Abrir menu principal

Floresta (Coronel Fabriciano)

bairro do Coronel Fabriciano
Floresta
  Bairro do Brasil  
Vista parcial do bairro Floresta
Vista parcial do bairro Floresta
Mapa do bairro Floresta
Mapa do bairro Floresta
Unidade federativa  Minas Gerais
Zona Setor 6
Distrito Senador Melo Viana
Município Coronel Fabriciano
Criado em 1983 (36 anos)
Área
- Total 0,4 km²
População (2010)
 - Total 2 820
    • Densidade 6 213,04 hab./km²
Domicílios 987
Limites Gávea, José da Silva Brito, Pedra Linda, Residencial Fazendinha, Santa Inês, Santo Antônio, São Geraldo e Surinan
Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)[1]/

Floresta é um bairro do município brasileiro de Coronel Fabriciano, no interior do estado de Minas Gerais. Localiza-se no distrito Senador Melo Viana, estando situado no Setor 6.[2] De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sua população no ano de 2010 era de 2 820 habitantes, cujo valor representava 2,7% do total do município e estava distribuído em uma área de 0,4 km².

O bairro foi criado com a construção de um conjunto habitacional através do Instituto de Orientação às Cooperativas Habitacionais (Inocoop), em 1983. Sob influência da expansão populacional observada nas regiões ao redor, no mesmo distrito Senador Melo Viana, tornou-se um dos principais núcleos comerciais fora do Centro de Fabriciano, tendo considerável presença de padarias, farmácias e lojas de confecção.

HistóriaEditar

As terras ocupadas atualmente pelo bairro pertenceram originalmente a Salustiano Costa, servindo mais tarde para a construção do conjunto habitacional através do Instituto de Orientação às Cooperativas Habitacionais (Inocoop). As obras do conjunto foram concluídas em janeiro de 1983, recebendo a denominação oficial provisória de Conjunto Habitacional Dez de Julho. Poucos meses depois, um projeto de lei de autoria do então vereador Helvécio Pinto alterou o nome para Floresta (oficialmente Condomínio Habitacional Bairro Floresta), em referência a uma densa mata que existia a oeste do bairro.[3] Na mesma ocasião foi criada a Associação de Moradores do Conjunto Habitacional Bairro Floresta (AMCHF).[4][5] A expansão populacional observada nas regiões ao redor, no mesmo distrito Senador Melo Viana, associada ao esgotamento de imóveis na região do Centro de Fabriciano, fez com que o bairro se tornasse um dos principais núcleos comerciais fora da área central da cidade.[6][7][8]

Geografia e demografiaEditar

 
Vista do bairro Floresta em 1991

O bairro Floresta possui área total de 0,4 km², limitando-se com os bairros da Gávea (a norte), Residencial Fazendinha, Santo Antônio (oeste), Surinan (sul), São Geraldo, Santa Inês, José da Silva Brito (leste) e Pedra Linda (a nordeste).[1][3] É banhado pelo ribeirão Caladão, que corta a zona urbana de Fabriciano. O leito apresenta problemas com poluição, assoreamento das margens e erosão.[9][10] O bairro ocasionalmente é afetado por enchentes relacionadas a entupimento de bueiros nas partes mais baixas,[11] enquanto que nas áreas situadas à beira de encostas ocorrem deslizamentos de terra.[12]

Em 2010, a população do bairro foi estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2 820 habitantes,[1] sendo comparável a cidades mineiras como Rio Doce e Carmésia.[13] Dentre os 63 bairros que Fabriciano se subdivide, o Floresta ocupava a 13ª posição entre os populosos, englobando 2,7% da população municipal e 5,1% da população do distrito Senador Melo Viana, sendo a densidade demográfica de 6 213,04 habitantes por quilômetro quadrado.[1] Do total de habitantes, 1 340 eram homens (47,5% do total) e 1 480 mulheres (52,5%). A razão de sexo era de 90,54 e havia no total 987 domicílios.[1] Apesar do predomínio de residencias, o Floresta representa um dos principais núcleos comerciais fora do Centro de Fabriciano, tendo considerável presença de padarias, farmácias e lojas de confecção.[6][7] A atuação pastoral católica da Comunidade Nossa Senhora Aparecida abrange o bairro da Gávea e o Floresta,[14] estando subordinada à Paróquia São Francisco Xavier, jurisdicionada à Diocese de Itabira-Fabriciano.[15]

Aspecto do Floresta em 1991, visto de onde hoje se encontra a escola estadual.
Vista parcial do bairro a partir da varanda de uma residência
Casas e prédios na Rua Mogno
Ribeirão Caladão entre os bairros Floresta e Santo Antônio

Infraestrutura e lazerEditar

 
Entrada da E.E. Dr. Doutor Perlingeiro de Abreu

Em agosto de 2013, segundo dados da Secretaria Estadual de Educação (SEE), o bairro Floresta possuía um total de quatro instituições de ensino, sendo elas: o Instituto Educacional Neves de Freitas (IENEF), mais conhecido por Centro Educacional Turma do Moranguinho, que é privado e fornece a educação infantil e as séries iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano); a Creche Rosa de Sarom, que é privada; a Escola Estadual Doutor Perlingeiro de Abreu, que fornece as séries finais do fundamental (6º ao 9º ano) e o ensino médio, além da educação de jovens e adultos (EJA); e a sede da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Coronel Fabriciano.[16] A E.E. Dr. Geraldo Perlingeiro de Abreu possuía, em 2011, um total de 1 600 alunos e 26 turmas, atendendo à demanda do Floresta e de bairros vizinhos.[17]

O Floresta conta com uma unidade básica de atendimento, que é administrada pela Secretaria Municipal de Saúde e oferece atendimentos e consultas básicas à população e serviços de enfermagem, além de servir como posto de vacina durante campanhas de vacinação.[18][19] O serviço de abastecimento de água é feito pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), enquanto que o serviço de fornecimento de energia elétrica é de responsabilidade da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), sendo que 100% da população possui acesso à rede elétrica.[20] O núcleo habitacional conta com um Posto Policial Comunitário (PPC), mantido pela Polícia Militar, no entanto são frequentes os registros de assaltos em estabelecimentos comerciais.[21] Há linhas de ônibus do transporte público municipal que atendem ao bairro diretamente ou aos bairros próximos e que passam pelo Floresta.[22]

O Centro Social Urbano do bairro Floresta, situado em área pertencente à Associação de Moradores (AMCHF), possui equipamentos de lazer e quadra esportiva e ao mesmo tempo é o principal palco de festividades do conjunto habitacional. Destacam-se a organização de eventos em comemoração ao aniversário de Coronel Fabriciano,[23] festas juninas,[24] comemorações do dia das crianças,[25] celebrações de Natal[26] e o aniversário do bairro.[8] Ocasionalmente o Centro Social recebe feiras, espetáculos musicais, eventos culturais[27][28] e campeonatos esportivos.[8]

Unidade de Saúde do Floresta, inaugurada em 23 de outubro de 2003.
Praça Jardim das Palmeiras, inaugurada em maio de 2000.
Área do Centro Social Urbano, que foi restaurado em 2013.
Ginásio Leôncio Arantes e equipamentos de ginástica no Centro Social Urbano

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (16 de novembro de 2011). «Sinopse dos dados - Setor: 311940110000065 - Floresta». Consultado em 7 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 7 de novembro de 2013 
  2. Assessoria de Comunicação (3 de julho de 2009). «População/Setores». Prefeitura de Coronel Fabriciano. Consultado em 20 de outubro de 2009. Arquivado do original em 19 de abril de 2013 
  3. a b Leonardo Gomes (janeiro de 2012). «Grande Guia dos Bairros de Coronel Fabriciano». Revista Nosso Vale (nº 15): pag. 13. Consultado em 8 de junho de 2014 
  4. Associação de Moradores Conjunto Habitacional Bairro Floresta (AMCHF). «Sobre». Consultado em 8 de junho de 2014. Cópia arquivada em 8 de junho de 2014 
  5. Cartilha do Cidadão (1998). Vale do Aço - Perfil histórico, cultural e informativo - Coronel Fabriciano, Ipatinga e Timóteo 98 ed. João Monlevade-MG: Click Idéias Assessoria Ltda. p. 63 
  6. a b Jornal Vale do Aço (25 de maio de 2007). «Bairros já concentram 30% do comércio de Fabriciano». Consultado em 7 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 7 de novembro de 2013 
  7. a b Jornal Diário do Aço (12 de outubro de 2011). «Imóveis registram 100% de valorização em 5 anos». Consultado em 8 de junho de 2014. Cópia arquivada em 24 de novembro de 2011 
  8. a b c Silmara de Freitas (10 de dezembro de 2018). «Programação especial marca comemoração de 35 anos do Bairro Floresta em Fabriciano». Consultado em 16 de outubro de 2019. Cópia arquivada em 16 de outubro de 2019 
  9. Assessoria de Comunicação (28 de setembro de 2010). «Contrato para liberação de recursos do Parque Linear é assinado». Prefeitura. Consultado em 8 de junho de 2014. Cópia arquivada em 8 de junho de 2014 
  10. Assessoria de Comunicação (19 de outubro de 2009). «Expedição traça um retrato do Ribeirão Caladão». Prefeitura. Consultado em 8 de junho de 2014. Arquivado do original em 8 de junho de 2014 
  11. Jornal Vale do Aço (22 de janeiro de 2013). «Vale aguenta bem primeiras chuvas e monitora áreas». Consultado em 8 de junho de 2014. Cópia arquivada em 8 de junho de 2014 
  12. Jornal Vale do Aço (6 de fevereiro de 2008). «Chuvas fortes causam transtornos no feriado». Consultado em 8 de junho de 2014. Cópia arquivada em 8 de junho de 2014 
  13. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). «Censo 2010 - Minas Gerais» (PDF). Consultado em 8 de junho de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 8 de junho de 2014 
  14. Assessoria de Comunicação (2 de julho de 2010). «Fabriciano promove "Movimento contra a dengue"». Prefeitura. Consultado em 8 de julho de 2014. Cópia arquivada em 8 de junho de 2014 
  15. Jornal Diário do Aço (11 de março de 2011). «Melo Viana terá nova paróquia». Consultado em 8 de junho de 2014. Cópia arquivada em 9 de fevereiro de 2012 
  16. Secretaria de Educação de Minas Gerais (SEE) (5 de agosto de 2013). «Relação de Estabelecimentos de Ensino (ativos), segundo a SRE, o município, a dependência administrativa e a localização, por etapa, nível e modalidade de ensino». Consultado em 8 de junho de 2014. Arquivado do original em 10 de agosto de 2013 
  17. Jornal Vale do Aço (20 de abril de 2011). «Rosângela Reis conquista verbas para a educação». Consultado em 8 de junho de 2014. Arquivado do original em 8 de junho de 2014 
  18. Assessoria de Comunicação (10 de julho de 2009). «Secretaria de Saúde». Prefeitura. Consultado em 8 de junho de 2014. Cópia arquivada em 8 de junho de 2014 
  19. Atlas Escolar Histórico, Geográfico e Cultural de Coronel Fabriciano 2011, pags. 74 e 75
  20. Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Sedetur) (28 de julho de 2009). «Inventário turístico 2009». Prefeitura. Consultado em 8 de junho de 2014. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  21. Jornal Diário do Aço (4 de junho de 2013). «Insegurança e medo no bairro Floresta». Consultado em 8 de junho de 2014. Cópia arquivada em 8 de junho de 2014 
  22. Autotrans. «Horário e Itinerário». Consultado em 8 de junho de 2014 
  23. Assessoria de Comunicação (18 de janeiro de 2012). «Programação do Aniversário de 63 anos de Fabriciano». Prefeitura. Consultado em 8 de junho de 2014. Cópia arquivada em 8 de junho de 2014 
  24. Plox (2 de julho de 2009). «Conselho do Idoso escolhe nova mesa diretora». Consultado em 8 de julho de 2014. Cópia arquivada em 8 de junho de 2014 
  25. Assessoria de Comunicação (7 de outubro de 2011). «10ª Corrida Criançada movimenta feriado em Fabriciano». Prefeitura. Consultado em 8 de junho de 2014. Cópia arquivada em 7 de outubro de 2011 
  26. Assessoria de Comunicação (18 de dezembro de 2013). «Cantata de Natal "Noite Feliz"». Prefeitura. Consultado em 8 de junho de 2014. Cópia arquivada em 8 de junho de 2014 
  27. G1 (26 de janeiro de 2014). «Feira de Produtos Orgânicos completa dois anos em Coronel Fabriciano». Consultado em 8 de junho de 2014. Cópia arquivada em 8 de junho de 2014 
  28. Assessoria de Comunicação (16 de abril de 2012). «Fabriciano promove políticas públicas para evitar êxodo rural». Prefeitura. Consultado em 8 de junho de 2014. Cópia arquivada em 8 de junho de 2012 

Ligações externasEditar