Abrir menu principal

Formigueiro (Rio Grande do Sul)

município do Rio Grande do Sul

Formigueiro é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul, localizado 293 quilômetros da capital Porto Alegre. Possui uma área de 587,83 km² e sua população estimada em 2018 foi de 6.715 habitantes.

Município de Formigueiro
Bandeira de Formigueiro
Brasão de Formigueiro
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 9 de outubro
Emancipação 9 de outubro de 1963 (56 anos)
Gentílico formigueirense
Padroeiro(a) São João Batista
CEP 97210-000
Prefeito(a) Xiru (PMDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Formigueiro
Localização de Formigueiro no Rio Grande do Sul
Formigueiro está localizado em: Brasil
Formigueiro
Localização de Formigueiro no Brasil
30° 00' 00" S 53° 29' 56" O30° 00' 00" S 53° 29' 56" O
Unidade federativa Rio Grande do Sul
Mesorregião Centro Ocidental Rio-grandense IBGE/2008 [1]
Microrregião Restinga Seca IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Restinga Seca, Santa Maria e São Sepé
Distância até a capital 293 km
Características geográficas
Área 581,989 km² [2]
População 6 715 hab. est. IBGE/2018[3]
Densidade 11,54 hab./km²
Altitude 129 m
Clima subtropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,682 médio IBGE/2010 [4]
PIB R$ 85 504,336 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 11 785,57 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura https://formigueiro.rs.gov.br/

O município localiza-se a uma latitude 30º00'01" sul e a uma longitude 53º29'57" oeste, estando a uma altitude de 129 metros.

Origem do NomeEditar

Ao nome dão-lhe a seguinte origem:

"Em tempos remotos, passando pelo lugar uma comissão de engenheiros, um deles ao ver tantas carretas ali, que era um ponto de pousada dos carreteiros que se dirigiam para a fronteira, teria dito: Isto aqui é um FORMIGUEIRO!"

História de FormigueiroEditar

Uma estância de índios catequizados pelos jesuítas, a fazenda de São João existente em 1750, foi o primeiro estabelecimento do território do atual município.

A população já era numerosa e o território, em virtude do desenvolvimento da então província do Rio Grande de São Pedro e a consequente criação de novos municípios, foi subordinado inicialmente a Rio Pardo, passando, posteriormente, a fazer parte de Cachoeira do Sul, Caçapava do Sul e finalmente São Sepé.

Até 1827, existia um povoado denominado Formigueiro, o núcleo populacional mais forte do então distrito de São Rafael, subordinado a Cachoeira do Sul, local em que assenta a atual cidade de Formigueiro, com a reorganização administrativa de Cachoeira do Sul. O povoado de Formigueiro em 15/11/1827 passou a denominar-se distrito de Formigueiro, numerado como 8º distrito, delimitado entre os rios São Sepé e Vacacaí, até o Boqueirão que entra para o Rincão das Vacas Gordas, onde se instalaram labradores com pequenas chácaras.

Estes pequenos proprietários eram constituídos em sua maioria, de agricultores pobres que abandonaram estâncias e por soldados que deram baixa, aos quais vieram somar-se artifícios, tais como ferreiros, carpinteiros, etc...

Em 1833 é feita uma nova divisão administrativa do município de Cachoeira do Sul, anexando o distrito de Formigueiro e mais o 4º e 5º distrito de Cachoeira ao de São Rafael, tomando a denominação deste último.

Em 1876, no governo de Alencar de Araripe, pela Lei Provincial Nº 1.029 de 29/04/1876, foi criado o município de São Sepé, cuja sede tinha a denominação de Vila Nossa Srª da Conceição de São Sepé e abrangia o distrito de Formigueiro.

Neste mesmo ano, chegaram os primeiros colonos alemães à Formigueiro: Henrique Krum, Pedro Germany, João Scherer, João Pedro Lorentz, João Dellinghausen e Guilherme Bernasque. Nos anos subsequentes foram atraídas novas famílias: Jorge Schirmann, Germano Wegner, Frederico Becker, João Hoffmaister, Jacob Gass, Frederico Schundt e Gustavo Kath, este ultimo, que por anos a fio foi estafeta fazendo a linha entre Restinga Seca-Formigueiro-São Sepé.

Após a proclamação da república, o Dr. Antão de Faria foi nomeado diretor das obras públicas do estado e lançou seus olhos para Formigueiro, sua terra natal, derrubando matas, rasgando o sertão da sesmaria da Aroeira e abrindo a Picada Grande. Com isto, descortinaram-se novos horizontes para o comércio de Formigueiro.

No ano de 1910 chegavam os primeiros colonos italianos: João Filipini, Antonio Zambom, Adolfo Martini, Annibal Martini, João Rosso, Victore Cassol, José Boemo, Luiz Cassol, Vitório Argenta e Emílio Mazari.

As colonias italianas e alemã foram fatores de progresso de Formigueiro, o valor de sua contribuição agrícola é valiosíssima.

A paróquia de Formigueiro foi criada em 19/03/1938, por ordem do Bispo D. Antonio Reis, tendo como padroeiro São João Batista, é subordinada a sua criação à Diocese de Santa Maria. A festa de São João Batista realizada no mês de junho, com tríduo, procissão, churrasco, quitutes, jogos e baile, é tradicional no município.

Pelo decreto-lei Nº 720 de 29/12/1944, do interventor estadual, Formigueiro passou a 2º distrito de São Sepé.

Por volta de 1960, teve inicio um movimento emancipalista, cuja semente foi lançada pelo Sr. João Pedro Bottega, na época da escrivão em Formigueiro. O povo de Formigueiro foi consultado através de um plebiscito, votando pela autonomia municipal. A comissão em pról da emancipação política, contou com os seguintes membros - Coordenador Geral: João Pedro Bottega; Presidente: Elóy Milton Frantz; 1º Vice-Presidente: João Manoel Lopes da Silva; 1º Secretário: Pedro Jorge Calil; Demais membros: Homero Pires Neto, João Hermes Gaspary, Maria Glaci Alves da Silva, Teresinha Lorentz Dotto, Carlos Alberto Dellinghausen, José Pires Lorentz, Maria Beatriz D. Lorentz.

Em 09/10/1963, através da Lei Estadual Nº 4.575, assinada pelo governador Ildo Meneghetti, foi criado o Município de Formigueiro.

Significado do BrasãoEditar

O Brasão representativo do município de Formigueiro foi instituído através da Lei Nº 00181 de 31/07/1978.

A parte AZUL, representa simbolicamente as águas dos rios Vacacaí e São Sepé, limites do município, que unindo-se desaguam no Rio Jacuí.

Nos campos VERMELHOS superiores, encontram-se as silhuetes de uma carreta e um trator. A carreta está ligada diretamente à origem do nome do município, segundo a história. Já o trator, representa as maquinas agrícolas, e significa o professo pela tecnologia na agricultura.

No campo central, em AMARELO, simbolizando a riqueza do município, ramos de soja e arroz, principais produtos agrícolas de Formigueiro. O Amarelo tradicionalmente representa o ouro.

No campo VERDE inferior, representando a pecuária, encontra-se a silhueta de um bovino, significando todos os rebanhos do município.

Abaixo do escudo, a faixa com o nome de Formigueiro, com as respectivas datas de criação do distrito e do município, escritas em preto sobre um fundo AZUL que tradicionalmente significa a paz.

Sob o escudo, duas lanças cruzadas, simbolizando os índios, primeiros habitantes, e os jesuítas que lutaram contra os invasores estrangeiros.

Acima do escudo, a coroa em formato de torre, de cor PRATEADA, simbolizando a autonomia do município.

Idealizadores: Ceksi Smidt Kessler, Dr. Gildo Benjamin Bortolotto, Flávio Cardon Massaro.

EconomiaEditar

A economia do município baseia-se na agropecuária, principalmente na produção de arroz. As culturas de milho, fumo, cana-de-açúcar, soja e feijão também estão presentes, mas em menor quantidade. O município também é conhecido por produzir aguardente (na maioria artesanal) de cana-de-açúcar.

O produto industrializado mais conhecido de Formigueiro é a farinha de mandioca Tio Faustino.

ComunicaçõesEditar

Circulam no município jornais impressos regionais e estaduais. Existe em Formigueiro uma rádio, a comunitária Ideal 87.9 FM.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rs/formigueiro/panorama
  4. «IBGE-IDH de Formigueiro,RS». 2010. Consultado em 15 de outubro de 2018 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externasEditar

Ver tambémEditar