Abrir menu principal
Frances McDormand
McDormand nos Prémios Screen Actors Guild em 2015.[1]
Nome completo Frances Louise McDormand (nome pós-registro adotivo)[2]
Outros nomes Cynthia Ann Smith[3][4]
Nascimento 23 de junho de 1957 (62 anos)
Chicago, Illinois
Nacionalidade norte-americana
Ocupação Atriz
Atividade 1985 - presente
Cônjuge Joel Coen (1994 - presente)
Oscares da Academia
Melhor Atriz
1997 - Fargo
2018 - Three Billboards Outside Ebbing, Missouri
Emmys
Melhor Série Limitada
2015 - Olive Kitteridge
Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme
2015 - Olive Kitteridge
Tonys
Melhor Atriz em Peça
2011 - Good People
Globos de Ouro
Melhor Atriz - Drama
2018 - Three Billboards Outside Ebbing, Missouri
Melhor Elenco - Cinema
1994 - Short Cuts
Prémios Screen Actors Guild
Melhor Elenco em Cinema
2018 - Three Billboards Outside Ebbing, Missouri
Melhor Atriz Principal
1997 - Fargo
2018 - Three Billboards Outside Ebbing, Missouri
Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme
2015 - Olive Kitteridge
Prémios BAFTA
Melhor Atriz
2018 - Three Billboards Outside Ebbing, Missouri
Festival de Veneza
Coppa Volpi de Melhor Elenco - Prêmio Especial
1993 - Short Cuts
Prémios National Board of Review
Melhor Atriz
1996 - Fargo
Melhor Atriz Coadjuvante
1988 - Mississippi Burning
Prémios Critics' Choice
Melhor Atriz em Cinema
1996 - Fargo
2018 - Three Billboards Outside Ebbing, Missouri
Melhor Atriz Coadjuvante
2001 - Almost Famous
Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme
2015 - Olive Kitteridge
Melhor Elenco
2018 - Three Billboards Outside Ebbing, Missouri

Frances Louise McDormand (antes de seu registro adotivo, Cynthia Ann Smith[3][5][6]; Chicago, 23 de junho de 1957) é uma atriz norte-americana.

BiografiaEditar

Filha adotiva de um pastor protestante e de uma enfermeira aposentada (ambos canadenses), McDormand nasceu em Chicago com o nome Cynthia Ann Smith,transcrito para Frances Louise McDormand após ser adotada.[3][7] É provável que sua mãe biológica tenha sido uma das paroquianas da igreja Discípulos de Cristo, onde seu pai pregava,[8] Sua irmã, Dorothy, foi ordenada ministra nessa igreja[9] assim como seus outros dois irmãos, todos adotivos (o casal McDormand não teve filhos naturais).

Seu pai se especializara em recuperar congregações falidas de sua igreja,[8] por isso sua família viajava frequentemente. Frances viveu em várias pequenas cidades no "Bible Belt" e no Illinois, Georgia, Kentucky e Tennessee,[10] antes de se estabelecer na área urbana de Pittsburgh (Pensilvânia), onde ela se formou no 2.º grau em 1975 e graduou-se em teatro em 1979.

Em 1982, obteve o grau de Mestre em Belas-Artes da Escola de Teatro da Universidade de Yale, época em que foi colega de quarto de Holly Hunter. Seu primeiro trabalho como atriz profissional foi em Trinidad-Tobago, numa peça escrita por Derek Walcott e financiada pela Fundação MacArthur.

CarreiraEditar

A estreia de McDormand se deu no primeiro filme dos irmãos Coen, Gosto de Sangue. Em 1985, ela, os irmãos Coen, Holly Hunter e o diretor Sam Raimi dividiram uma casa no Bronx.

Paralelamente aos seus primeiros filmes, atuou na primeira temporada da telessérie Hill Street Blues, como "Connie Chapman". Em 1988, foi "Stella Kowalski" numa montagem de Um Bonde Chamado Desejo (de Tennessee Williams), pelo qual foi indicada ao prêmio Tony. Em 2011 venceu o prêmio Tony de Melhor Atriz Principal em Peça por seu papel em "Good People".[11] É sócia da companhia experimental de teatro The Wooster Group.

McDormand fez vários papéis no teatro e na televisão nas décadas de 1980, 1990 e 2000. Obteve renome e respeito da crítica. Foi indicada três vezes ao Oscar — Mississippi Burning (1988), Quase Famosos (2000), Terra Fria (2005) — e vencedora em 1996 (Fargo). Atuou em seis filmes dos irmãos Coen: História de Gângsters, Arizona Nunca Mais, Gosto de Sangue, O Homem que Não Estava Lá, Fargo e Queime Depois de Ler.

Vida pessoalEditar

Frances McDormand e Joel Coen casaram-se em 1994, após dez anos de relacionamento. Têm um filho, Pedro McDormand Coen (Paraguai, 1994), adotado em 1999. A família vive em Nova York.

FilmografiaEditar

Ano Filme Papel Notas
1985 Blood Simple Abby
1987 Raising Arizona Dot
1988 Mississippi em Chamas Mrs. Pell Indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante
1990 Chattahoochee Mae Foley
Darkman Julie Hastings
Hidden Agenda Ingrid Jessner
1992 Passed Away Nora Scanlan
1993 Short Cuts Betty Weathers
1995 Beyond Rangoon
The Good Old Boys
1996 Fargo Marge Gunderson Vencedora do Oscar de melhor atriz e do SAG Award para Melhor Atriz (principal) em cinema
Palookaville
Lone Star
Primal Fear Molly Arrington
Hidden in America (televisão)
Plain Pleasures
1997 Paradise Road Drª. Verstak
1998 Madeline Srta. Clavel
Talk of Angels
Johnny Skidmarks
2000 Wonder Boys Dean Sara Gaskell
Quase Famosos Elaine Miller Indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante
2001 The Man Who Wasn't There Doris Crane
Upheavel
2002 City by the Sea Michelle
2003 Laurel Canyon Jane
Alguém Tem que Ceder Zoe Barry
2005 North Country Glory Dodge Indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante
Æon Flux
2006 Friends with Money Jane
2008 Miss Pettigrew Lives for a Day Guinevere Pettigrew
Queime Depois de Ler Linda Litzke
2011 Transformers: Dark of the Moon Mearing
2011 This Must Be the Place Jane
2012 Moonrise Kingdom Laura Bishop
2012 Madagascar 3: Europe's Most Wanted Voz
2012 Promised Land Sue Thomason
2013 Letter to Jackie: Remembering President Kennedy Documentário
2014 Olive Kitteridge Olive Kitteridge Minissérie da HBO
2015 The Good Dinosaur Momma (Voz) Animação
2016 Hail, Caesar! C. C. Calhoun
2017 Three Billboards Outside Ebbing, Missouri Mildred Hayes Vencedora do Oscar de melhor atriz
2019 Good Omens Deus (voz)

Referências

  1. Cameron Crowe, Frances McDormand interview, Interview Magazine, October 2015.
  2. «Disciples "PK" wins best actress' award. Disciples News Service Release. 31 March 2007». Disciples.org. Consultado em 29 de julho de 2010. Arquivado do original em 2 de março de 2008 
  3. a b c Grannan, Katy (3 de outubro de 2017). «Frances McDormand's Difficult Women». The New York Times. Consultado em 17 de janeiro de 2018 
  4. «Naked ambition». The Age. Melbourne. 25 de outubro de 2003. Consultado em 29 de julho de 2010 
  5. «Naked ambition». The Age. Australia 
  6. «Rev Vernon Weir McDormand (1922 - 2011)». www.findagrave.com 
  7. «I'd love to play a psycho killer. film.guardian.co.uk. 26 January 2001». The Guardian. London. 14 de fevereiro de 2001. Consultado em 29 de julho de 2010 
  8. a b (em inglês). Theage.com.au http://www.theage.com.au/articles/2003/10/22/1066631495804.html?from=storyrhs  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  9. (em inglês). Disciples.org https://web.archive.org/web/20080302090821/http://www.disciples.org/dns/releases97/97b21.htm. Arquivado do original em 2 de março de 2008  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  10. The Guardian (em inglês). Film.guardian.co.uk http://film.guardian.co.uk/oscars2001/storynav/0,7677,437576,00.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  11. http://latimesblogs.latimes.com/awards/2011/06/tony-awards-frances-mcdormand-wins-for-good-people.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)

Ligações externasEditar