador
Nacionalidade  Brasil
Ocupação Engenheiro, professor, político
Cargo Engenheiro-chefe; deputado federal

Carreira políticaEditar

Era filho do Coronel Pompílio de Sant'Anna e de Genésia dos Reis Sant'Anna, foi para a Capital do estado onde formou-se em 1944 no curso de Engenharia da então Escola Politécnica da Bahia.[2]

Já durante a vida acadêmica revelou-se grande orador, participando ao lado de Mario Alves e Manoel Tanajura do Congresso da UNE de 1942, como líder da delegação baiana, realizado em desafio à ditadura do Estado Novo.[2]

Após sua formatura, torna-se engenheiro-chefe do Segundo Distrito da Aeronáutica (Bahia e Sergipe), em 1945, sendo logo depois chamado a trabalhar como assessor direto do educador Anísio Teixeira, no governo de Octávio Mangabeira, como engenheiro-chefe encarregado da "Planificação e Construção de Escolas Públicas".[2]

Logo ingressa na política, elegendo-se deputado federal, até a eclosão da ditadura, em 1964. Após a Anistia retoma a carreira parlamentar, elegendo-se nos pleitos da legislatura federal de 1983-1987 e para a Assembleia Nacional Constituinte, que a seguiu.[2]

Foi, em 1988, um dos mais ativos constituintes, integrando a Comissão da Ordem Econômica da Constituinte, e 2º Presidente da Subcomissão da Política Agrícola e Fundiária e da Reforma Agrária, integrante da então chamada Frente Parlamentar Nacionalista, sendo considerado um dos "deputados nota 10" pelo DIAP, notabilizando-se pela luta em nacionalizar o subsolo e suas riquezas minerais.[3] Ali coordenou a campanha nacional "O Petróleo é Nosso", em defesa da propriedade do subsolo pelo estado brasileiro.[4] Em 2006 foi condecorado com o Título de Cidadão Benemérito da Liberdade e da Justiça Social João Mangabeira[nota 1], que é concedido a brasileiros reconhecidamente dedicados às causas nobres, humanas e sociais que tenham resultado no desenvolvimento político e sócio-econômico do Brasil, melhorando significativamente a vida das pessoas [5] [6][7]

Com o fim do bloco soviético, e dissolução do PCB, tornou-se presidente de honra do Partido Popular Socialista.[4]

Notas e referências

Notas

  1. Título criado em 1993. Apenas seis cidadãos fizeram jus ao mesmo, dentre os quais; Taurino Araújo e Jorge Amado

Referências

  1. Nota ortográfica: Seu nome grafava-se "Sant'Anna" - como se pode ver in: Senador Bernardo Cabral (20 de junho de 1997). «Aparte no Senado Federal». Consultado em 15 de março de 2010 
  2. a b c d Bandeira de Melo; Silvio Batalha (1990). Cartilha Histórica da Bahia. A República e Seus Governadores 5ª ed. Salvador: Empresa Gráfica da Bahia. pp. 280–281. CDD 981,4 
  3. Diap. «Quem foi quem na Constituinte - Fernando Santana» (PDF). Consultado em 15 de março de 2010 
  4. a b Tribuna da Bahia (10 de outubro de 2009). «Honra (nota em homenagem ao aniversário de 94 anos de Fernando Santana, seção "Raio laser")». Consultado em 15 de março de 2010 
  5. «AL homenageia Fernando Santana por sua contribuição ao país» 
  6. «Taurino Araújo receberá título na Assembleia Legislativa» 
  7. «AL homenageia Haroldo Lima por sua contribuição ao país» 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.