Se entende por filme fino, lâmina delgada e algumas vezes película, a camada de material na faixa de frações de nanômetro até vários micrômetros de espessura. Ele pode ser um sólido ou um líquido, tal que uma de suas dimensões seja muito menor do que as outras duas.[1] Os componentes eletrônicos semicondutores[2] e os revestimentos ópticos são os maiores beneficiários do desenvolvimento dos filmes finos. Também existe investigação com filmes finos ferromagnéticos[3] para uso em memórias de computadores.

AplicaçõesEditar

Revestimentos decorativosEditar

O uso de filmes finos para revestimentos decorativos provavelmente representa a sua aplicação mais antiga. Isso inclui ca. folhas finas de ouro de 100 nm que já eram usadas na Índia antiga há mais de 5000 anos atrás.[4][5]

Revestimentos ópticosEditar

Essas camadas servem em sistemas refletivos e refrativos.[6]

Revestimentos protectoresEditar

Os filmes finos são frequentemente depositados para proteger uma peça de trabalho subjacente de influências externas.[7]

Revestimentos de operação elétricaEditar

Camadas finas de metais elementares como cobre, alumínio, ouro ou prata etc. e ligas têm encontrado inúmeras aplicações em dispositivos elétricos. Devido à sua alta condutividade elétrica, eles são capazes de transportar correntes elétricas ou tensões de alimentação.[8]

Células fotovoltaicas de película finaEditar

As tecnologias de filmes finos também estão sendo desenvolvidas como um meio de reduzir substancialmente o custo das células solares.[9]

Baterias de filme finoEditar

A tecnologia de impressão de filme fino está sendo usada para aplicar polímeros de lítio no estado sólido a uma variedade de substratos para criar baterias exclusivas para aplicações especializadas.[10]

PesquisaEditar

Pesquisadores sintetizaram em 2020 o primeiro material amorfo de espessura de um átomo do mundo. Anteriormente considerado impossível, átomos de carbono amorfo em monocamada (MAC) sendo arranjados em sólidos amorfos que abrem possíveis aplicações.[11]

Referências

  1. «Filmes Finos». Laboratório de Vácuo e Criogenia do IFGW 
  2. Santana, Romeu (maio de 2011). «Desenvolvimento de Filme Fino de a-Si:H» (PDF) 
  3. Urbano, Alexandre (Maio de 1997). «OBTENÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE FILMES FINOS FERROMAGNÉTICOS DAS FASES FE11TR2, TR = Nd, Pre Sm.» (PDF). Universidade Estadual de Campinas- UNICAMP 
  4. Lewis, Charlton Thomas; Willsey, Joseph H. (1895). Harper's Book of Facts: A Classified History of the World; Embracing Science, Literature, and Art (em inglês). [S.l.]: Harper & Brothers 
  5. «Decorative coatings». www.fhr.biz (em inglês). Consultado em 9 de janeiro de 2020 
  6. Single layer anti refelctive fillm for optical-substrates (em inglês), 13 de dezembro de 1996, consultado em 9 de janeiro de 2020 
  7. «Thin film - Alchetron». alchetron.com. Consultado em 9 de janeiro de 2020 
  8. «Rust Prevention: The Complete Guide». www.nyalic.com. Consultado em 9 de janeiro de 2020 
  9. «How Thin-film Solar Cells Work». HowStuffWorks (em inglês). 7 de abril de 2008. Consultado em 9 de janeiro de 2020 
  10. Chung, Seungjun; Cho, Kyungjune; Lee, Takhee (2019). «Recent Progress in Inkjet-Printed Thin-Film Transistors». Advanced Science (em inglês). 6 (6). 1801445 páginas. ISSN 2198-3844. PMC PMC6425446  Verifique |pmc= (ajuda). PMID 30937255 Verifique |pmid= (ajuda). doi:10.1002/advs.201801445 
  11. «Scientists create world's first monolayer amorphous film». Tech Explorist (em inglês). 9 de janeiro de 2020. Consultado em 9 de janeiro de 2020 
  Este artigo sobre Tecnologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.