Abrir menu principal
Francisco Meneguzzo
Nascimento 29 de março de 1860
Morte 21 de julho de 1930 (70 anos)
Caxias do Sul
Cidadania Brasil
Ocupação escultor

Francisco Meneguzzo (Musolana, 29 de março de 1860Caxias do Sul, 21 de julho de 1930) foi um entalhador e escultor ítalo-brasileiro. Pouco ficou registrado sobre sua vida, mas deixou trabalhos em toda a região colonial italiana, sendo muito apreciado.

BiografiaEditar

 
Altar-mor de Francisco Meneguzzo na Catedral de Caxias do Sul.

Imigrou para o Brasil em meados de 1891, fixando-se em Caxias do Sul. Possivelmente Francisco já houvera trabalhado como escultor em seu país natal, mas ao chegar à sua nova morada foi aprimorar-se no atelier de Tarquinio Zambelli, que veio a imprimir uma marca perceptível na produção posterior do seu discípulo.[1]

Suas obras, na apreciação de Athos Damasceno, são um tanto limitadas e sem arroubos criativos, mas de fatura expressiva e correta. Um de seus trabalhos mais importantes é o altar-mor da Catedral de Caxias do Sul, uma bela estrutura de delicada talha em estilo neogótico, auxiliado por José Gollo e Alexandre Bartelle.[1] Foi também o autor do projeto da Matriz Cristo Rei em Ana Rech.[2]

Referências

  1. a b Damasceno, Athos. Artes Plásticas no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Editora Globo, 1971.
  2. "Histórico da Vila Ana Rech e Paróquia"[ligação inativa]. Paróquia Nossa Senhora de Caravaggio - Ana Rech.
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.