Abrir menu principal
Francisco Falcon
Francisco Falcon com baixo de 6 cordas.

Francisco Falcon
Informação geral
Nome completo Francisco Eduardo de Souza Falcon
Também conhecido(a) como "Chico", "Falcon",
Nascimento 22 de dezembro de 1973 (45 anos)
Local de nascimento
 Brasil
Origem Niterói,  Rio de Janeiro
Gênero(s) Bossa Nova
Samba
MPB
Latin Jazz
Jazz
Salsa
Música Pop
Rock
Instrumento(s) Baixo, violoncelo, violão tenor, violão, guitarra e teclado
Período em atividade 1988 - atualmente
Página oficial http://www.franciscofalcon.mus.br/

Francisco Eduardo de Souza Falcon, mais conhecido como Francisco Falcon (Niterói, 22 de dezembro de 1973), é um músico, professor, produtor musical, compositor e arranjador brasileiro. Destaca-se por seu trabalho como contrabaixista e pesquisador no ensino do contrabaixo elétrico, utilizando a música brasileira como ferramenta de ensino. Está lançando o livro "Contrabaixo no Choro" (Ilustre Editora) que trata do ensino do gênero musical Choro como ferramenta para o estudo do contrabaixo. Tem dois CDs solo lançados e atualmente acompanha diversos nomes da música popular brasileira.

Vida e carreira musicalEditar

Nascido em Niterói, filho do historiador Francisco José Calazans Falcon e da professora universitária Maria Célia Azeredo Souza Falcon, aprendeu sozinho a tocar violão aos treze anos de idade. Teve o início de sua carreira profissional nos final dos anos 80. É um instrumentista, professor, produtor musical, compositor e arranjador, especializado em contrabaixos elétricos de 6 e 7 cordas além de tocar outros instrumentos musicais como: violoncelo, violão, violão tenor, guitarra, teclado (instrumento musical), flauta doce e flauta transversa. Eclético, seu estilo musical vai do Jazz ao Rock, passando pelo Blues e por ritmos brasileiros e latinos, como Bossa Nova, Samba, Salsa, MPB e Música Pop.

Estudou com os músicos Yuri Popoff, Marcelo Maia, Nelson Faria e André Rodrigues. Participou de cursos e workshops com artistas como Nico Assumpção, Arthur Maia (músico), Arismar do Espírito Santo e Frank Gambale. Graduou-se no curso de Licenciatura em Música pela UNIRIO (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) e concluiu o Mestrado na mesma instituição, cuja pesquisa trata da aplicação do gênero musical Choro na didática do contrabaixo.[1]

Como sideman, excursionou com o grupo de rock gospel Fruto Sagrado em shows por todo o Brasil entre 2001 e 2007 e participou como músico convidado nos álbuns O Que Na Verdade Somos (MK Publicitá) e Distorção (MK Publicitá), além também de acompanhar, durante este período, diversos músicos conhecidos, como Márcio Montarroyos, Victor Biglione, Maurício Sahady e Flávio Guimarães. Mais recentemente dividiu o palco com grandes nomes como Wagner Tiso, Milton Nascimento, Jane Duboc, sendo que atualmente acompanha o cantor e compositor Tunai, a cantora amazonense Eliana Printes, e o cantor Nico Rezende, além de ocasionalmente acompanhar nomes como[2] Dalto, Victor Biglione, Byafra, Denise Pinaud, Marcos Assumpção, o pianista Márvio Ciribelli, Thais Motta, dentre outros. Foi professor de escolas já extintas em Niterói como Estúdio Arte e Musical Arte, além de ter sido (de 2000 a 2005) professor do Conservatório de Música de Niterói.[3]

Atualmente é professor da Escola de Música Villa Lobos - Núcleo Búzios,[4] e da Escola Música Moderna, em Niterói. Além disso, frequentemente faz masterclasses e workshops de contrabaixo em lojas de instrumentos musicais, escolas de musica e em igrejas, tendo inclusive ministrado workshops nas três primeiras edições do Niterói Musifest - consagrado evento de música na cidade de Niterói, organizado pelo baixista Arthur Maia (músico). Paralelamente a isso atua como produtor musical e tem seu próprio estúdio, aonde grava e produz diversos artistas.[5]

DiscografiaEditar

Trabalhos Solo e com outros Artistas/Bandas:

Referências

  1. «Cultura Niterói». Consultado em 10 de junho de 2017 
  2. «Niterói Discos». Consultado em 9 de junho de 2017 
  3. «Francisco Falcon (baixo)». Consultado em 10 de junho de 2017 
  4. «Escola Tom Jobim» 
  5. «Blog Santo Angelo». Consultado em 10 de junho de 2017 

Ligações externasEditar