Abrir menu principal

Fiães (Santa Maria da Feira)

cidade e freguesia de Santa Maria da Feira, Portugal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2011). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Portugal Portugal Fiães 
  Freguesia  
Localização no concelho de Santa Maria da Feira
Localização no concelho de Santa Maria da Feira
Fiães está localizado em: Portugal Continental
Fiães
Localização de Fiães em Portugal
Coordenadas 40° 59' 30" N 8° 31' 57" O
País Portugal Portugal
Concelho VFR1.png Santa Maria da Feira
Administração
- Tipo Junta de freguesia
- Presidente António Valdemar Fontes de Pinho Ribeiro (PPD/PSD)
Área
- Total 6,58 km²
População (2011)
 - Total 7 991
    • Densidade 1 214,4 hab./km²
Website Fiães - Sítio

Fiães é uma cidade e freguesia portuguesa do concelho de Santa Maria da Feira, com 6,58 km² de área e 7 991 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 1 214,4 hab/km².

A cidade de Fiães ocupando um território de 6,5 km² situada a cerca de 11 km da sede Concelhia, confina com as Freguesias de Caldas de São Jorge, Lobão, Sanguedo, Argoncilhe, Mozelos, Lourosa e São João de Vêr.

Com uma situação geográfica privilegiada, é irrigada pelos rios Uima, Novo, Gualtar ou Zuelas, também conhecido pelos locais como Rio-às-Avessas, por correr de poente para nascente, vindo a desaguar no Uima.

Índice

HistóriaEditar

De acordo com a Enciclopédia Luso-Brasileira, esta Freguesia desfruta de várias isenções de honra, sendo o seu donatário o Mosteiro de Pedroso, que apresentava e nomeava o pároco.

O padroado de Fiães passou a congregação de São João Evangelista em 1590, por bula do papa Clemente VII.

Das várias opiniões acerca da origem do seu topónimo, sabe-se que tem ascendência anterior à própria nacionalidade, indicando-se como mais verosímil, a versão de Leite de Vasconcelos, em que faz derivar a palavra Fiães de "Ulfilanis". Segundo esta versão teria outrora havido, onde hoje é o lugar de Fiães, uma quinta ou vila rústica pertencente a um senhor chamado Úlfilas, célebre bispo germânico que, no século IV, evangelizava os godos, invasores do Império Romano, de que fazia parte a Península Ibérica. Daí a expressão "Ulfanis Vila" (vila de Ulfila), que sofreu em simultâneo uma evolução fonética e morfológica, pois passou a abranger todo o povoado, que em torno da referida quinta se desenvolveu.

No monte de Santa Maria, também conhecido por monte do Redondo, foram identificados vários vestígios arqueológicos. Presume-se ter existido naquele local um povoado lusitano-romano denominado Lancobriga (por vezes Langobriga). Lancobriga é apontada como a possível capital dos Turduli Veteres. Por volta do século II a.C., os romanos ocuparam o referido monte, que já conheceria um certo desenvolvimento por volta do século IV. O "itinerário de Antonino" refere que, na estrada romana que ligava Olissipo (Lisboa) a Bracara Augusta (Braga) encontrava-se Lancobriga, a norte de Talabriga, localizada no Baixo Vouga, e a 13 milhas para sul de Cale (Porto/Gaia). [1] Ainda hoje se podem vislumbrar no lugar de Ferradal restos de pavimento que poderão ser dessa via.

As "Memórias Paroquiais de 1758" conforme informado pelo reitor Paulo Antunes Alonso, referem o vasto espólio aqui encontrado e que actualmente se encontra depositado, na sua maioria no setor de Arqueologia do Museu de Antropologia do Porto.

Nesta Freguesia, acerca da construção da Capela de Nossa Senhora da Conceição, conta-se uma interessante lenda:

Havendo uma discórdia entre Macieira e Além, relativamente à construção desta ermida, os fiéis colocaram sobre o dorso de uma jumenta a imagem de Nossa Senhora da Conceição, fazendo-a transportar desde o adro da antiga igreja (Passais) até à ladeira do monte de Santa Maria, local onde o animal parou, voltado para o mar.

Atribui-se a esta razão a primitiva capela ter sido aí erguida, com a porta principal voltada para o mar. Ainda hoje é tradição, na tarde de 8 de Dezembro, levar ao adro da capela uma jumenta, conduzindo castanhas e carumas para o tradicional e animado magusto.

Como personalidade desta terra, destaca-se entre tantas outras dignas de referência, o Exmo. Revmo. Sr. Dr. Moisés Alves de Pinho, venerado Bispo de Angola e Congo, reconhecido pelo Ministro das Colónias, na década de 1930, como a personificação mais perfeita do espírito missionário, a realização mais completa do ideal apostólico, comum a todos os evangelizadores de Angola.

ArteEditar

Danonaselo é uma escultura criada por San Damon no início da criação do Oniroscopismo em 2004 e até mesmo antes. Vem da série S.O.G (Geometric Oniroscopist Sculpture). Danonaselo é um nome próprio muito específico dado por San Damon a esta escultura. Toda a dificuldade vem do fato de que Damon teve que ir do desenho 2D para a escultura 3D e que com as peculiaridades e ângulos que emergem do personagem estranho. De fato, a iluminação noturna ao redor do Danonaselo e a luz do dia que a ilumina, e especialmente a presença do sol que gira ao redor dele, nos dá a visão de um personagem totalmente diferente. As sombras caem no chão e os ângulos são projetados nas fachadas. O Danonaselo é colocado para a vida em uma praça pública em Portugal, em Fiães na entidade de Santa Maria da Feira e faz parte do património Português. O trabalho mede três metros de altura e parece, como desejado por San Damon para o oceano que atravessa as terras de Mozelos, Lourosa, São Paio de Oleiros, etc ... A rotunda em que é colocado o Danonaselo é decorado com algumas flores em adequação com o trabalho. Uma placa no pedestal explica o significado do trabalho e um poema escrito pelo fechamento de San Damon.

PopulaçãoEditar

Número de habitantes residentes [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 552 1 804 1 841 2 030 2 363 2 527 3 037 3 654 4 459 5 486 6 593 7 713 8 842 8 754 7 991
Distribuição da População por Grupos etários [3]
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 1531 1334 4903 986 17,5% 15,2% 56,0% 11,3%
2011 1146 929 4569 1347 14,3% 11,6% 57,2% 16,9%

PatrimónioEditar

  • Castro de Fiães
  • Igreja de Santa Maria Maior (matriz)
  • Ribeiras
  • Cruzeiro
  • Capelas de Nossa Senhora de Lurdes e das Almas, de Nossa Senhora da Conceição, do Senhor dos Aflitos e de Santa Maria
  • Cruzeiro e sepulturas (no lugar de Passais)
  • Cruzes dos Passos
  • Monte das Pedreiras
  • Escola EB 2/3 e secundária

DesportoEditar

  • Futebol

O Fiães Sport Clube é um clube da freguesia de Fiães fundado em 1932 o seu actual presidente é Lino Moreira.

  • Paintball

O Sparta Paintball Clube é um clube com sede em Fiães, fundado no dia 2 de Janeiro de 2008. Tem por objecto exclusivo, a prática, promoção e organização de eventos de paintball, sem fins lucrativos. Promove o desporto de paintball na região e constitui-se como um Núcleo fundador da Paintugal - Associação Portuguesa de Paintball Recreativo.

  • Voleibol

O Clube Desportivo de Fiães. é um clube de voleibol e ginastica, sendo que a secção de voleibol é a única no concelho.

Actualmente esta secção actua na segunda divisão Nacional.

  • Futsal

A Associação Desportiva de Fiães é um clube de futsal e atualmente joga na 1ª divisão distrital

Referências

  1. Luís Seabra Lopes, A Estrada Emínio-Talabriga-Cale: Relações com a Geografia e o Povoamento de Entre Douro e Mondego, Conimbriga, vol. 39, Universidade de Coimbra, 2000, p. 191-258.
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  3. INE - http://censos.ine.pt/xportal/xmain?xpid=CENSOS&xpgid=censos_quadros

Ligações externasEditar