Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde janeiro de 2010). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Desfile inaugural da festa, pelas principais ruas de Oberá
Balé "Barbinok", da comunidade Ucraniana

A Fiesta Nacional del Inmigrante (Festa Nacional do Imigrante) se celebra todos os anos na cidade de Oberá, Misiones, Argentina.

Se realiza durante a primeira quinzena de setembro no Parque de las Naciones, um prédio de aproximadamente 10 ha, onde cada comunidade tem sua casa e durante uma semana se levam a série atividades sociais, culturais, desportivas e recreativas, em uma festa com clima de convivência que reune os habitantes e visitantes em torno das mesas degustando exóticos pratos típicos.

Durante as jornadas da festa se sucedem espétaculos artísticos de nível internacional, onde também atuam os balés das comunidades.

Dentro do mesmo prédio, a Feira Comercial mostra a força comercial, agropecuária e industrial da região, e a Feira Artesanal com a mais variada exposição de trabalhos de grande qualidade, realizados por artesão argentinos e estrangeiros.

Sem dúvida, uma das partes mais importantes é a eleição e coroação da Rainha Nacional do Imigrante, na qual participam representantes de cada comunidade, a maioria netas de imigrantes que chegaram a estas terras. E nessa noite também se elege a Rainha Virtual do Imigrante, na qual todas as pessoas do mundo tem a possibilidade de votar em algumas candidatas.

Entre as comunidade se destacam a francesa, alemã, nórdica (noruega, finlandesa, islandesa, sueca e dinamarquesa), suíça, italiana, polaca, russa, ucraniana, espanhola, japonesa, brasileira, paraguaia, árabe, peruana, etc.

Em 1979 se realizou o primeiro encontro das distintas correntes migratórias em um colorido marco de integração. A partir dessa data se sucederam as edições da que na atualidade é a Festa Nacional do Imigrante, que é organizada pela Federação de Comunidades. Cada ano, como novos espetáculos e atrativos, a festa é visitada por mais de 120.000 pessoas.