Frederico II da Áustria

Disambig grey.svg Nota: Para o filho de Otão I, duque da Áustria (m.1344 ), veja Frederico II de Habsburgo. Para o sacro-imperador, veja Frederico II do Sacro Império Romano-Germânico.
Frederico II da Áustria
Nascimento 25 de abril de 1211
Wiener Neustadt
Morte 15 de junho de 1246 (35 anos)
Rio Leita
Sepultamento abadia de Heiligenkreuz
Progenitores Mãe:Teodora Angelina Comnena
Pai:Leopoldo VI da Áustria
Irmão(s) Margarida da Áustria, Constança de Babenberg
Ocupação soberano
Título duque
Gules a fess argent.svg
Causa da morte morto em combate

Frederico II, conhecido comoo Conflituoso ou o Belicoso (25 de abril de 121115 de junho de 1246), da Casa de Babemberga, foi duque da Áustria e da Estíria de 1230 até à sua morte.[1]

Ele era o terceiro filho, mas o segundo sobrevivente do duque Leopoldo VI da Áustria e de Teodora Angelina, uma princesa bizantina. A morte do seu irmão mais velho, Henrique, em 1228 fez com que ele se tornasse o sucessor ao trono austríaco. Dois anos depois, o Leopoldo falecia e Frederico tornava-se duque.

A sua primeira esposa foi Sofia Lascarina, uma princesa também bizantina, da família Láscaris, e a sua segunda esposa foi Inês de Andechs, filha do duque Otão I da Merânia e da condessa Beatriz II da Borgonha. Ambos os casamentos falharam, e ele não teve descendência que pudesse assegurar a continuação da dinastia. A linha masculina dos Babemberga terminou com ele.

Orgulhoso da sua ascendência bizantina, Frederico ficou conhecido como O Conflituoso, devido ao seu governo severo e às frequentes guerras que tinha com os estados vizinhos, dos quais os primeiros foram o Reino da Hungria, o Ducado da Baviera e o Reino da Boémia. Até a família nobre austríaca Kuenringer, que até então tinha sido fiel à dinastia, começou uma revolta, pouco após o início do seu reinado. Mas perigosas foram as suas disputas com o sacro-imperador Frederico II. E ainda mais perigosas foram as suas disputas com o imperador durante a rebelião do filho deste, Henrique VII da Germânia. Como consequência das acções de Frederico da Áustria, o imperador Frederico II baniu o duque em 1326 e deu permissão ao rei Venceslau I da Boémia para invadir o território austríaco. Durante o período de desterro, Viena tornou-se uma cidade imperial livre por alguns anos. Contudo, Frederico fez com que a sua posição como duque da Áustria se mantivesse.

Em 1239, numa mudança espectacular na política imperial, Frederico tornou-se num dos aliados mais importantes do Imperador. O conflito com a Boémia terminou com o casamento da sobrinha de Frederico, Gertrudes de Babemberga com o primogénito de Venceslau I, Vladislau III da Morávia. Negociações com o imperador sobre a elevação de Viena a bispado e da Áustria (incluindo a Estíria) a um reino, foram iniciadas, contudo com a condição de Gertrude, a sobrinha do duque, casar com o imperador, já com 50 anos de idade, que aliás tinha sido recentemente banido pelo papa Gregório IX.

Em 1245, tudo ficou acordado, mas Gertrudes, a quem pouco faltava para se tornar adulta, recusou a aparecer na cerimónia de consumação, que teria lugar na assembleia de Verona. No ano anterior à sua morte, Frederico da Áustria teve por fim sucesso na obtenção da Marca da Carniola do Estado Patriarcal de Friuli, mas após a sua morte, a marca caiu nas mãos do duque da Caríntia Bernardo de Sponheim.

Os planos ambiciosos de Frederico foram desfeitos com a sua morte na Batalha do rio Leita (15 de junho de 1246), num conflito fronteiriço com o rei da Hungria, Bela IV da Hungria. Frederico está sepultado na Abadia de Heiligenkreuz.

Referências

  1. «Frederico II da Áustria». Encyclopædia Britannica Online (em inglês). Consultado em 14 de agosto de 2020 

Frederico II da Áustria
Nascimento: 1211 Morte: 1246
Precedido por
Leopoldo VI
Duque da Áustria
Duque da Estíria

1230–1246
Sucedido por
Interregno (1246-1278), Rodolfo I