Filipe I de Saboia

Filipe I de Saboia, nasceu em 1207 e morreu no Castelo do Rossilhão, em Bugey, em 1285. Bispo na Catedral de Valência entre 1241 e 1267, arcebispo de Lyon entre 1246 e 1267, foi depois conde de Borgonha de 1267 a 1279 e Conde de Saboia, de Aosta e da Maurienne entre 1268 e 1285.

Filipe I de Saboia
Nascimento 1207
Aiguebelle
Morte 16 de agosto de 1285
Roussillon
Sepultamento Abadia de Hautecombe
Cidadania França
Progenitores
Cônjuge Adelaide I de Borgonha
Irmão(s) Beatriz de Saboia, Margarita de Savoia, Alásia de Savoia, Tomás II de Saboia, Amadeu IV de Saboia, Bonifácio de Savoia, Guilherme de Saboia, Pedro II de Saboia, Amadeus of Savoy
Ocupação político, padre
Título conde
Blason duche fr Savoie.svg
Religião Igreja Católica

Também dedicado à vida eclesiástica, como o seu irmão Pedro II, mas com mais de 50 bens na Saboia, Flandres, França e Inglaterra, abandona a vida religiosa para poder suceder-lhe. Conde de Saboia desde a morte do seu irmão, recebe as homenagens pelos protecturados de Berna, Nyon et Morat, todos na Suíça. No entanto, e apesar do tratado que Genebra havia feito com o conde Tomás I de Saboia, o capítulo da cidade e o bispo decidem de se aliar ao conde de Genebra (?), o que trará graves consequências no futuro.

SucessãoEditar

Para resolver os problemas de sucessão - casou-se em 1267 com a condessa de Borgonha mas não teve filhos - Filipe deixa a decisão da Saboia ao rei Eduardo da Inglaterra, seu segundo sobrinho, e à mãe deste. A sobrinha de Filipe, a rainha Eleanor tomaria as decisões necessárias. A sucessão de Filipe I foi para o seu sobrinho Amadeu V, irmão de Tomás I de Saboia [1]

Referências

  1. «Medieval Letters» (em inglês)  - Maio 2012

Ver tambémEditar

Precedido por
Pedro II
Filipe I de Saboia
Conde de Saboia

1268 - 1285
Sucedido por
Amadeu V