Abrir menu principal

Francisco Antônio Pimenta Bueno

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Fevereiro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
O então capitão do corpo de engenheiros Dr. Francisco Antônio Pimenta Bueno, gravemente ferido no dia 3 de setembro de 1866, na tomada de Curuzu.

Francisco Antônio Pimenta Bueno (Cuiabá, 10 de novembro de 1836Rio de Janeiro, 7 de dezembro de 1888) foi um engenheiro e militar. Filho de José Antônio Pimenta Bueno, Marquês de São Vicente.

Foi coronel do Estado Maior de Primeira Classe.

Prestou relevantes serviços a Mato Grosso na área de pesquisas estatísticas e estudos de reconhecimentos da região, bem como em obras militares, tendo sido encarregado, junto com Caetano Manuel de Faria e Albuquerque da organização da carta das fronteiras (1888) e da Comissão Telegráfica de Leste (1890).

A denominação dada ao rio Pimenta Bueno e também à Estação Telegráfica de Pimenta Bueno, atualmente no estado de Rondônia, são homenagens prestada a este ilustre homem público.

É patrono da cadeira 18 da Academia Mato-Grossense de Letras.

Ligações externasEditar