Fricativa dental surda

A fricativa dental surda é um tipo de som consonantal usado em algumas línguas faladas. É familiar para falantes de inglês como o 'th' em think. Embora bastante raro como fonema no inventário mundial de línguas, ele é encontrado em alguns dos mais difundidos e influentes (veja abaixo). O símbolo no Alfabeto Fonético Internacional que representa este som é ⟨θ⟩, e o símbolo X-SAMPA equivalente é T. O símbolo do AFI é a letra grega teta, que é usada para este som no grego pós-clássico, e o som é, portanto, frequentemente referido como "theta".

Fricativa dental surda
θ
IPA 130
Codificação
Entidade (decimal) θ
Unicode (hex) U+03B8
X-SAMPA T
Kirshenbaum T
Som

As fricativas dentais não sibilantes são frequentemente chamadas de "interdentais" porque são frequentemente produzidas com a língua entre os dentes superiores e inferiores, e não apenas contra a parte posterior dos dentes superiores ou inferiores, como ocorre com outras consoantes dentais.

Este som e sua contraparte expressa são fonemas raros que ocorrem em 4% das línguas em uma análise fonológica de 2.155 línguas. Entre as mais de 60 línguas com mais de 10 milhões de falantes, apenas o inglês, vários dialetos do árabe, espanhol europeu padrão, suaíli (em palavras derivadas do árabe) e grego têm a fricativa dental não sibilante surda. Falantes de línguas e dialetos sem o som às vezes têm dificuldade em produzir ou distingui-lo de sons semelhantes, especialmente se eles não tiveram chance de adquiri-lo na infância e, normalmente, substituí-lo por uma fricativa alveolar surda (/s/) (como em indonésio), oclusiva dental surda (/t̪/) ou uma fricativa labiodental surda (/f/); conhecido respectivamente como th-alveolarização, th-parada,[1] e th-frontal.[2]

Sabe-se que o som desapareceu de vários idiomas, por ex. da maioria das línguas ou dialetos germânicos, onde é retido apenas em scots, inglês, elfdaliano e islandês, mas é alveolar no último deles.[3][4] Entre as línguas indo-europeias não germânicas como um todo, o som já foi muito mais difundido, mas hoje é preservado em algumas línguas, incluindo as línguas britônicas, espanhol peninsular, galego, veneziano, albanês, alguns dialetos da língua occitana e grego. Da mesma forma, desapareceu de muitas línguas semíticas, como o hebraico (excluindo o hebraico iemenita) e muitas variedades modernas do árabe (excluindo o árabe tunisino, mesopotâmico e vários dialetos da Península Arábica que ainda o incluem).

CaracterísticasEditar

  • Sua maneira de articulação é fricativa, ou seja, produzida pela constrição do fluxo de ar por um canal estreito no local da articulação, causando turbulência.
  • Não tem a língua estriada e o fluxo de ar direcionado, ou as altas frequências de uma sibilante.
  • Seu ponto de articulação é dental, o que significa que é articulado com a ponta ou a lâmina da língua nos dentes superiores, denominados respectivamente apical e laminal. Observe que a maioria dos batentes e líquidos descritos como dentais são, na verdade, denti-alveolares.
  • Sua fonação é surda, o que significa que é produzida sem vibrações das cordas vocais.
  • Em alguns idiomas, as cordas vocais estão ativamente separadas, por isso é sempre surda; em outras, as cordas são frouxas, de modo que pode assumir a abertura de sons adjacentes.
  • É uma consoante oral, o que significa que o ar só pode escapar pela boca.
  • O mecanismo da corrente de ar é pulmonar, o que significa que é articulado empurrando o ar apenas com os pulmões e o diafragma, como na maioria dos sons.

OcorrênciaEditar

Língua Palavra AFI Significado Notas
Albanês thotë [θɔtə] (Ele) diz
Árabe Padrão moderno[5] ثَوْب  ? [θawb] Um vestido Representado por ث.
Líbia oriental ثِلاثة [θɪˈlæːθæ] Três
Saná, Iêmen يِثَمَّن [jɪˈθæmːæn] É precificado
Iraque ثمانْية [θ(ɪ)ˈmæːnjæ] Oito
Cuzistão, Irã[6] الثانْية [ɪθˈθæːnjæ] O segundo
Arapaho yoo3on [jɔːθɔn] Cinco
Assírio neoaramaico ܒܬ [beθa] Casa Mais usado nos dialetos Tyari, Barwari, Tel Keppe, Batnaya e Alqosh; percebido como [t] em outras variedades.
Avéstico 𐬑𐬱𐬀𐬚𐬭𐬀‎ xšaθra [xʃaθra] Reino Língua litúrgica antiga extinta.
Basquir дуҫ / duθ  ? [duθ] Amigo
Berta [θɪ́ŋɑ̀] Comer
Birmanês[7] သုံး / thon: [θòʊ̯̃] Três Normalmente realizado como uma africada: [t̪͡θ].[8]
Córnico eth [ɛθ] Oito
Emiliano-Romanhol[9] za [ˈfaːθɐ] Face
Inglês thin  ? [θɪn] Fino
Galego Maioria dos dialetos[10] cero [ˈθɛɾo] Zero Merge com /s/ em [s] em dialetos ocidentais.[11]
Grego θάλασσα [ˈθalasa] Mar
Gweno [riθo] Olho
Gwich’in th [θaɬ] Calça
Halkomelem θqet [θqet] Árvore
Hän nihthän [nihθɑn] Eu quero
Ḥarsusi [θəroː] Dois
Hebraico Iraquiano עברית [ʕibˈriːθ] Língua hebraica
Iemenita [ʕivˈriːθ]
Hlai Basadung [θsio] Um
Italiano Toscano[12] i capitani [iˌhäɸiˈθäːni] Os capitães Alofone intervocálico de /t/.
Cabile afa [θafaθ] Luz
Karen Sgaw သၢ [θə˧] Três
Karuk yiθa [jiθa] Um
Kickapoo neθwi [nɛθwi] Três
Kwama [mɑ̄ˈθíl] Rir
Leonês ceru [θeɾu] Zero
Lorediakarkar [θar] Quatro
Malaio Selasa [θəlaθa] Terça-feira Ocorre principalmente em empréstimos da língua árabe que originalmente contêm este som, mas a escrita não se distingue dos empréstimos árabes com o som [s] e este som deve ser aprendido separadamente pelos falantes.
Massa [faθ] Cinco
Occitano Gascão macipon [maθiˈpu] Criança Limitou os sub-dialetos da região de Castillonais, no departamento de Ariège.
Vivaro-Alpino chin [θĩ] Cachorro Limitado a Vénosc, no departamento Isère.
Francês antigo amé [aˈmeːθ] Amado Disapareceu no século XII.[13] Alofone de final de palavra de /ð/; este exemplo também alterna com o feminino améḍe [aˈmeːðə].
Persa antigo 𐏋 / xšāyaθiya [xʃaːjaθija] Shah Língua antiga extinta.
Saanich ŦES [teθʔəs] Oito
Sardo Nuorês petha [pɛθa] Carne
Ngen [θar] Quatro
Shawnee nthwi [nθwɪ] Três
Sioux Nakoda ktusa [ktũˈθa] Quatro
Espanhol Espanha[14] cazar [käˈθär] Caçar Interdental. Este som não é contrastante na América Latina, no sul da Andaluzia ou nas Ilhas Canárias.
Suaíli thamini [θɑˈmini] Valor Ocorre principalmente em empréstimos da língua árabe que originalmente continham este som.
Tanacross thiit [θiːtʰ] Brasa
Toda உஇனபஒ [wɨnboθ] Nove
Turcomeno sekiz [θekið] Oito
Tutchone Norte tho [θo] Calças
Sul thü [θɨ]
Yuman do planalto Havasupai [θerap] Cinco
Hualapai [θarap]
Yavapai [θerapi]
Veneziano Dialetos orientais çinque [ˈθiŋkwe] Cinco Corresponde a /s/ em outros dialetos.
Wolaytta shiththa [ɕiθθa] Flor
Galês saith [saiθ] Sete
Zhuang saw [θaːu˨˦] Língua

Referências

  1. Wells 1982, pp. 565–66, 635.
  2. Wells 1982, pp. 96–97, 328–30, 498, 500, 553, 557–58, 635.
  3. Pétursson 1971.
  4. Ladefoged et al. 1996, pp. 144–145.
  5. Thelwall (1990):37
  6. Versteegh 2001, p. 159.
  7. Watkins 2001, pp. 291–292.
  8. Watkins (2001):292
  9. Fig. 11 La zeta bolognese
  10. Regueira 1996, pp. 119–120.
  11. Regueira (1996):119–120
  12. Hall 1944, p. 75.
  13. Einhorn 1974, p. 13.
  14. Martínez-Celdrán, Fernández-Planas & Carrera-Sabaté 2003, p. 255.

BibliografiaEditar