Francisco de Montejo

Francisco de Montejo (Salamanca, 1479Sevilla, 8 de Setembro de 1553) foi um militar e explorador espanhol. Seus pais foram Don Juan de Montejo e Dona Catalina Álvarez de Tejeda.

Francisco de Montejo
Nascimento 1479
Salamanca
Morte 1553
Salamanca
Cidadania Espanha
Ocupação explorador, conquistador
Escudo de armas de Francisco de Montejo.jpg

BiografiaEditar

Ele nasceu de Juan de Monteyo e Catalina Alverez de Tejeda.

Deixou a Espanha em 1514 e chegou a Cuba a tempo de se juntar à expedição de Juan de Grijalva ao longo da costa de Yucatán e do Golfo do México. Nessa ocasião exerceu a função de Capitão e esteve no comando de 4 navios. Ao retornar a Cuba, juntou-se a Hernán Cortés em uma nova expedição na qual ajudou a fundar a cidade de La Villa Rica de Vera Cruz (agora Veracruz) no México. Em 1519 Cortés deu-lhe a ordem de voltar à Espanha para dar conta da viagem. Durante esta estadia, Montejo casou-se com Beatriz de Herrera.

Em dezembro de 1526, o rei espanhol Carlos V emitiu um decreto real nomeando Montejo Adelantado e Capitão Geral do Yucatán. Ele retornou a Yucatán em 1528 e tentou conquistá-lo ao longo da costa leste (Tulum, Chetumal), mas a feroz resistência do povo maia o impediu. Em 1530 ele decidiu tentar a conquista novamente, desta vez do oeste, e começou a recuperar o atual estado mexicano de Tabasco. De 1531 a 1535 ele tentou conquistar o oeste de Yucatán; após alguns sucessos iniciais e a conquista de Chichén Itzáque viria a ser a capital, acabou por ter de abandonar a empresa e deixar a península. Em 1533 Montejo recebeu um decreto real que lhe permitiu conquistar Puerto Caballos e Naco em Honduras. Isso o colocou em conflito com Pedro de Alvarado, que já havia recebido um decreto semelhante em 1532. A situação se tornou um problema real quando Alvarado declarou que havia conquistado e pacificado a província de Honduras em 1536. Alvarado foi governador de Honduras até 1540, embora foi chamado de volta à Espanha em 1537.

Em 1540, o rei espanhol conferiu a nomeação de governador de Honduras a Montejo, que se mudou para Gracias a Dios para estabelecer sua própria administração. Ele instruiu seu filho Francisco de Montejo, o moço, a conquistar o Yucatán. O filho conseguiu conquistar a parte oriental e fundou as cidades de Campeche em 1541 e Mérida em 1542. Em 1546 o pai Montejo assumiu o papel de Governador e Capitão Geral do Yucatán.[1][2]

Em 1550 algumas queixas causaram sua remoção; ele teve que retornar à Espanha, onde morreu em 1553.

Referências

  1. Chamberlain, Robert Stoner (1953) The Conquest and Colonization of Honduras
  2. Chamberlain, Robert Stoner (1948) The Conquest and Colonization of Yucatan