Abrir menu principal
Festival RTP da Canção 1982
Festival Eurovisão da Canção
Edição
XIX
Datas
Final 6 de março de 1982
Produção
Local Portugal Teatro Maria Matos, Lisboa, Portugal
Transmissão Portugal Televisão: RTP1
Actuações nos intervalos Wall Street Crash
Participantes
Número de participantes 11 intérpretes e 12 canções
Votação
Sistema de voto A votação baseou-se num júri por distrito que atribuiu 12, 10, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 ponto às suas 10 canções favoritas, por ordem de preferência.
Canção vencedora "Bem bom", Doce
Cronologia
Fleche-defaut-gauche-gris-32.png  [[Festival RTP da Canção ◄1981|◄1981]] EuroPortugal.svg [[Festival RTP da Canção 1983►|1983►]]  Fleche-defaut-droite-gris-32.png

O XIX Festival RTP da Canção 1982 foi o décimo-nono Festival RTP da Canção e teve lugar no dia 6 de Março de 1982 no Teatro Maria Matos, em Lisboa.

Os apresentadores foram Alice Cruz, Fialho Gouveia, Ivone Silva e Camilo de Oliveira.

FestivalEditar

Em 1982 a RTP voltou a abriu concurso aos compositores portugueses para participarem no Festival da Canção.

Esta edição teve de enfrentar várias adversidades até poder ser realmente levada a cabo. A primeira barreira foi a própria RTP: a diretora de programas, Maria Elisa Domingues, confessou ao Correio da Manhã que era intenção do canal acabar com o Festival. “Pensámos realmente em desistir do Festival”, devido à forma como as canções eram votadas pelo júri nacional. No entanto, por uma questão de tradição, o FC iria continuar, ainda que com um grande corte no orçamento (daí o cenário ter sido tão simples). Depois, o Festival foi parar a tribunal. A Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) apresentou uma queixa contra o júri de seleção e exigiu o cancelamento do Festival. Em causa estava o facto de os jurados terem escolhido 12 temas “em cerca de 700, no prazo de algumas horas”, como escreveu o DP. O Juízo Civil de Lisboa, depois de ouvir esses membros do júri e a direção da RTP, considerou ilegítima a petição da SPA. A decisão foi revelada a 24 horas da transmissão, já os ensaios decorriam a todo o vapor. Por fim, a Federação das Telecomunicações ameaçou boicotar o evento, porque desconfiava de que os trabalhadores do canal não tinham boas condições de trabalho nem salários adequados. Tudo acabou bem e o Festival acabou por se realizar.

O júri de seleção apurou 12 canções que no dia 6 de Março desfilaram, no Teatro Maria Matos, perante a assitência desta sala de espetáculos e principalmente perante o grande público.

Os anfitriões da noite foram Alice Cruz e Fialho Gouveia, porém a anteceder cada canção foi passado um vídeo, gravado previamente, onde os personagens Agostinho e Agostinha, faziam a apresentação de cada canção. Camilo de Oliveira e Ivone Silva deram vida a estas figuras cómicas.

Na primeira parte estiveram as 12 canções a concurso, enquanto que na segunda parte, entre o desfile das 12 canções e a votação atuou o grupo inglês de bailado moderno intitulado por Wall Street Crash.

A escolha da canção vencedora foi da inteira responsabilidade do júri distrital que atribuiu a vitória ao tema "Bem Bom" da autoria de António Avelar de Pinho, Pedro Brito e Tozé Brito, com interpretação das Doce. Esta canção obteve 182 pontos, apenas mais 6 que a canção de Carlos Paião defendida por Cândida Branca Flor, "Trocas e Baldrocas".

Final - 6 de março de 1982
# Artista Canção Letra (l) / Música (m) Pontuação Classificação
SARL "Quero ser feliz agora" Pedro Osório (m & l) 147
Dina "Em segredo" Tozé Brito (m & l) 74
Fernanda "Vai mas vem" Pedro Calvário (m), Mário Tavares (l) 10º 52
Alexandra "Até amanhecer" Pedro Brito (m), Tozé Brito (l) 156
Isa "Sonho a dois" Luís Manuel Fernandes (m), Rui Eduardo Rocha (l) 12º 27
Cândida Branca Flor "Trocas e baldrocas" Carlos Paião (m & l) 176
Dina "Gosto do teu gosto" Ondina Veloso (m), António Pinho (l) 125
Joana "Amor português" Fernando Guerra (m & l) 77
Marco Paulo "É o fim do mundo" Fernando Guerra e João Henrique (m & l) 11º 48
10º Doce "Bem bom" António Pinto, Pedro Brito e Tozé Brito (m & l) 182
11º Bric-à-brac "Tudo tim-tim por tim-tim" Manuel José Soares (m & l), Armindo Neves (m) 73
12º Broa de Mel "Banha da cobra estica e não dobra" Manuel José Soares (m & l) 139

Referências

Ligações externasEditar