França (futebolista)

futebolista brasileiro

Françoaldo Sena de Souza, mais conhecido como França (Codó, 2 de março de 1976), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como atacante.[1]

França
Informações pessoais
Nome completo Françoaldo Sena de Souza
Data de nasc. 2 de março de 1976 (46 anos)
Local de nasc. Codó, MA, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,83 m
destro
Informações profissionais
Clube atual aposentado
Posição ex-atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1993
1994–1995
1996–2002
2002–2005
2005–2011
2012
Nacional (AM)
XV de Jaú
São Paulo
Bayer Leverkusen
Kashiwa Reysol
Yokohama FC
0056 000(12)
0071 000(21)
0327 00(182)
0097 000(33)
0112 000(32)
0009 0000(1)
Seleção nacional
2000-2002 Brasil 0008 0000(1)

CarreiraEditar

O maranhense França foi revelado e iniciou sua carreira atuando pelo Nacional de Manaus, em 1993. No ano seguinte assinou contrato com o XV de Jaú e chegou ao São Paulo Futebol Clube no final de 1995.

Logo em 1996, mesmo na reserva de Müller e Almir no Paulistão, França marcou 8 gols, destacando-se um golaço de bicicleta contra o Rio Branco no Pacaembu. Em 327 partidas pelo São Paulo, França fez 182 gols, marca que o registra como o quinto maior artilheiro da história do clube e a 11ª melhor média de gols do clube (0,56 gol por jogo).[2] Venceu 2 campeonatos paulistas, em 1998 e 2000 - sendo artilheiro em ambas competições, com 12 e 18 gols, respectivamente - e um Torneio Rio-São Paulo (2001), em que foi novamente artilheiro, com 6 gols.

Os seus gols e assistências lhe renderam algumas convocações para a Seleção Brasileira, entre os anos de 2000 e 2002. Em um amistoso entre Brasil e Inglaterra, em maio de 2000, França fez o gol brasileiro no empate de 1 a 1, em Wembley.

Em 2002 (já negociado com o alemão Bayer Leverkusen), França seguiu no São Paulo, marcando muitos gols, sendo mais uma vez artilheiro do Rio-São Paulo, com 19 gols; no entanto, em uma partida contra o Corinthians pelas semifinais da Copa do Brasil, França sofreu uma grave lesão, que fez com que acabasse não sendo convocado para a Copa do Mundo de 2002. Depois de estar em tratamento, se transferiu para o Bayer Leverkusen em julho de 2002. O valor da transferência para o clube alemão foi 12 milhões de dólares.[carece de fontes?]

No primeira temporada pelo Bayer Leverkusen, França não repetiu as atuações que fazia pelo São Paulo, chegando a ser reserva em muitos jogos pela Bundesliga e UEFA Champions League. Porém, na 2ª temporada, 2003/2004, França foi titular e formou dupla de ataque com o búlgaro Berbatov, levando o Bayer Leverkusen ao 3º lugar da Bundesliga e conquistando o direito de disputar novamente a Liga dos Campeões. Na sua 3ª temporada, França começou muito bem, tendo vencido clássico contra o Bayern Munique por 4 a 1, fazendo dois gols, e o Real Madrid, por 3 a 0. Mas uma contusão o atrapalhou e seu rendimento caiu. Em maio de 2005, realizou sua última partida pelo clube alemão. Em agosto do mesmo ano, acaba não renovando contrato e indo jogar no Kashiwa Reysol do Japão.[1] A equipe não escapou do rebaixamento para a segunda divisão japonesa. Em 2006, França permaneceu no Kashiwa e ajudou sua equipe a voltar a elite japonesa.

Após cinco anos no Japão, rescindiu contrato com o clube em julho de 2010. França ficou quase um ano parado e em agosto de 2011 assinou com o Yokohama FC, mas só atuou em 5 jogos e marcou apenas 1 gol.[carece de fontes?]

O jogador chegou a ser cotado para reforçar o Ceará, mas não conseguiu acordo e permaneceu algum tempo aguardando convites do São Paulo. Porém, o atleta encerrou a carreira em 2011 no Yokohama FC, depois de passar sete temporadas no país.[carece de fontes?]

Em 2013, o ex-jogador declarou que, apesar de ter recebido convites de Santos e Flamengo, não quis aceitá-los e, por não ter tido mais a intenção de ir atrás de clubes, acabou encerrando sua carreira. França, ao contrário de colegas de profissão que decidem voltar à terra natal, optou por permanecer no Japão, devido à segurança do local, declarando que a vida no país, graças a uma maior estabilidade social e cultural, "parece coisa de cinema".[3]

TítulosEditar

São Paulo FC
Kashiwa Reysol

ArtilhariasEditar

Referências

   Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.