Abrir menu principal

François Dubois

François Dubois
Nascimento 1529
Amiens
Morte 24 de agosto de 1584 (55 anos)
Genebra
Cidadania França, República de Genebra
Ocupação pintor
Religião Protestantismo

François Dubois (1529–1584) foi um pintor francês huguenote nascido em Amiens. O único trabalho seu que sobreviveu é o mais conhecido retrato do massacre da noite de São Bartolomeu de 1572, quando católicos franceses mataram protestantes huguenotes em Paris. Não se sabe se o próprio Dubois esteve presente no evento, mas um parente próximo, o cirurgião Antoine Dubois, teria morrido na chacina. Dubois fugiu para Lausana para escapar à perseguição dos Huguenotes e um companheiro refugiado, um banqueiro de Lyon, encomendou a pintura.

A pintura mostra dois pormenores do massacre frequentemente vistos noutras representações e ilustrações em livros: o corpo do líder huguenote Gaspar II de Coligny dependurado numa janela, atrás à direita; atràs à esquerda, Catarina de Médici, emerge do Louvre e inspeciona uma pilha de corpos.[1]

Dubois também é conhecido por ter pintado um retrato do Triunvirato Romano.[2]

Referências

  1. Knecht, pp. 51-2; Robert Jean Knecht in The French Religious Wars 1562-1598, Osprey Publishing, 2002, ISBN 1841763950
  2. David Kunzle From Criminal to Courtier: The Soldier in Netherlandish Art 1550-1672 (Brill, 2002) pp.163—165 (via googlebooks [1].)

Ligações externasEditar