Francisco de Saldanha da Gama

Francisco de Saldanha da Gama (Lisboa, 20 de Maio de 1713 ou 1723Lisboa, 1 de Novembro de 1776) foi o terceiro Patriarca de Lisboa com o nome de D. Francisco I. Estudou em Coimbra direito canónico, tendo sido feito cardeal pelo Papa Bento XIV em 1756, e nomeado Patriarca em 25 de Julho de 1758.

Francisco de Saldanha da Gama
Cardeal da Santa Igreja Romana
Patriarca de Lisboa

Título

Cardeal-Patriarca de Lisboa
Atividade eclesiástica
Diocese Patriarcado de Lisboa
Nomeação 28 de maio de 1759
Predecessor Dom José Manuel da Câmara
Sucessor Dom Fernando de Sousa e Silva
Mandato 1759 - 1776
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 1739
Nomeação episcopal 28 de maio de 1759
Ordenação episcopal 5 de agosto de 1759
por Dom José Dantas Barbosa
Nomeado Patriarca 28 de maio de 1759
Cardinalato
Criação 5 de abril de 1756
por Papa Bento XIV
Brasão
D. Francisco de Saldanha da Gama brasão.png
Dados pessoais
Nascimento Flag Portugal (1750).svg Lisboa
20 de maio de 1723
Morte Flag Portugal (1830).svg Lisboa
1 de novembro de 1776 (53 anos)
Progenitores Mãe: Joana Bernarda de Noronha e Lancastre
Pai: João de Saldanha da Gama
Sepultado Mosteiro dos Jerónimos
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

BiografiaEditar

Seu pai foi João de Saldanha da Gama (19 de Março de 1674 – 5 de Maio de 1752), 68.º Governador e 41.º Vice-Rei da Índia de 1725 a 1732, por sua vez filho de Luís de Saldanha da Gama, 1.º Senhor de Assequins de juro e herdade (c. 1640 – 24 de Setembro de 1721), e de sua primeira mulher (1661) Madalena de Mendonça (c. 1650). Casara em Lisboa, na Ajuda, em 9 de Dezembro de 1703 com sua mãe Joana Bernarda de Noronha e Lancastre (Lisboa, Ajuda, 28 de Dezembro de 1686 – Lisboa, Ajuda, 5 de Maio de 1752). Entre seus filhos, além de Francisco, estava o primogénito, Luís de Saldanha da Gama de Melo e Torres, 4.º Conde da Ponte (nascido em 9 de Dezembro de 1704) e Manuel de Saldanha da Gama (nascido em Setubal, São Lourenço, Vila Nogueira de Azeitão, a 21 de Fevereiro de 1715 e falecido em Lisboa, Santos-o-Velho, a 7 de Novembro de 1780) que seria o segundo marido de Joana da Silva Caldeira Pimentel Guedes de Brito (nascida na Bahia cerca 1700 e falecida em 1762), filha de Antônio da Silva Pimentel (falecido em 1706) e de sua mulher Isabel Maria Guedes de Brito, uma das maiores fortunas da Bahia. Era bisneto de Margarida de Vilhena e descendente do 1.° Visconde de Vila Nova de Cerveira, D. Leonel de Lima. Morre a 1 de novembro de 1776, vinte e um anos após o terramoto de Lisboa, e o seu corpo encontra-se sepultado na Igreja do Mosteiro dos Jerónimos.[1]

Referências

  1. The Cardinals of the Holy Roman Church

Ligações externasEditar

Precedido por
José Manuel da Câmara
 
3.º Cardeal-Patriarca de Lisboa

17581776
Sucedido por
Fernando de Sousa e Silva