Filmoteca Vaticana

A Filmoteca do Vaticano foi estabelecida pelo papa João XXIII , em 16 de novembro de 1959, e mantém mais de 7.000 títulos, entre curtas-metragens e longas-metragens, de silêncio e som, os papas, e de filmes comerciais e artísticas temáticas e assuntos atuais documentários sobre diversas questões. A Filmoteca do Vaticano alojada no Pontifício conselho para as comunicações sociais, no Palazzo San Carlo. Os filmes são mantidos em células com uma temperatura constante de cerca de 16 graus e umidade de 30%. Na Filmoteca do Vaticano é preservado o primeiro filme italiano, Sua Santidade o papa Leão XIII, de Vittorio Calcina , de 1896[1]e o primeiro italiano com recurso a efeitos especiais, O Inferno de Giuseppe Berardi e Arturo Busnengo de 1911 , que também foi digitalizado sob a direção artística do diretor Ettore Pasculli[2]. Em 2014 foi concluída a restauração e digitalização de o Evangelho segundo Mateus de Pier Paolo Pasolini[3]. Além disso, em conjunto com a Cineteca Nazionale tem ajudado a restaurar o filme de Guerra da guerra da Romolo Marcellini e Giorgio Simonelli de 1948[4].

NotasEditar

Ver tambémEditar

Links externosEditar