Abrir menu principal

Freixeda do Torrão

localidade e antiga freguesia de Figueira de Castelo Rodrigo, Portugal
Portugal Freixeda do Torrão 
  Freguesia portuguesa extinta  
Localização
Freixeda do Torrão está localizado em: Portugal Continental
Freixeda do Torrão
Localização de Freixeda do Torrão em Portugal Continental
Coordenadas 40° 53' 25" N 7° 01' 56" O
Concelho primitivo Figueira de Castelo Rodrigo
Concelho (s) atual (is) Figueira de Castelo Rodrigo
Freguesia (s) atual (is) Freixeda do Torrão, Quintã de Pêro Martins e Penha de Águia
História
Extinção 2013
Características geográficas
Área total 24,27 km²
População total (2011) 262 hab.
Densidade 10,8 hab./km²

Freixeda do Torrão é uma localidade portuguesa do concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, com 24,27 km² de área e 262 habitantes (2011). Densidade: 10,8 hab/km².

Foi sede de uma freguesia extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, para, em conjunto com Quintã de Pêro Martins e Penha de Águia, formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Freixeda do Torrão, Quintã de Pêro Martins e Penha de Águia da qual é a sede.[1]

Muitas são, e foram, as conjecturas que a propósito da sua "génese", sem todavia se ter chegado a uma conclusão certa e definitiva. Sabe-se que, isso sim, que a região foi habitada por povos pré-históricos, embora a falta de documentos arqueológicos não permita ter uma maior informação sobre o desenvolvimento do seu passado pré-histórico.

O primeiro documento em que foi possível encontrar o nome da Freixeda do Torrão data de 1190. Ali é mencionada a "Granja da Fonte do Canto", no lugar de Freixeda do Torrão.

Um importante vestígio da ocupação romana é, de facto, a ponte que actualmente dá passagem sobre o ribeiro.

Da Guerra da Restauração (1640) podiam-se observar, até à bem pouco tempo, ruínas de um antigo forte, outrora designado por "Reduto", e que serviria para defender a urbe dos ataques espanhóis.

É neste século que, segundo um antigo semanário já extinto, "O Correio da Beira", a Freixeda do Torrão atinge o seu auge demográfico.

Numa das suas edições "O Correio da Beira" afirma mesmo que a "nossa" aldeia tinha recenseados 1250 habitantes. Admite-se agora que tal crescimento se deva ao perfil da terra, à mão de obra agrícola (que sempre existiu em grande número) e à abundância de água.

Foi já neste século que aqui se radicou um poderoso fidalgo, de nome Tomás Metello Nápoles Lemos. Terá sido ele que mandou edificar uma grande casa, e à qual chamamos, hoje em dia, de Solar dos Metellos. Na configuração do Solar há a registar ainda a existência de uma torre… a Torre do Solar dos Metellos e que ainda hoje existe, apesar das condições precárias em que se encontra. Outrora existiu também uma ligação entre a Torre e o Solar, que mais tarde, já na Segunda metade deste século viria a ser destruída. Talvez isso tenha contribuído, de forma significativa, para a degradação da referida Torre.

O poder deste fidalgo, Visconde, manifestou-se pelo domínio da maior parte dos terrenos agrícolas da localidade, e que se manteve durante várias gerações. Só com o emparcelamento é que este latifúndio se "desmoronou" e foi vendido a vários agricultores. Talvez tenha sido deste modo que a agricultura minifundiária se tenha desenvolvido.

Essencialmente rural, a Freixeda do Torrão tornou-se importante no aspecto agrícola, assim como todo o concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, o qual foi por alguns designado como sendo "o segundo celeiro de Portugal", surgindo logo depois do Alentejo.

Nessa altura a Freixeda do Torrão foi galardoada por diversas vezes com medalhas de ouro, e que foram atribuídas aos melhores agricultores do distrito da Guarda em virtude da sua produção de trigo e centeio.

Actualmente é, ainda, o sector primário que continua a ser o principal meio de subsistência da população, embora tenha surgido ultimamente alguma produção no sector secundário e mesmo terciário.

Hoje em dia a população da Freixeda do Torrão é bastante reduzida, e algo envelhecida, aguardando sempre com grande ansiedade a chegada das férias e das festas para poder ver regressar os "filhos da terra", que por diversos motivos, muitas vezes imperativos, tiveram que abandonar a sua "terra mãe"… a "nossa" Freixeda do Torrão. in jornal "O TORRÃO Ano 1 Nº01 de 17Dez98"

Património[2]Editar

  • Solar dos Metelos ou Torre dos Metelos
  • Igreja Matriz
  • Capela de São João
  • Capela de Santa Ana
  • Capela de Nossa Senhora de Lourdes

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Freixeda do Torrão [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
779 754 873 876 853 807 835 853 852 657 426 449 352 306 262

Referências

  1. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  2. «Freixeda do Torrão». Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo. Consultado em 29 de Janeiro de 2014 
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.