Franco CFA

Moeda corrente de alguns países africanos

O franco CFA (pronúncia: franco -efe-á) é uma moeda corrente usada em doze países africanos, anteriormente possessões francesas (Camarões, Costa do Marfim, Burkina Faso, Gabão, Benim, Congo, Mali, República Centro-Africana, Togo, Níger, Chade e Senegal), sendo também usado na Guiné-Bissau (uma antiga colônia portuguesa) e na Guiné Equatorial (uma antiga colônia espanhola), perfazendo um total de catorze países. Atualmente, o franco CFA é dividido em duas moedas o franco CFA central (XAF), e o franco CFA ocidental (XOF). Embora o franco CFA central tenha o mesmo valor monetário que o franco CFA ocidental, ele não é aceito em países que utilizam o XOF, e vice-versa. Em 22 de dezembro de 2019, foi anunciado que a moeda da África Ocidental seria substituída por uma moeda independente, denominada eco.[1]

Em verde o franco CFA ocidental, em vermelho o franco CFA central

NomeEditar

Entre 1945 e 1958, CFA era a abreviação de colônias francesas da África (em francês colonies françaises d'Afrique), assim a moeda criada recebeu o acrônimo CFA, ficando franco CFA. Com o estabelecimento da quinta república francesa, e a independência desses países africanos no começo dos anos 1960, o franco CFA ainda continuou sendo usado, mas com outro significado para o acrônimo CFA, agora Communauté Financière Africaine (Comunidade Financeira Africana).[2]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «West Africa renames CFA franc but keeps it pegged to euro». Reuters. Consultado em 22 de dezembro de 2019 
  2. «Consulado do Senegal». Consultado em 13 de agosto de 2009. Arquivado do original em 21 de junho de 2009 
  Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.