Frei Luís de Sousa (filme)

filme de 1950 dirigido por António Lopes Ribeiro
Frei Luís de Sousa
Portugal Portugal
1950 •  pb •  118 min 
Direção António Lopes Ribeiro
Roteiro António Lopes Ribeiro
História Almeida Garrett
Elenco Maria Sampaio, María Dulce, Raul de Carvalho
Gênero drama
Lançamento 21 de Setembro de 1950
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Frei Luís de Sousa é um filme português de 1950, realizado por António Lopes Ribeiro, adaptado da obra homónima Frei Luís de Sousa, de Almeida Garrett.

SinopseEditar

Após sete anos de buscas pelo marido, D. João de Portugal, que partiu com D. Sebastião para a Batalha de Alcácer Quibir, D. Madalena de Vilhena (Maria Sampaio) casa-se com o cavaleiro D. Manuel de Sousa Coutinho, e tem uma filha, D. Maria de Noronha (Maria Dulce), que sofre de tuberculose. Só o aio Telmo Pais (João Villaret) conserva a esperança de D. João de Portugal estar vivo (presságio que se confirmará vinte anos mais tarde na figura de um romeiro).

Ficha técnicaEditar

ElencoEditar

CuriosidadesEditar

  • Este foi o segundo filme que a RTP transmitiu no início das suas emissões, com estreia realisada na quarta-feira, dia 20 de Março de 1957, às 21 e 33, três minutos a seguir à abertura da emissão. O filme foi transmitido até às 23 e 25, com um intervalo às 22 e 30, para a transmissão do noticiário, que tinha 25 minutos de duração, sendo retomado o filme às 22 e 55. A seguir ao filme, transmitiu-se as últimas notícias, e o fim da emissão às 23 e 30.[1]
  • O filme foi um tremendo sucesso, e muitos actores de teatro, até os mais consagrados, que já representaram a peça original, consideraram esta a melhor interpretação de sempre da peça, mesmo feita para cinema.

PrémiosEditar

  • Medalha de melhor interpretação de filmes do ano, para Maria Sampaio, recebida em 1952 na embaixada de Portugal no Rio de Janeiro[2].

Ligações externasEditar

Referências

  1. http://casacomum.org/cc/visualizador?pasta=06528.066.15264#!15
  2. Esteves, João; Castro, Zília Osório de (2013). Feminae, Dicionário Contemporâneo. Lisboa: Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género. ISBN 978-972-597-372-1 
  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.