Ferrovia de alta velocidade de Taiwan

linha ferroviária de alta velocidade


Taiwan High Speed Rail (THSR) é a ferrovia de alta velocidade de Taiwan (RC), consistindo de uma linha que percorre aproximadamente 345 km[3] na costa oeste, da capital Taipé até a cidade de Kaohsiung. Com a construção e a operação administradas por uma empresa privada, a Taiwan High Speed Rail Corporation (THSRC), o custo total do projeto foi de 513,3 bilhões de dólares de Taiwan em 1998.[4] Quando foi construída, era um dos maiores empreendimentos ferroviários privados do mundo.[5] O website especializado Railway Technology estimou o custo do projeto em 13 bilhões de dólares americanos.[5] O sistema é baseado na tecnologia japonesa do Shinkansen.

Ferrovia de alta velocidade de Taiwan

Dados gerais
Tipo Alta velocidade ferroviária
Estado Em operação
Local de operação Taiwan
Terminais Início: Nangang
Fim: Zuoying
Estações 12
Passageiros 57,24 milhões (2020) Baixa 15%[1]
Website en.thsrc.com.tw
Operação
Proprietário Taiwan High Speed Rail Corporation
Operador Taiwan High Speed Rail Corporation[a]
Armazém(ns) / pátios Liujia, Wuri, Chiayi, Zuoying, e Yanchao[1]
Material circulante THSR 700T
Histórico
Abertura oficial 5 de janeiro de 2007 (15 anos)
Dados técnicos
Comprimento da linha 345 quilômetros
Total de vias Trilho duplo
Bitola 1 435 mm (4 ft 8+12 in) padrão
Eletrificação 25 kV 60 Hz CA catenária
Velocidade de operação 300 km/h (comercial)
315 km/h (máxima)
Diagrama da rota

km
Linha troncal ocidental
Pátio de Xizhi
南港
-3.3
Nangang
0.0
台北
5.9
Taipé
Rio Xindian
板橋
13.1
Banqiao
Rio Dahan
Linha Troncal Ocidental
Túnel Hueilung
Túnel Linkou
桃園
42.3
Taoyuan
Linha Troncal Ocidental
Túnel Hukou
新竹
72.2
Hsinchu ROC Taiwan Railways Administration Logo.svg
Liujia
Instalação de manutenção Liujia
Rio Touqian
Linha Neiwan
Linha Troncal Ocidental
Linha Troncal Ocidental
苗栗
104.9
Miaoli
Fengfu
Túnel Miaoli
Xinwuri
台中
165.7
Taichung
Linha Troncal Ocidental
Pátio de Wurih
Rio Dadu
Túnel Baguashan
Linha Troncal Ocidental
彰化
193.9
Changhua
Rio Zhuoshui
雲林
218.5
Yunlin
Instalação de manutenção Taibao
嘉義
251.6
Chiayi
Linha Troncal Ocidental
台南
313.9
Tainan
Shalun
Linha Shalun
Linha Troncal Ocidental
Rio Erren
Depósito Yanchao
Pátio Zuoying
Linha Troncal Ocidental
左營
345.2
Zuoying align=right
Linha Troncal Ocidental

A ferrovia começou a operar em 5 de janeiro de 2007, com trens atingindo a velocidade máxima comercial de 300 km/h, atualmente vencendo o trajeto de Nangang a Zuoying em apenas uma hora e 45 minutos, atingindo quase 90% da população de Taiwan. A maioria das estações intermediárias da linha se localizam fora das cidades que servem; entretanto, várias opções de transferência, como ônibus de transferência grátis, ferrovias comuns e metrôs, foram construídas para facilitar as conexões.

Inicialmente o número de passageiros ficou aquém das expectativas, mas cresceu de menos de 40 000 passageiros por dia nos primeiros meses de operação para mais de 129 000 passageiros por dia em junho de 2013.[6] O tráfego diário de passageiros chegou a 130 000 em 2014, bem abaixo da expectativa de 240 000 passageiros diários.[7] O sistema atingiu 100 milhões de passageiros transportados em agosto de 2010 e mais de 200 milhões de passageiros já tinham usado o sistema em dezembro de 2012,[8] seguido por 400 milhões em dezembro de 2016.[9]

Nos primeiros anos de operação, a THSRC acumulou dívidas devido às altas taxas de depreciação e juros, em grande parte devido à estrutura financeira que havia sido criada para a empresa privada. Em 2009 a THSRC entrou em negociações com o governo de modo a alterar o método de depreciação no que toca à dependência de concessões sobre direitos de viagem.[10] Ao mesmo tempo, o governo também começou a prestar auxilio financeiro de modo a ajudar a empresa a permanecer operacional e lucrativa;[11] o governo injetou 30 bilhões de dólares de Taiwan como parte do resgate financeiro, aumentando a participação do governo na empresa de 37 para 64%.[7] O governo também estendeu a concessão ferroviária de 35 para 70 anos, e encerrou o modelo de negócios (construir-operar-transferir) que a empresa tinha anteriormente.[12]

HistóriaEditar

O rápido crescimento econômico de Taiwan durante a segunda metade do século XX levou à saturação das rodovias, ferrovias comuns e do transporte aéreo, o que ameaçava impedir um crescimento posterior.[13] A ideia de uma nova linha ferroviária de alta velocidade surgiu na década de 1970,[13] e um planejamento informal começou em 1980.[14] Em 1987 o poder executivo do governo de Taiwan, instruiu o Ministério do Transporte a lançar um estudo de viabilidade para uma linha ferroviária de alta velocidade na costa oeste de Taiwan,[13] o que foi concluído em 1990.[15] O estudo concluiu que em comparação com outras soluções consideráveis para os problemas no tráfego no corredor, uma ferrovia de alta velocidade iria oferecer maior volume de tráfego, menor impacto na terra, maior economia de energia e menos poluição.[13] Em julho de 1990, um comitê para a elaboração da ferrovia foi criado[13] e uma rota foi selecionada em 1991.[14] Planos para a THSR foram aprovados pelo poder executivo em junho de 1992[13] e pela Legislatura de Taiwan em 1993.[15]

Construir-operar-transferirEditar

 
O trem de testes de 1998 do Eurotrem na Alemanha. Originalmente o Eurotrem era a tecnologia que seria usada, mas em seguida ao desastre do ICE em Eschede e a incentivos fiscais oferecidos pelo governo japonês, a tecnologia Shinkansen foi adotada.

Em novembro de 1994, Taiwan aprovou uma lei a respeito do uso de financiamento privado em projetos de infraestrutura, o que também foi aplicado no projeto da THSR.[13] Consequentemente, o comitê da ferrovia foi transformado no Bureau da Ferrovia de Alta Velocidade, que começou a conceber a THSR como uma concessão construir-operar-tranferir em outubro de 1996.[13][15]

O processo de licitação foi disputado pelo Taiwan High Speed Rail Consortium (THSRC) e pelo Chunghwa High Speed Rail Consortium (CHSRC). A candidatura da THSRC foi pautada na tecnologia do Eurotrem, um consórcio entre a GEC-Alsthom, a principal fornecedora do francês TGV, e a Siemens, a maior fornecedora do alemão ICE, enquanto a candidatura da CHSRC era baseada na tecnologia japonesa do Shinkansen fornecida pelo Taiwan Shinkansen Consortium (TSC), um consórcio de de empresas japonesas.[16] A THSRC, que apresentou a proposta mais barata e prometeu construir a linha sem nenhum custo para o governo, foi escolhida em setembro de 1997.[16][17] O grupo foi renomeado e oficialmente estabelecido como Taiwan High Speed Rail Corporation em maio de 1998.[18][19][20] A THSRC e o governo assinaram o acordo de concessão BOT em 23 de julho de 1998.[21] Em 2000, o primeiro contrato a cerca das obras civis foi assinado, com a construção se iniciando em agosto do mesmo ano.[22]

Entretanto, a escolha do material rodante gerou controvérsia. Em maio de 1999, em meio a dificuldades da THSRC em levantar fundos, o governo japonês prometeu incentivos fiscais caso a THSRC adotasse o material rodante oferecido pelo TSC (Taiwan Shinkansen Consortium).[23] Apesar da promessa do Eurotrem de cobrir a oferta da TSC, o desastre ferroviário de Eschede e a oferta das novas séries 700 do Shinkansen pela TSC, convenceram a THSRC

 
Mapa da linha

a selecionar o consórcio japonês como o fornecedor do material-rodante em dezembro de 1999.[16][17] Apesar de o Eurotrem ter perdido a licitação, em fevereiro de 2001, o consórcio entrou com um pedido de indenização de 800 milhões de dólares americanos contra a THSRC no Centro Internacional para a Arbitragem de Disputas sobre Investimentos. Após uma longa negociação, a corte determinou em março de 2004 que a THSRC deveria pagar uma compensação pelos 32,4 milhões de dólares que o consórcio do Eurotrem gastou em desenvolvimento e 35,7 milhões de dólares por práticas injustas.[24]

A THSRC concordou em pagar 65 milhões de dólares ao consórcio do Eurotrem em novembro de 2004.[25]

Abertura e expansãoEditar

A ferrovia abriu em 2007 entre Taipé e Zuoying.[5] Quatro estações foram adicionadas em 2014 e em 2015.[26]

Em 10 de setembro de 2019, o poder executivo anunciou que a ferrovia seria expandida até Pingtung. De quatro rotas propostas, foi confirmado em 27 de setembro que a expansão iria passar pelo centro de Kaohsiung, se ramificando do leste de Zuoying em direção à cidade de Pingtung, com um custo estimado em 55,4 bilhões de dólares taiwaneses. Mesmo tendo um custo menor, a opção foi recebida com críticas a respeito de seus benefícios econômicos.[27][28]

Em 25 de outubro de 2019, o Bureau da Ferrovia publicou uma estudo para uma extensão da linha de Taipé para Yilan, reduzindo em 13 minutos o tempo de viagem.[29]

Trem e operaçãoEditar

TremEditar

 Ver artigo principal: THSR 700T
 
Perfil do nariz do trem 700T

A ferrovia de alta velocidade de Taiwan começou a operação com 30 composições do 700T fornecidos por um consórcio liderado pela Kawasaki Heavy Industries.[30] Em decorrência do aumento de demanda e de novas estações que iriam começar a operar em 2015, a THSRC encomendou mais quatro composições ao consórcio da Kawasaki, em maio de 2012, em Tóquio, Japão.[31][32][33] A primeira composição (TR 31) foi entregue a Taiwan em 23 de dezembro de 2012; a segunda (TR 32) em 21 de janeiro de 2013; a terceira (TR 33) em 25 de janeiro de 2014 e a quarta (TR 34) em 12 de agosto de 2015.[33][34]

O THSR 700T é baseado no Shinkansen séries 700 usado pela JR Central e pela JR West no Japão.[35] Isso marcou a primeira vez que a tecnologia Shinkansen foi exportada para fora do Japão.[36] A customização focou na adaptação ao clima e geografia de Taiwan, e o nariz foi otimizado para túneis mais largos dos que encontrados no Japão.[37][38][5]

A velocidade máxima comercial dos trens subiu de 285 km/h nos Shinkansen séries 700 para 300 km/h no 700T.[5] Os 12 vagões de um 700T são agrupados em três unidades de tração com três vagões de energia com um reboque cada,[38] provendo 10,26 MW de potência;[39] ambos os vagões das extremidades são reboques para evitar deslizes em truques ligados.[35] O trem tem 304 m de comprimento e 503 t de peso quando vazio.[14] Os trens tem capacidade de levar 989 passageiros sentados em duas classes: 66 assentos em uma configuração 2+2 no único vagão de negócios e 923 assentos em uma configuração 2+3 nos onze vagões comuns.[37]

Trens de manutençãoEditar

 
A locomotiva DD16 é usada pela THSRC.
 
Trem da antiga Séries 0 usado na manutenção.

A THSRC utiliza trens de inspeção da Windhoff, Harsco Railgrinders, Plasser & Theurer, e vários antigos trens da JR para manter sua linha.[40]

OperaçãoEditar

Como é o primeiro sistema de ferrovia de alta velocidade em Taiwan, a THSRC iniciou a operação com vários funcionários estrangeiros, incluindo condutores alemães e franceses e controladores no Centro de Controle de Operação (CCO).[41] Ao mesmo tempo, a THSRC começou a treinar condutores e controladores locais. Desde maio de 2008, todos os controladores trabalhando no CCO são taiwaneses, e desde outubro de 2008, todos os condutores de trens são naturais do país.[42]

A maior tarefa do CCO é manter a operação dos trens segura. A THSRC tem 132 controladores (julho de 2012), dos quais 1/4 são mulheres, trabalhando 24 horas por dia e 365 dias por ano. Os requerimentos para se tornar um controlador chefe incluem ter experiência em todos os 9 setores do CCO, 300 horas de treinamento e adquirir qualificação.[43][44]

A THSRC tem 144 condutores (julho de 2012), dos quais quase 10% são mulheres. Todos os candidatos a condutor devem passar 8 meses completando 1 326 horas de treinamento profissional e devem obter uma certificação antes de poderem conduzir. Além disso, após se tornarem um condutor certificado de trens de alta velocidade, eles devem passar por testes pelo menos três vezes ao ano para garantir que podem conduzir com segurança.[43][44]

Desastres naturaisEditar

Taiwan é frequentemente atingida por vários tipos de desastres naturais, incluindo tufões, terremotos, chuvas fortes, inundações e deslizamentos de terra. Por isso, um dos pontos principais no projeto de infraestrutura da THSRC foi como responder a desastres naturais, como terremotos[45] e como garantir a segurança para todos os passageiros em qualquer situação de emergência.[46]

A THSRC estabeleceu um sistema para responder a desastres naturais chamado SAD (Sistemas de Alerta de Desastre).[46] Esse sistema consiste em uma rede de sensores instalados ao longo da ferrovia para detectar situações inesperadas como terremotos, ventos fortes, tempestades, inundações, deslizamentos de terra e invasões. Em caso de uma situação inesperada, o SAD irá notificar o CCO (Centro de Controle de Operação) imediatamente; isso irá ativar medidas de segurança para garantir a integridade dos passageiros e dos trens, incluindo desaceleração ou parada de trens na área afetada.[45]

O SAD tem operado com sucesso desde o início de operação em 2007. O terremoto mais poderoso que a THSR sofreu, media 6,4 na escala de Richter com um epicentro a 17 km de Jiaxian, Kaohsiung e balançou a região sul de Taiwan em 4 de março de 2010.[47] Um trem em operação foi ligeiramente descarrilado em Sinshih, Tainan e 6 trens foram foram parados. Apesar da suspensão temporária da operação, não houve danos ou fatalidades. Todos os 2 500 passageiros afetados foram evacuados em duas horas, sem ferimentos. A operação recomeçou no dia seguinte.[11] Tal feito foi bem observado e forneceu uma valiosa experiência em segurança operacional para a indústria ferroviária global.[11]

Em abril de 2010, foi reportado que um afundamento tinha sido observado durante a construção de uma seção de viaduto de 6 km de comprimento no condado de Yunlin.[48] O afundamento atingiu 55 cm ao longo de sete anos.[49] Em 2010, o afundamento tinha diminuído, o que foi atribuído ao fechamento de alguns poços profundos que operavam na região. Embora a situação tenha sido considerada segura, o comitê da ferrovia prosseguiu com o fechamento de poços.[49][50] Em 25 de julho de 2011, o governo anunciou planos para fechar quase 1 000 poços nos condados de Changhua e Yunlin, reduzindo em 210 000 000 toneladas a quantidade de água bombeada.[51]

ServiçoEditar

 
Passageiros num vagão de classe econômica.

De acordo com os horários da THSR de julho de 2018,[52] há 989 viagens por semana de operação, com horários de operação entre 05h50 e 24h00 todos os dias. A maioria dos trens com destino ao sul partem da estação Nangang, enquanto que a maioria dos trens com destino ao norte partem da estação Zuoying; entretanto, alguns trens operam apenas entre Nangang e Taichung ou entre Taichung e Zuoying. Os trens com destino ao norte tem numeração ímpar, enquanto que os que vão ao sul tem numeração par.[53]

Cada trem consiste em 1 vagão de negócios (vagão 6) e 11 vagões de classe comum (incluindo assentos reservados e não-reservados). Desde julho de 2010, assentos não-reservados estão disponíveis nos vagões 10 a 12 (em alguns trens estão disponíveis dos vagões 9 ao 12 ou do vagão 8 ao 12). O vagão 7 de cada trem está equipado com 4 cadeiras acessíveis a cadeirantes e um banheiro para deficientes. Passageiros podem ligar para a linha direta de atendimento ao cliente da THSR ou visitar qualquer bilheteria de ingressos, para reservar os assentos não reservados.[53]

Em agosto de 2012, A implementação do 4G abordo nos trens fornecerá banda larga de alta velocidade, fazendo da THSR a primeira ferrovia de alta velocidade equipada com essa tecnologia.[54]

Em 2012, a THSRC foi bem avaliada no Prêmio Golden Service da revista CommonWealth, não apenas ultrapassando seus rivais na categoria "transporte terrestre de longa distância", mas também ocupando o primeiro lugar no ranking geral de 300 indústrias.[55]

Passagem e descontosEditar

 
Evento de promoção da THRSC, 2011.

A partir de janeiro de 2018, uma passagem de Taipé a Zuoying na classe comum custa 1 490 dólares de Taiwan, e na classe de negócios o bilhete é de 1 950 dólares.[53] O preço de um assento não reservado é cerca de 3% menor do que um preço normal. Reservas nos vagões comuns e de negócios estão disponíveis 28 dias antes da data de embarque (incluindo o dia da partida).[53]

Cidadãos idosos (taiwaneses acima de 65 anos), deficientes e crianças (abaixo de 12 anos) pagam a metade do preço das passagens.[53]

Um desconto é oferecido a grupos de 11 pessoas ou mais. O desconto para grupos não pode ser usado em combinação com outras ofertas de desconto e não inclui assentos não reservados. Passageiros com admissíveis em vários descontos só podem escolher uma oferta.[53][56][57]

Desde julho de 2010, um sistema de cartão inteligente fornece aos viajantes frequentes, bilhetes de múltiplas viagens (oito viagens) ou periódicos. O cartão da THSR permite ao titular do cartão, viajar entre estações específicas, dentro de um determinado período de tempo para um determinado número de viagens. O cartão é vendido nas estações do sistema. Neste formato, apenas bilhetes para adultos são vendidos, e não pode ser usado em viagens entre Banqiao e Taipé.[58]

Após a compra ou adição de valor a um cartão de várias viagens, o saldo do cartão é válido por 45 dias contando a partir do dia do primeiro uso. O cartão pode ser usado para 8 viagens. O cartão fornece um desconto de aproximadamente 21% sobre um assento comum reservado. É exigido um saldo mínimo de 100 dólares de Taiwan na compra de um cartão. O uso do cartão de várias viagens é exclusivo do titular do cartão.[59][60] Desde novembro de 2012, um desconto de 35% tem sido oferecido a um número limitado de passagens vendidas não antes de 8 dias da partida. Se todos os bilhetes com 35% de desconto forem vendidos antes do limite, bilhetes com um desconto de 20% são oferecidos e se todas essas passagens forem vendidas antes do limite, bilhetes com 10% de desconto são oferecidos. Se todos essas passagens forem vendidas, serão oferecidos bilhetes sem desconto.[61]

Frequência dos trensEditar

 
Frequência diária e mensal dos serviços da THSRC. Trens adicionais durante feriados e serviços cancelados por causa de eventos extraordinários não são mostrados
Frequência dos trens
Segundo tabela de horários de 8 de outubro de 2018[62][63]
Sentido Trens por dia Trens por semana
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
Sul 63 64 82 75 76 488
Norte 69 68 80 70 86 509
Ambos 132 162 145 162 997

A THSRC aumenta o número de trens durante feriados nacionais.[64] Em 29 de junho de 2011, uma proposta da THSRC para aumentar o número de viagens por dia para 210 (anteriormente eram 175 por dia) passou em uma análise de impacto ambiental, aumentando o número de serviços em "dias de pico".[65]

Número de passageirosEditar

 
Média mensal do número de passageiros diário da THSR, os meses afetados pelo ano novo chinês estão assinalados em cinza e os cancelamentos por causa de tufões ou terremotos em azul

O número diário de passageiros era previsto para 180 000 logo após o início das operações, aumentando para 400 000 até 2036.[66] Em vista de uma queda de 50% no número de passageiros de empresas aéreas após a crise asiática de 1997, as estimativas foram revistas para um valor mais modesto.[15] A estimativa final do número de passageiros no início da operação ficou em 140 000 passageiros por dia.[67] Na realidade, os números não corresponderam as predições. Em setembro de 2007 seis meses após a abertura, a THSR transportava 1,5 milhão de passageiros por mês,[68] o que corresponde a cerca de 50 000 passageiros diários. No segundo ano de operação, o número de passageiros quase dobrou,[69] e no terceiro ano, a média de passageiros diários continuou a crescer e chegou a 88 000 passageiros por dia, aumentando para cerca de 120 000 passageiros diários em 2012.[70][71] A porcentagem de ocupação dos assentos estava em cerca de 45% durante os primeiros três anos, com uma melhora modesta em 2009, atingindo 53,91% em 2012.[72] A pontualidade se mantém estável acima dos 99%.[73]

Dados anuais do tráfego[74][75]
Ano Número de
passageiros[74][75]
Assentos por
quilômetro:A[76]
Passageiros por
quilômetro:B[74][75]
Ocupação dos
assentos(%):
B/A[77][75]
Pontualidade
(menos de 5
minutos de atraso)[77][75]
2007 15 558 356 7 838 644,289 3 520 173 426 44,91 99,47%
2008 30 581 261 15 089 499 008 6 566 119 575 43,51 99,19%
2009 32 349 260 14 821 653 184 6 863 960 208 46,31 99,25%
2010 36 939 596 15 296 119 539 7 491 019 590 48,97 99,21%
2011 41 629 303 15 781 051 602 8 147 869 493 51,63 99,87%
2012 44 525 754 15 829 068 364 8 641 573 257 54,59 99,40%
2013 47 486 229 15 858 327 738 9 118 060 276 57,50 99,38%
2014 48 024 758 16 167 495 855 9 235 162 292 57,12 99,61%
2015 50 561 954 16 186 948 588 9 654 960 687 59,65 99,66%
2016 56 586 210 16 512 526 628 10 488 339 832 63,52 99,43%
2017 60 571 057 17 040 173 121 11 103 358 620 65,16 99,72%
2018 63 963 199 17 249 709 128 11 558 787 218 67,01 99,43%
2019 67 411 248 17 629 990 176 11 994 452 919 68,03 99,88%

O marco de 10 milhões de passageiros transportados foi atingido após 265 dias de operação em 26 de setembro de 2007,[68] enquanto que o marco de 100 milhões de passageiros foi atingido após 1 307 dias em 3 de agosto de 2010,[78] e o de 200 milhões de passageiros em dezembro de 2012.[79] Em 10 de outubro de 2011, durante o feriado nacional da República da China, a THSR chegou a um recorde de 189 386 passageiros transportados. Em 5 de fevereiro de 2011, o terceiro dia da celebração do ano novo chinês, um novo recorde de 190 596 passageiros foi atingido. O próximo recorde foi estabelecido em 25 de janeiro de 2012, com 191 989 passageiros. O recorde mais recente é de 212 000 passageiros transportados, atingido em 1 de janeiro de 2013.[79]

Os trens de alta velocidade competiram com êxito com os aviões: em agosto de 2008, metade das linhas aéreas entre Taipé e as cidades do oeste de Taiwan tinham sido descontinuadas, incluindo todos os voos entre cidades com estações da THSR, exceto por um único voo diário entre Taipé e Kaohsiung.[80][81] Uma redução pela metade do tráfego aeroviário era esperada entre 2006 e 2008,[80] e na realidade caiu de 8,6 para 4,9 milhões.[82] Em junho de 2012, foi anunciada a descontinuação do último voo comercial entre Taipé e Kaohsiung.[83] A participação do transporte ferroviário convencional nas viagens entre Taipé e Kaohsiung caiu de 9,71% em 2006 para 2,5% em 2008, enquanto que a ferrovia de alta velocidade se tornou o principal modal de transporte, com uma participação de 50% em 2008.[84] A abertura da THSR em 2007, resultou numa redução de 10% no tráfego da rodovia paralela.[85] Mesmo contando com passagens mais baratas, empresas de ônibus relataram que o volume de passageiros tinha caído por 20 a 30% em 2008.[86]

InfraestruturaEditar

 
Cerca de 70% da linha está sobre viadutos. Os trilhos são quase totalmente sem lastro no concreto, com componentes que limitam a emissão de ruído.

A construção do sistema requereu mais de 2 000 engenheiros profissionais de 20 países e cerca de 20 000 trabalhadores taiwaneses e estrangeiros levaram seis anos para concluir o projeto.[87] Os trabalhos foram separados em vários lotes especializados que foram contratados separadamente.[88] Um grupo de contratos tratavam sobre as obras das seções da linha.[88] Estações e pátios de trens foram matéria de um grupo diferente de contratos,[88] e outro grupo de contratos tratou sobre os trilhos.[88][89]

O projeto da linha de alta velocidade de Taiwan ganhou o primeiro lugar no Prêmio de Projetos de Engenharia Destacados do Conselho de Engenharia Civil da Ásia, em Sydney, 2010.[90]

Em 2011, a Comissão Pública de Construção (公共工程委員會) organizou uma votação na internet, que atingiu cerca de 330 000 votos, para selecionar os 100 melhores projetos de infraestrutura em Taiwan para celebrar o centenário da república; a ferrovia de alta velocidade de Taiwan liderou a lista.[91]

TrilhosEditar

 
Trem da THSR em um teste em junho de 2006.

Com capacidade para suportar velocidades de até 350 km/h,[92] os trilhos foram projetados com um raio de curva mínimo de 6,250 m, com uma distância do centro dos trilhos de 4,500 mm,[15] com a propriedade dos trilhos tendo uma largura de 18 m, e com um gradiente máximo de 2,5%, exceto por um de 3,5% em apenas um lugar.[93] A ferrovia é sem balastro, com exceção de um trecho de 3 km,[5] com os trilhos sendo fabricados por uma indústria japonesa e os AMVs sendo fabricados por um fornecedor alemão.[94][95] A colocação dos trilhos começou em julho de 2003.[96] A linha é eletrificada com o sistema 25 kV/60 Hz AC.[92] O sistema de sinalização e controle foi planejado para tráfego bi-direcional de acordo com normas europeias.[94]

Após quatro meses de atrasos, testes com os primeiros trens THSR 700T começaram 27 de janeiro de 2005, na seção entre Tainan e Kaohsiung.[97] Em 30 de outubro de 2005, um dia após num teste, o trem ultrapassar a velocidade comercial de 300 km/h,[98] a velocidade máxima de 315 km/h foi atingida.[99] A seção entre a estação Banqiao (Taipé) e a estação Zuoying (Kaohsiung) foi aberta ao público em 2 de março de 2007.[100] As plataformas de trem de alta velocidade da estação Taipé foram abertas em 2 de março de 2007, assim a linha inteira já estava operante.[101]

Obras civisEditar

A linha é majoritariamente elevada.[92][102] Aproximadamente 251 km ou 73% da ferrovia, é apoiada sobre viadutos,[92] com a maioria dos vãos feitos de concreto protendido.[102] A primeira seção de viaduto foi colocada em outubro de 2001.[103]

O viaduto Changhua-Kaohsiung é uma seção contínua de 157,717 m entre Baguashan no condado de Changhua até Zuoying em Kaohsiung e é a segunda maior ponte do mundo.[87][104] Os viadutos foram projetados para resistir a terremotos, permitir que trens possam parar seguramente durante um tremor de terra, também permitem reparos após um evento sísmico.[105] Pontes construídas sobre falhas geológicas foram projetadas para sobreviver a movimentações de terra sem sofrerem falhas catastróficas.[106]

Cerca de 61 km[107] ou 18% da linha é em túneis, incluindo 14 km de túneis em Taipé,[93] e outros 48 túneis nas outras seções com um comprimento total de 66 257 m.[108] O maior de todos é o túnel Paghuashan, com um comprimento total de 7 364 metros.[109] Em 42 túneis, todos escavado com a técnica NATM, foram escavados cerca de 155 m2 entre novembro de 2000 e julho de 2003.[102] Os túneis cumprem normas europeias,[94] com espaço para dois trilhos e calçadas de segurança.[92]

Problemas ambientaisEditar

Ações de mitigação de danos ambientais durante a fase de construção, incluem a construção de pontes acima da linha para animais, o plantio e replantio de árvores ao longo dos trilhos e inclusão de barreiras sonoras,[5] além da compra de terrenos de fazenda para a criação de uma área de preservação para pássaros de Jacana, longe da linha.[110]

Por mais de 10 anos, a THSRC tem investido na preservação dos Jacanas, um tipo de ave que é considerado ameaçado em Taiwan. Com um investimento de 50 milhões de dólares de taiwaneses, o primeiro projeto de recuperação de habitat foi concluído em colaboração com o governo local, organizações de desenvolvimento e organizações sem fins lucrativos. A população de Jacanas em Tainan, Taiwan, somava menos de 50 espécimes, desde então aumentou para cerca de 300. Em 2007, a reserva ambiental foi oficialmente renomeada "Parque Natural Eco-educacional do Faisão Jacana" e desde então, ele foi aberto ao público. Para educar estudantes em relação à proteção ambiental, todo ano a THSRC planeja uma excursão de alunos de escolas primárias e de ensino médico ao parque, para que eles possam aprender sobre a beleza dos habitats naturais de Taiwan.[111]

FinançasEditar

Receita e custosEditar

Item 2007[112] 2008[113][114] 2009[114][115] 2010[115] 2011[116] 2012[117] 2013[118] 2014[119] 2015[119] 2016[119] 2017[120] 2018[121]
Receita dos bilhetes(A) 13 155 221 22 441 012 22 800 753 27 025 822 31 556 782 33 263 223 42 221 888 44 098 796
Outras receitas de operação(B) 347 567 606 571 522 959 609 529 679 723 720 914
Receitas de operação(C=A+B) 13 502 788 23 047 583 23 323 712 27 635 351 32 236 505 33 984 137 36 101 166 38 510 000 51 901 392 40 610 906 43 435 042 45 415 007
Depreciação −18 589 587 −18 994 251 −8 222 634 -9 411 998 -10 647 252 -11 206 236
Lucro −14 909 057 −6 238 553 5 564 846 9 071 545 12 058 405 12 095 229 11 394 464 11 880 000 20 556 496 13 699 496 17 754 984 19 144 964
Receita financeira 315 187 644 500 639 869 230 348 248 318 633 040
Juros −14 423 091 −17 464 896 −10 778 335 −8 912 483 -8 854 892 -8 737 156 -9 256 852 -8 375 559 -7 463 329 -6 618 272
Lucro antes de impostos −29 398 694 −25 009 697 −4 791 125 -1 210 889 5 783 743 3 956 828 2 710 000 2 660 000 18 833 835 4 997 575 6 478 500 7 311 823
Impostos −54 0 1 670 848 −2 597 914 -379 992 -579 439 2 038 795 -848 477 -1 138 595 3 384 558
Receita líquida 29 398 748 25 009 697 4 789 455 1 210 041 3 185 833 3 576 836 3 288 951 5 520 000 20 872 630 4 149 098 5 339 905 10 696 381
Todos os campos estão em milhares de NT$

A maioria da receita da THSRC vem da venda de passagens; outras fontes de renda complementares são anúncios comerciais e aluguéis de espaços para lojas. Anúncios em trens e em plataformas das estações também foram vendidos.[122] A receita cresceu com o aumento do número de passageiros durante os primeiros três anos, mas o número de passageiros permaneceu abaixo das expectativas. Em 2008, o segundo ano de operação, as receitas ficaram muito aquém das expectativas da THSRC de um ano antes, que previa uma duplicação dos resultados do primeiro ano.[123][124]

O custo de manter os trens e a infraestrutura, ou custos operacionais, era inicialmente cerca de 1 bilhão de dólares por mês,[125] mas foi reduzido para 850-900 milhões de dólares de Taiwan em 2008.[126] A receita superou esse custo pela primeira vez, gerando um saldo positivo em relação à operação, no quarto mês de operação (abril de 2007).[127]

Para a THSRC, o grande número de custos fixos de ativo fixo como material-rodante e infraestrutura é um elemento significativo no total de custos operacionais. Nos primeiros dois anos de operação, a THSRC distribuiu os custos ao longo de um período de 26,5 anos.[128] Como resultado, o saldo entre as receitas e os custos de operação mostraram grande perda no primeiro ano de operação, que foi reduzida apenas quando a receita cresceu no segundo ano de operação. O planejamento da THSRC refletia o tempo da concessão BOT em vez da vida-útil da infraestrutura, que é muito maior,[128] e essa é a causa da perda.[129] Após mudar seu planejamento,[130] a THSRC registrou seu primeiro lucro operacional em 2009, o terceiro ano de operação.[131] A empresa publicou seu primeiro balanço anual com um lucro de 5,78 bilhões de dólares de Taiwan após cinco anos de operação.[132]

Pela primeira vez em cinco anos de operação, a THSRC publicou um lucro líquido de 5,78 bilhões de dólares taiwaneses, com lucros por ação de 0,59.[89] A receita aumentou 16,65% de 27,64 bilhões de dólares de Taiwan para 32,24 bilhões, com os custos operacionais e gastos aumentando apenas 4,98%. No mesmo período, o lucro bruto totalizou 12,98 bilhões de dólares taiwaneses (um aumento de 30,32%), receitas da operação somaram 12,06 bilhões de dólares (um aumento de 32,93%) e o EBITDA totalizou 22,73 bilhões de dólares de Taiwan (um aumento de 22,34%). Em 2011, o lucro bruto, a receita da operação e o EBTDA bateram recordes.[89] Desde o início das operações em 2007, a THSR teve uma influência significativa na economia de Taiwan e na vida das pessoas.[89]

O gasto com juros é outro aspecto importante nas finanças da empresa. Nos primeiros anos de operação, as taxas de juros estavam bem acima dos níveis de mercado.[133][134] Os gastos com juros por mês permaneceram por volta de 1,3 bilhões de dólares taiwaneses em 2008, quando a THSRC atingiu pela primeira vez o ponto de equilíbrio, com as receitas e gastos (excluindo a depreciação) estando por volta de 2,1 bilhões.[126] As taxas de juros caíram na primeira metade de 2009, reduzindo assim os gastos com juros[130] e contribuindo para a redução das perdas líquidas.[131]

Em 2010, a THSRC obteve um novo empréstimo sindical para aliviar seu iminente colapso financeiro. A companhia assinou um contrato de refinanciamento de 382 bilhões de dólares de Taiwan com um consórcio de oito bancos de taiwaneses liderados pelo Banco de Taiwan, e que foi usado para pagar empréstimos mais antigos, que tinham juros mais altos.[11] Em 2011, as dívidas de longo-prazo, totalizando 385 bilhões de dólares taiwaneses, incluíam 26 bilhões em títulos corporativos e 359 bilhões em empréstimos bancários. Em comparação com os termos e condições dos empréstimos anteriores, as dívidas de refinanciamento tem taxas de juris mais baixas e prazos mais longos, de até 22 anos.[11]

Finanças e empréstimosEditar

Até julho de 2008, a depreciação e juros representavam 95% das dívidas acumuladas da THSRC.[134] A THSRC[129] e governo, em um documento de setembro de 2009,[133] identificaram uma estrutura financeira irracional e que as resultantes altas taxas de juros e depreciação eram as principais causas da má performance financeira. Entretanto, o governo avaliou que a THSRC teve um bom desempenho em sua área de atuação, conforme aferido pelo índice de lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (LAJIDA).[128] Para reduzir sua carga de dívidas, a THSRC procurou revisar seus empréstimos em 2008[135] e novamente em 2009.[136][137] Para reduzir os custos de depreciação com o aumento do período de amortização, a THSRC pediu uma extensão da concessão de 35 anos.[128]

No verão de 2009, as perdas acumulativas da THSRC já eram equivalentes a dois terços de seu patrimônio líquido. Em resposta à crise econômica global e seus efeitos em Taiwan, a THSRC tentou aumentar a receita e reduzir os gastos em várias áreas, com a esperança de melhorar suas performances. Em fevereiro de 2009, a THSRC anunciou um ajuste na frequência dos trens, um corte de salários de 10 a 20% na área de gerência e procurou promover seus serviços para estimular mais viagens. A mídia começou a questionar se a construção de três mais estações intermediárias além de Nangang seria adiada, a THSRC publicou um comunicado à imprensa em 28 de setembro de 2009, afirmando que a empresa irá cumprir com "o contrato de operação e construção da ferrovia de alta velocidade de Taiwan, "e que a construção das três estações intermediárias, chamadas de Miaoli, Changhua e Yunlin, irá começar em julho de 2012, com o início da operação estimado para 2015. Quando completadas, existirão um total de 12 estações ao longo da linha.[138] A empresa foi posta sob nova direção em setembro de 2009, com o objetivo de equilibrar as finanças da empresa com a ajuda do governo e para conseguir o refinanciamento de seus empréstimos.[139]

O governo assumiu o controle majoritário da empresa após a eleição de seu novo conselho em 10 de novembro de 2009.[140] Em janeiro de 2010, quando as perdas acumuladas já somavam 70 bilhões de dólares, a THSRC assinou um acordo de refinanciamento em que oito bancos estatais providenciaram 382 bilhões de dólares de Taiwan em empréstimos de juros baixos e com maior prazo.[141] O governo também aprovou a nova taxa variável de depreciação adotada pela empresa.[131]

IncidentesEditar

Em 12 de abril de 2013, bagagens suspeitas foram encontradas dentro do banheiro do trem em direção ao norte n.º 616 quando ele estava indo em direção a estação Hsinchu. O trem parou na estação Taoyuan e todos os passageiros foram evacuados. Posteriormente, foi determinado que a bagagem continha um líquido desconhecido em recipientes, um cronômetro e um material branco. Os itens foram desmantelados pelo esquadrão anti-bombas e recolhidos para serem examinados. Duas deputadas do Kuomintang, Hsu Hsin-ying e Lu Shiow-yen, estavam a bordo do trem.[142][143]

Dois suspeitos de terem plantado uma bomba foram presos em um hotel em Zhongshan, Cantão, República Popular da China em 15 de abril e repatriados para Taiwan em 17 de abril de 2013.[144]

Em 10 de maio de 2017, um trem que não carregava passageiros andou por 1 km na direção contrária por erro humano.[145]

Por causa da pandemia de COVID-19, a THSR juntamente com a Taiwan Railway Administration e serviços de ônibus pelo país, passaram a exigir o uso de máscaras cirúrgicas por todos os passageiros a partir de 1 de abril. Além disso, sensores infravermelhos foram colocados em 12 estações para detectar febres, comidas e bebidas foram proibidas nos trens, estações e trens passaram a ser desinfetadas mais frequentemente e a THSR acabou com todas as passagens de assentos não-reservados. Foi dito que a mudança tinha como objetivo a redução de aglomerações.[146][147]

Atividades de relações públicasEditar

 
Crianças de comunidades remotas em um evento natalino organizado pela Taiwan High Speed Rail Corporation em 2011.

Desde 2009, a THSRC tem organizado um evento chamado "viaje na THSR e participe da feira do livro de graça" que promove a cultura de leitura; passageiros em idade escolar de vilas remotas ganham acesso grátis para a Feira Internacional de Livros de Taipé e vão até lá num "trem da leitura" temático, em que uma celebridade lê um livro.[89]

Desde 2010, juntamente com a World Vision Taiwan, a THSRC tem um programa de assistência para milhares de crianças desprivilegiadas, em que os passageiros contribuem.[89]

Outros eventos incluem corais a capella nas estações, distribuição de presentes para casais tirando fotos de casamento em grandes estações, passeios em estações e compartilhamento de experiência com outros operadores de transporte ferroviário; Além da distribuição de milhares de grupos e famílias desprivilegiadas, em colaboração com organizações sem fins-lucrativos.[89]

Estudantes aprendem sobre a ferrovia de alta velocidade e sobre a THSRC em "acampamentos da THSR", organizados em parceria com a Sociedade Cultural Ferroviária de Taiwan, com a Sociedade de Pesquisa Ferroviária da Universidade Nacional Chiao Tung e com a China Youth Corps.[89]

Na cultura popularEditar

O primeiro filme a destacar a THSR foi o filme taiwanês de 2007 Summer's Tail, dirigido por Cheng Wen-Tang (鄭文堂).[148]

Railfan: Taiwan High Speed Rail, um simulador de condução de trens de 2007 desenvolvido pela empresa taiwanesa Actainment juntamente com a empresa japonesa Ongakukan, no estilo da Train Simulator Series. Com destaque para as filmagens reais, foi o primeiro jogo taiwanês para Playstation 3.[149] A National Geographic escolheu a viagem na THSR como a "melhor viagem de inverno" em 2013.[150]

Notas

  1. Em concessão BOT até 2067.[2]

Referências

  1. a b «2020 Annual Report» (PDF). Taiwan High Speed Rail Corporation. 24 de abril de 2021. Consultado em 16 de agosto de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 17 de agosto de 2021 
  2. «"HSR Planning"». MOTC. Cópia arquivada em 13 de março de 2016 
  3. «"Taiwan High Speed Rail"». Mott MacDonald (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2021 
  4. «台灣高鐵». Bureau of High Speed Rail (em chinês). Cópia arquivada em 10 de dezembro de 2017 
  5. a b c d e f g «"Taiwan Railway Administration High-Speed Network"». Railway Technology. Consultado em 22 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 22 de janeiro de 2021 
  6. Shan, Shelley (27 de maio de 2007). «"Local drivers pass high speed rail exams"». Taipei Times. Consultado em 23 de novembro de 2020. Cópia arquivada em 8 de agosto de 2020 
  7. a b «"'Shinkansen' operation in a flop in Taiwan"». Nikkei Asian Review. 5 de novembro de 2015. Cópia arquivada em 9 de novembro de 2015 
  8. «"Taiwan High Speed Rail"». THSR. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2013 
  9. «"Taiwan high-speed rail ridership breaks 400 million mark"». Focus Taiwan. CNA English News. 12 de maio de 2016. Cópia arquivada em 25 de junho de 2019. (pede subscrição (ajuda)) 
  10. «"針對媒體報導,就高鐵新增三站及高鐵折舊問題,高鐵局說明澄清"». MOTC (em chinês). 27 de junho de 2013. Consultado em 25 de novembro de 2020. Cópia arquivada em 27 de junho de 2013 
  11. a b c d e Smith, Glenn (outubro de 2011). «"Into the black — how Taiwan turned around its troubled high-speed line"». International Railway Journal (em inglês). Consultado em 25 de novembro de 2020. Cópia arquivada em 28 de novembro de 2016 
  12. Zhao, Eric (5 de agosto de 2015). «"LPC-Taiwan's High Speed Rail Corp's lenders agree restructuring plan"». Reuters. Consultado em 20 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 20 de setembro de 2017 
  13. a b c d e f g h «"台湾高速鉄道プロジェクト/日本連合受注経緯"» (em japonês). Nippon Export and Investment Insurance. Março de 2013. Cópia arquivada em 29 de abril de 2008 
  14. a b c Bradsher, Keith (4 de janeiro de 2007). «Taiwan's Bullet Trains Can't Outrun Controversy (Published 2007)». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 25 de novembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de novembro de 2020 
  15. a b c d e Shima, Takashi (agosto de 2007). «"Taiwan High Speed Rail"» (PDF). Japan Railway & Transport Review (em inglês). Consultado em 13 de fevereiro de 2011. Cópia arquivada (PDF) em 13 de junho de 2011 
  16. a b c Parviz, Miralamli (5 de julho de 2018). «"Taiwan's High Speed Rail Line Case"». ResearchGate. Consultado em 21 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2021 
  17. a b Gaziyev, Masud (outubro de 2017). «"Case Study Analysis: Taiwan's High-Speed Rail: A Public- Private Partnership Hits a Speed Bump"». ResearchGate. Consultado em 21 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2021 
  18. «"Stock Information"». THSRC. Consultado em 6 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 8 de maio de 2009 
  19. Yu, Peter Kien-hong; Jokull, Johannesson (dezembro de 2010). «"Near-bankruptcy of the Taiwan High Speed Rail Corporation: What Went Wrong?"». International Journal of Business and Management. Canadian Center of Science and Education. Consultado em 10 de março de 2014. Cópia arquivada em 20 de novembro de 2010 
  20. Chang, Violet (1 de outubro de 1998). «Genesis of the HSR». Taiwan Today (em inglês). Consultado em 10 de março de 2014. Cópia arquivada em 23 de abril de 2020 
  21. «"Taiwan HSR deal signed"». Railway Gazette International (em inglês). Setembro de 1998. Consultado em 9 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2020 
  22. «"Business Identification"». THSR (em inglês). Taiwan High Speed Rail Corporation. Consultado em 20 de março de 2021. Cópia arquivada em 21 de janeiro de 2021. In March 2000, the first contract of the civil works was awarded and began its construction in August of the same year 
  23. «Rays of hope for Shinkansen bullet train in Taiwan». Kyodo News International. The Free Library. 3 de junho de 1999. Cópia arquivada em 4 de agosto de 2018 
  24. «Eurotrain Consortium v. Taiwan High Speed Rail Corporation». Analysis Group. Cópia arquivada em 4 de março de 2012 
  25. «"Taiwan High Speed Rail to compensate railway consortium"». Taipei Times. 27 de novembro de 2004. Consultado em 28 de fevereiro de 2009. Cópia arquivada em 11 de maio de 2009 
  26. «"Taiwan High Speed Rail(HSR) Project"». Railway Bureau. 11 de setembro de 2019. Consultado em 22 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 26 de outubro de 2020. and by 2010 four more station was open, i.e.Naugang, Miaoli, Changhua and Yunlin. 
  27. «Taiwan's Pingtung high-speed rail line to avoid airport and open in 2029». Taiwan News. Consultado em 11 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 7 de agosto de 2020 
  28. DeAeth, Duncan (30 de setembro de 2019). «"MOTC criticized by Taiwan public over THSR extension plan"». Taiwan News. Consultado em 1 de outubro de 2019. Cópia arquivada em 1 de outubro de 2019 
  29. «"Taiwan High Speed Rail extension to Yilan could become a reality"». Taiwan News. 23 de outubro de 2019. Cópia arquivada em 30 de outubro de 2020 
  30. «"Take a ride on the Taiwan High Speed Rail"» (PDF). Kawasaki Heavy Industries. Fevereiro de 2007. Cópia arquivada (PDF) em 29 de dezembro de 2009 
  31. «THSRC to increase runs, buy more new cars: Ou Chin-der - Taipei Times». www.taipeitimes.com. 22 de novembro de 2008. Consultado em 18 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 20 de agosto de 2020 
  32. «"THSRC Chairman Ou Chin-der signed a new contract with Kawasaki for four new trainsets."» (em chinês). Union Daily. Arquivado do original em 28 de maio de 2012 
  33. a b «The first THSR new trainset on board at Dec.23» (em chinês). THSRC. 23 de dezembro de 2012. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2013 
  34. «台灣高鐵第34組列車今(12)日運抵台灣高安全、高 運能、高準點提升旅運服務» (em chinês). Taiwan High Speed Rail. Cópia arquivada em 20 de novembro de 2015 
  35. a b Ishizuka, Masashi (18 de abril de 2008). «"Shinkansen technology exportation"» (PDF). 6th World Congress on High Speed Rail. International Union of Railways. Cópia arquivada (PDF) em 7 de outubro de 2011 
  36. «Company Overview». THSRC. Cópia arquivada em 24 de novembro de 2009 
  37. a b «"Take a ride on the Taiwan High Speed Rail"» (PDF). Kawasaki Heavy Industries. Fevereiro de 2007. Cópia arquivada (PDF) em 29 de dezembro de 2009 
  38. a b Ishizuka, Masashi (18 de março de 2008). «"Shinkansen Technology Exportation"» (PDF). 6th World Congress On high Speed Rail. UIC. Consultado em 28 de novembro de 2010. Cópia arquivada (PDF) em 7 de outubro de 2011 
  39. «"700T Profile 高鐵列車"». THSRC (em chinês). Cópia arquivada em 5 de maio de 2011 
  40. 蘇, 昭旭 (2014). 台灣鐵路火車百科:台鐵·高鐵·捷運 第三版 (em chinês). Taiwan: 人人出版. ISBN 9789865903404 
  41. «"High speed rail commences operations"». Taipei Times. 6 de janeiro de 2007. Consultado em 2 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 20 de agosto de 2020 
  42. 鴻儒, 曾 (6 de junho de 2012). «"THSRC agreed pay US$65 million to Euortrain 高鐵特許年限 可能延長 (in Chinese), in the last paragraphs of this article writer mention: THSRC announced all the train drivers and controllers is finish the localization, and training to the first female chief controaller(高鐵宣佈,駕駛、行控中心已全由本土人力接手,還出現全球首位女性主任控制員;)"». The Liberty Times. Cópia arquivada em 6 de junho de 2012 
  43. a b «"Special Report of THSR OCC 高鐵行控中心分秒不打烊"». TSS News (em chinês). 13 de junho de 2012. Consultado em 21 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 24 de fevereiro de 2021 
  44. a b Ho, Ting-Wu; Chen, Te-Che; Hsieh, Chuen-Chyi; Chou, Chien-Cheng (dezembro de 2016). «Design of multi-agent emergency dispatching model to strengthen resiliency of Taiwan high-speed rail system». ResearchGate. Consultado em 22 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2021 
  45. a b «"Taiwan High Speed Rail Earthquake Warning System"» (PDF). The Taiwan-Japan Workshop on the Earthquake Early Warning System (abstract). NCDR. 4 de setembro de 2007. Cópia arquivada (PDF) em 10 de novembro de 2011 
  46. a b «.乘車指南>安全須知>鐵路安全» (em chinês). THSRC. Cópia arquivada em 9 de agosto de 2011 
  47. «"6.4 quake hits southern Taiwan"». The China Post. 5 de março de 2010. Cópia arquivada em 6 de março de 2010 
  48. «High-speed rail company to release new cash plan». Taipei Times. CNA. 2 de novembro de 2005. Consultado em 5 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2021 
  49. a b «"Officials insist high-speed rail safe despite subsidence"». Taipei Times. 3 de abril de 2010. Consultado em 22 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 8 de agosto de 2020 
  50. Sun, Peter; Yang, Chun-Chou; Lin, Tai-Wai (23 de dezembro de 2010). How to amend land subsidence treatment policies to solve coastal subsidence problems in Taiwan. [S.l.]: Springer Berlin / Heidelberg. ISSN 1436-3798. doi:10.1007/s10113-010-0199-0 
  51. «"Government to act on high-speed rail subsidence problem"». Taipei Times. 25 de julho de 2011. Cópia arquivada em 8 de agosto de 2020 
  52. «THSRC Ticketing Service Timetable & Fear Search» (PDF). THSRC. 21 de maio de 2018. Cópia arquivada (PDF) em 18 de junho de 2018 
  53. a b c d e f «Passenger Guide». THSRC. Consultado em 22 de dezembro de 2013. Cópia arquivada em 24 de novembro de 2009 
  54. «"COMPUTEX: High-speed rail to offer 4G WiMAX service in August"». Focus Taiwan News Channel. 5 de junho de 2012. Cópia arquivada em 17 de fevereiro de 2015 
  55. Yueh-lin, Ma (19 de julho de 2012). «"HSR: The New Benchmark for Travel Culture"». CommonWealth Magazine. Cópia arquivada em 17 de fevereiro de 2015 
  56. «高鐵對台灣經濟發展的影響» (PDF) (em chinês). THSRC. 2009. Cópia arquivada (PDF) em 3 de julho de 2011 
  57. «優質服務» (em chinês). THSRC. Cópia arquivada em 25 de abril de 2009 
  58. «Multi-Ride / Periodic Ticket - 台灣高鐵». Taiwan High Speed Rail. Consultado em 14 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 25 de outubro de 2020 
  59. «"Taiwan High Speed Rail Ticketing Information"». Taiwan High Speed Rail. 22 de dezembro de 2013. Cópia arquivada em 13 de maio de 2016 
  60. «"高鐵優惠大放送 回數票85折 定期票48折 增班改點拚營收 自由座車廂增加天天服務"». Taiwan High Speed Rail (em chinês). Cópia arquivada em 23 de julho de 2011 
  61. «"11月起高鐵早鳥優惠新增8折優惠 8天前預購有機會享65折"». THSR (em chinês). Cópia arquivada em 16 de novembro de 2012 
  62. «"THSRC Ticketing Service Timetable & Fear Search"» (PDF). THSRC. 21 de maio de 2018. Cópia arquivada (PDF) em 12 de julho de 2018 
  63. «"THSR timetable"». Railway Bureau. Consultado em 15 de fevereiro de 2019. Cópia arquivada em 15 de fevereiro de 2019 
  64. «"HSR passenger volume hits record new high"». The China Post. Taipé: CNA. 8 de abril de 2008. Consultado em 24 de abril de 2008. Cópia arquivada em 18 de junho de 2008 
  65. I-chia, Lee (30 de junho de 2011). «"Rail passes assessment to add more trips"». Taipei Times. Consultado em 18 de julho de 2011. Cópia arquivada em 2 de abril de 2015 
  66. Cheng, Jessie (5 de setembro de 1997). «"High-speed rail bidders confident"». Taiwan Journal (em inglês). Consultado em 11 de outubro de 2010 [ligação inativa] [ligação inativa]
  67. Li, Francis (23 de julho de 2004). «"High-speed rail to give birth to new towns"». Taiwan Journal (em inglês). Consultado em 11 de outubro de 2010 [ligação inativa] [ligação inativa]
  68. a b «"Ten millionth passenger takes ride on bullet train"». Taipei Times (em inglês). 27 de setembro de 2007. Consultado em 6 de setembro de 2008. Cópia arquivada em 12 de outubro de 2008 
  69. «"台灣高鐵通車兩年 旅運人次倍數成長"» (em chinês). THSRC. 10 de janeiro de 2009. Consultado em 28 de setembro de 2010. Cópia arquivada em 23 de julho de 2011 
  70. «"Record ridership for Taiwan High Speed Rail"». Focus Taiwan (em inglês). CNA. 3 de janeiro de 2010. Consultado em 3 de janeiro de 2011. Cópia arquivada em 27 de janeiro de 2011 
  71. «"High-speed rail ridership hits monthly record in July"». Focus Taiwan (em inglês). CNA. 1 de agosto de 2011. Consultado em 2 de agosto de 2011. Cópia arquivada em 15 de agosto de 2012 
  72. «"高鐵公司今日召開99年股東常會,通過98年度營業報告書、財務報表及盈虧撥補承認案,並修訂公司章程及相關作業程序"» (em chinês). THSRC. 23 de junho de 2010. Consultado em 26 de julho de 2010. Cópia arquivada em 9 de julho de 2010 
  73. «"營運年度概況"» (em chinês). THSRC. Consultado em 26 de fevereiro de 2011. Cópia arquivada em 16 de fevereiro de 2011 
  74. a b c «"營運資訊-客運運輸情形"» (em chinês). Taiwan High Speed Rail Corporation. Consultado em 19 de maio de 2019. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2021 
  75. a b c d e «"高速鐵路客運概況"» (em chinês). Ministry of Transportation and Communications stat. Consultado em 19 de maio de 2019. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2021 
  76. «"營運資訊-運輸能量"». Taiwan High Speed Rail Corporation. Consultado em 19 de maio de 2019. Cópia arquivada em 29 de agosto de 2018 
  77. a b «"營運資訊-列車服務水準"» (em chinês). Taiwan High Speed Rail Corporation. Consultado em 19 de maio de 2019. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2021 
  78. «"高鐵歡慶旅運破億 公布票號急尋獲獎旅客"» (em chinês). THSRC. 4 de agosto de 2010. Consultado em 22 de agosto de 2010. Cópia arquivada em 22 de agosto de 2010 
  79. a b «"Train ridership in Taiwan hits new high during New Year holiday"». Focus Taiwan. CNA. 1 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de dezembro de 2015 
  80. a b Chen, Melody (4 de setembro de 2008). «"Romance of rail jeopardizes domestic air routes"». Taiwan Journal (em inglês). Consultado em 11 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 25 de setembro de 2008 
  81. «"Table 6-10 Passenger Load Factor of Domestic Flight by Line of Aviation"». Monthly Statistics of Transportation & Communications. MOTC Department of Statistics. Consultado em 28 de fevereiro de 2009. Cópia arquivada em 30 de maio de 2011 
  82. «"Table 6-1 Traffic Status of National Airlines"». Monthly Statistics of Transportation & Communications. MOTC Department of Statistics. Consultado em 30 de novembro de 2009. Cópia arquivada em 30 de maio de 2011 
  83. «"Last Taipei-Kaohsiung air service to be discontinued"». Focus Taiwan. CNA. 25 de junho de 2012. Consultado em 26 de junho de 2012. Cópia arquivada em 30 de junho de 2012 
  84. Cheng, Yung-Hsiang (2010). «High-speed rail in Taiwan: New experience and issues for future development» 2 ed. Elsevier. Transport Policy. 17: 51-63. doi:10.1016/j.tranpol.2009.10.009 
  85. «"Taiwan's High-speed Rail: It's Been a Rapid Learning Curve"». China Knowledge@Wharton. Wharton School of the University of Pennsylvania. 26 de setembro de 2007. Consultado em 11 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 16 de julho de 2011 
  86. Chen, Melody (4 de setembro de 2008). «"Fast train success deepens bus sector's woes"». Taiwan Journal. Consultado em 11 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 25 de setembro de 2008 
  87. a b «"HSR system sets several world records"». The China Post. Taipé. 5 de janeiro de 2007. Consultado em 4 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 4 de setembro de 2008 
  88. a b c d «93年年報» (PDF). THSRC. 2004. Consultado em 11 de fevereiro de 2011. Cópia arquivada (PDF) em 10 de novembro de 2011 
  89. a b c d e f g h «"2011 Annual Report"» (PDF). THSRC. 2011. Consultado em 22 de abril de 2013. Cópia arquivada (PDF) em 8 de junho de 2013 
  90. «"Taiwan High Speed Rail won engineering award"». The China Post. 3 de agosto de 2010. Consultado em 22 de novembro de 2012. Cópia arquivada em 2 de abril de 2015 
  91. «"HSR Tops List of Taiwan's 100 Best Infrastructure Projects"». KMT. 11 de fevereiro de 2011. Consultado em 12 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 8 de novembro de 2014 
  92. a b c d e Saleem, Amair (março de 2006). «"Taiwan's High Speed Rail: Technical Challenges"». PB Network. Parsons Brinckerhoff. Consultado em 6 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 17 de fevereiro de 2007 
  93. a b Briginshaw, David (outubro de 2002). «"Taiwan High-Speed Line On Course To Open In 2005 – High Speed: Far East"». International Railway Journal. RU. Consultado em 9 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 17 de outubro de 2015 
  94. a b c «"BizTrend: Taiwan bullet train project not on right track"». Kyodo News. 22 de dezembro de 2004. Cópia arquivada em 5 de fevereiro de 2021 
  95. «"Projects and outlook"». Rail.One. Consultado em 29 de dezembro de 2008. Cópia arquivada em 19 de julho de 2011 
  96. «"Business briefs/Rail laying begins today"». Taipei Times. 17 de julho de 2003. Consultado em 3 de dezembro de 2010. Cópia arquivada em 26 de julho de 2008 
  97. Ho, Jessie (28 de janeiro de 2005). «"Despite delays, high-speed rail begins test runs"». Taipei Times. Consultado em 3 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 7 de outubro de 2012 
  98. «Taiwan Quick Take/Trains tests to 300kph""». Taipei Times. 30 de outubro de 2005. Consultado em 30 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 5 de fevereiro de 2021 
  99. Ho, Jessie (7 de novembro de 2005). «"Premier backs bullet train project during test ride"». Taipei Times. Consultado em 3 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 7 de outubro de 2012 
  100. Ho, Jessie (6 de janeiro de 2007). «"High speed rail commences operations"». Taipei Times. Consultado em 28 de setembro de 2010. Cópia arquivada em 28 de junho de 2011 
  101. «"Taiwan Quick Take/Taipei HSR station opens"». Taipei Times. 2 de março de 2007. Consultado em 28 de setembro de 2010. Cópia arquivada em 28 de junho de 2011 
  102. a b c «"Taiwan's high-speed rail link cruises home"». Converting Today. Outubro de 2004. Consultado em 30 de setembro de 2010. Cópia arquivada em 28 de julho de 2011 
  103. Huang, Joyce (16 de outubro de 2001). «"High-speed rail installs the first giant boxgirder"». Taipei Times. Consultado em 3 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 7 de outubro de 2012 
  104. «"What Is The Longest Bridge In The World?"». World Atlas. Consultado em 6 de fevereiro de 2017. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2017 
  105. «"Seismic Resistant Viaduct Design for the Taiwan High Speed Rail Project"». LUSAS. Consultado em 28 de fevereiro de 2011. Cópia arquivada em 21 de novembro de 2010 
  106. Martin, Empelmann; Whittaker, David; Los, Eimert; Dorgarten, Hans-Wilhelm (2004). «"Taiwan High Speed Rail Project – Seismic Design of Bridges Across the Tuntzuchiao Active Fault"» (PDF). Proceedings of the 13th World Conference on Earthquake Engineering. Indian Institute of Technology Kanpur. Consultado em 28 de fevereiro de 2011. Cópia arquivada (PDF) em 10 de novembro de 2011 
  107. «"THSRC starts major work this month"». Railway Gazette International. Março de 2001. Cópia arquivada em 15 de junho de 2011 
  108. «"World Digest of Ongoing Tunnelling: Taiwan"» (PDF). E-News Weekly. Tunnelbuilder. 10 de outubro de 2002. Cópia arquivada (PDF) em 17 de novembro de 2003 
  109. «"Automated construction of the Paghuashan tunnel for Taiwan High Speed Rail (THSR) project"» (PDF). Automation on Construction. 2004. Cópia arquivada (PDF) em 23 de julho de 2011 
  110. Lee, Derek. «"Progress without ruffled feathers"». Taipei Times. Consultado em 3 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 7 de outubro de 2012 
  111. «"水雉生態教育園區"». Jacana. Consultado em 13 de junho de 2012. Cópia arquivada em 30 de maio de 2013 
  112. «2007 Financial Report» (PDF). THSRC. Consultado em 10 de maio de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 4 de março de 2016 
  113. «2008 Financial Report» (PDF). THSRC. Consultado em 10 de maio de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 5 de janeiro de 2016 
  114. a b «2009 Financial Report» (PDF). THSRC. Consultado em 10 de maio de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 4 de abril de 2013 
  115. a b «"2010 Financial Report"» (PDF) (em chinês). THSRC. Consultado em 14 de fevereiro de 2012. Cópia arquivada (PDF) em 20 de setembro de 2011 
  116. «2011 Financial Report» (PDF). THSRC. Consultado em 10 de maio de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 4 de abril de 2013 
  117. «2012 Financial Report» (PDF). THSRC. Consultado em 10 de maio de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 4 de março de 2016 
  118. «Taiwan High Speed Rail 2013 Annual Report» (PDF). Cópia arquivada (PDF) em 7 de março de 2016 
  119. a b c «2017 Annual Report» (PDF). THSRC. Consultado em 2 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada (PDF) em 23 de agosto de 2017 
  120. Taiwan High Speed Rail Annual Report 2017 (PDF). [S.l.]: Taiwan High Speed Rail. 2018. Consultado em 27 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 16 de agosto de 2021 
  121. Taiwan High Speed Rail Corporation 2018 Annual Report (PDF). [S.l.]: Taiwan High Speed Rail Corporation. 2019. Consultado em 27 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 9 de dezembro de 2021 
  122. 靜賢, 賀 (25 de setembro de 2012). «"菜菜子3天操40小時 高鐵每天租金百萬?"». The Liberty Times. Consultado em 24 de abril de 2013. Arquivado do original em 28 de outubro de 2012 
  123. «"台灣高鐵通車兩年 旅運人次倍數成長"» (em chinês). THSRC. 10 de janeiro de 2009. Consultado em 28 de setembro de 2010. Cópia arquivada em 23 de julho de 2011 
  124. Lin, Judy (18 de janeiro de 2008). «"THSRC aims to double revenues"». Taipei Times. Consultado em 6 de setembro de 2008. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2008 
  125. «"THSRC runs in red during first 2 months of operations"». The China Post. Taipé. 13 de abril de 2007. Consultado em 19 de setembro de 2010. Cópia arquivada em 23 de setembro de 2012 
  126. a b Shen, Ben (29 de março de 2008). «"High-Speed Rail in Taiwan Finally Breaks Even in April"». Taiwan Economic News. Consultado em 24 de fevereiro de 2009. Cópia arquivada em 20 de fevereiro de 2011 
  127. «"THSRC April revenue exceeds NT$1 bil"». The China Post. Taipé: CNA. 11 de março de 2007. Consultado em 19 de setembro de 2010. Cópia arquivada em 23 de setembro de 2012 
  128. a b c d «"Official hints at extending THSRC handover period"». Taipei Times. 15 de outubro de 2009. Consultado em 30 de novembro de 2009. Cópia arquivada em 7 de agosto de 2020 
  129. a b «"High Speed Rail system not suitable for gov't takeover: Ing"». The China Post. Taipé. 4 de agosto de 2009. Consultado em 30 de novembro de 2009. Cópia arquivada em 10 de setembro de 2012 
  130. a b Hsu, Crystal (2 de setembro de 2009). «"High Speed Rail narrows losses on lower overheads"». Taipei Times. Consultado em 19 de setembro de 2010. Cópia arquivada em 6 de setembro de 2009 
  131. a b c «"THSRC generates first net operating profit in 2009"». Focus Taiwan. CNA. 23 de agosto de 2010. Consultado em 19 de setembro de 2010. Cópia arquivada em 3 de março de 2012 
  132. «"High speed rail operator sees first ever profit after five years"». The China Post. 31 de março de 2012. Consultado em 2 de abril de 2012. Cópia arquivada em 17 de outubro de 2015 
  133. a b «"Ministry defends THSRC's earnings record, potential"». Taipei Times. 25 de setembro de 2009. Consultado em 30 de novembro de 2009. Cópia arquivada em 28 de setembro de 2009 
  134. a b Liu, Philip (28 de agosto de 2008). «"THSRC's accumulated red ink equals half its capital"». Taiwan Economic News. Consultado em 19 de setembro de 2010. Cópia arquivada em 20 de maio de 2011 
  135. Liu, Phillip (2 de setembro de 2008). «"THSRC Requests Banking Consortium to Cut Interest Rate"». Taiwan Economic News. Consultado em 24 de fevereiro de 2009. Cópia arquivada em 24 de julho de 2011 
  136. «"針對媒體有關高鐵融資結構之說法,高鐵強調依風險降低之事實重新檢視規劃融資安排,屬BOT計畫正常作業,絕非所謂紓困特惠。"» (em chinês). THSRC. 10 de fevereiro de 2009. Consultado em 28 de setembro de 2010. Cópia arquivada em 23 de julho de 2011 
  137. «"Taiwan High-Speed Rail seeking favorable loan terms"». The China Post. 7 de fevereiro de 2009. Consultado em 24 de fevereiro de 2009. Cópia arquivada em 19 de março de 2012 
  138. «"Taiwan high speed rail refinancing agreed"». Railway Gazette International. 13 de agosto de 2009. Consultado em 30 de novembro de 2009. Cópia arquivada em 28 de julho de 2012 
  139. Hsu, Crystal (23 de setembro de 2009). «"Ou Chin-der replaces Ing at THSRC"». Taipei Times. Consultado em 30 de novembro de 2009. Cópia arquivada em 3 de outubro de 2012 
  140. Huang, Joyce (11 de novembro de 2009). «"Government takes charge at THSRC"». Taipei Times. Consultado em 30 de novembro de 2009. Cópia arquivada em 16 de novembro de 2009 
  141. Liu, Phillip (11 de janeiro de 2010). «"THSRC Signs NT$380 B. Refinancing Contract"». Taiwan Economic News. Consultado em 22 de agosto de 2010. Cópia arquivada em 29 de agosto de 2010 
  142. Shan, Shelley (13 de abril de 2013). «"Suspicious items lead to evacuation of bullet train"». Taipei Times. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2021 
  143. Li, Lauly (13 de abril de 2013). «"Explosives found on High Speed Rail train"». The China Post. Cópia arquivada em 15 de abril de 2013 
  144. Hsu, Stacy (17 de abril de 2013). «"Pair suspected in bomb attempts sent back from China"». Taipei Times. Consultado em 9 de maio de 2013. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2021 
  145. Chen, Wei-ting; Wu, Lilian (13 de maio de 2017). «"High speed train runs on wrong track, first time ever"». Focus Taiwan. CNA. Consultado em 17 de maio de 2017. Cópia arquivada em 16 de maio de 2017 
  146. Everington, Keoni (1 de abril de 2020). «"Masks mandatory on Taiwan trains, intercity buses starting today"». Taiwan News. Consultado em 4 de abril de 2020. Cópia arquivada em 9 de outubro de 2021 
  147. «"Taiwan's THSR to cancel non-reserved seats first week of April as virus precaution"». Taiwan News. 3 de março de 2020. Consultado em 4 de março de 2020. Cópia arquivada em 5 de março de 2020 
  148. «"夏天的尾巴 緊抓高鐵譜青春"». Liberty Times (em chinês). 8 de março de 2007. Consultado em 8 de dezembro de 2010. Cópia arquivada em 9 de dezembro de 2007 
  149. Tan, Jason (20 de abril de 2007). «"Sony announces first Taiwanese game for popular PS3 console"». Taipei Times. Consultado em 8 de dezembro de 2010. Cópia arquivada em 27 de setembro de 2020 
  150. «"Western Taiwan by train"». National Geographic. 16 de novembro de 2012. Consultado em 9 de maio de 2013. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2019 

Leitura adicionalEditar

Hood, Cristopher P. (2006). Shinkansen – From Bullet Train to Symbol of Modern Japan. Londres: Routledge. ISBN 0-415-44409-8 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Ferrovia de alta velocidade de Taiwan