Fotobranqueamento

O fotobranqueamento, mais conhecido por seu nome em inglês, photobleaching, é a destruição fotoquímica de um fluoróforo. Em microscopia, o fotobranqueamento pode tornar complicada a observação das moléculas fluorescentes, devido que em algum momento podem ser destruidas pela exposição de luz necessária para estimulá-los de modo que produzam fluorescência. Isto é especialmente problemático na microscopia que capta imagens a intervalos de tempo.

Há vários corantes orgânicos no mercado, porém há os pontos quânticos (QD's) como corantes que apresentam vantagens de elevada resistência a fotodegradação quando comparado a maioria dos corantes comerciais. [1][2]

O processo envolve a diminuição da absorção e da intensidade de fluorescência de determinado fluoróforo. Técnicas como Perda de Fluorescência no Fotobranqueamento (Fluorescence Loss in Photobleaching - FLIP) e Recuperação de Fluorescência após Fotobranqueamento (Fluorescence Recovery after Photobleaching - FRAP) são utilizadas para observar o movimento de substâncias intracelulares.[3]

Recuperação de Fluorescência Após Photobleaching - Princípio

O fotobranqueamento é o fenômeno caracterizado pela perda de fluorescência que, em determinadas circunstâncias, permite aceder a informações que de outra forma não seriam possíveis de obter, como a verificação da integridade/continuidade da membrana e a examinação da fluidez na direção lateral, como mostra a figura ao lado.[4]

Ligações externasEditar

Referências

  1. BONANCÊA, Carlos Eduardo. Estudo dos mecanismos de fotodegradação de corantes sobre dióxido de titânio através de técnicas de espectroscopia Raman intensificadas. 2005. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.
  2. FONTES, Adriana et al. Quantum dots in biomedical research. In: Biomedical Engineering-Technical Applications in Medicine. InTech, 2012.
  3. Grecco, Clovis. «Estudo comparativo da terapia fotodinâmica utilizando laser CW e de femtossegundos em diferentes intensidades e comprimentos de onda» 
  4. «Inaugural Olympus Early Career Scientist Microscopy Award». Materials Today. 12 (1-2). 40 páginas. 2009-01. ISSN 1369-7021. doi:10.1016/s1369-7021(09)70050-1  Verifique data em: |data= (ajuda)