Frigorífico do Piauí

extinta sociedade de economia mista brasileira

Frigorífico do Piauí S/A (FRIPISA) foi uma sociedade de economia mista brasileira sediada no estado do Piauí.[1][2]

Frigorífico do Piauí
Frigorífico do Piauí
Frigorífico do Piauí
Ex-sede da empresa em Campo Maior.
Razão social Frigorífico do Piauí S. A.
empresa de economia mista
Atividade alimentícia
Gênero processamento de carne
Fundação 5 de novembro de 1957 (66 anos)
Encerramento início da década de 1990
Sede Campo Maior
Teresina
Área(s) servida(s) vários estados brasileiros
Proprietário(s) Estado do Piauí e acionistas
Produtos carnes e derivados

O empreendimento foi criado em 5 de novembro de 1957, pela Lei Estadual n.º 1 626 de 1957,[3] seguindo a política desenvolvimentista do governo federal e com o objetivo de incentivar a industrialização, melhorar o abastecimento e reverter a obsolescência do então matadouro de Teresina. O frigorífico alcançou destaque nacional no setor, uma vez que provocou a modernização de processos e estratégias de negócio,[necessário esclarecer] tornando-se o principal do Nordeste e equiparando-se às empresas do segmento já consolidadas na região Sul,[quais?] à época.[2]

Tinha a sede industrial nos arredores do município de Campo Maior e a sede comercial em Teresina, na Praça Demóstenes Avelino. Foi encerrado no início da década de 1990.[4][5]

Na Praça Demóstenes Avelino, o FRIPISA construiu um entreposto onde antes havia um mercado.[5] Tal edificação passou a servir de ponto de referência e gerou uma alcunha para a praça, "Praça do Fripisa", que perdura mesmo após o fechamento da empresa.[5]

Ver também editar

Referências

  1. LIMA, Reginaldo (1995). Geração Campo Maior: anotações para uma enciclopédia. Teresina: Gráfica Junior 
  2. a b «Boletim Geográfico 230» (PDF). IBGE. Outubro de 1972. Consultado em 20 de julho de 2022 
  3. SOARES, Sidney (1972). Enciclopédia dos Municípios Piauienses. Fortaleza: Escola Gráfica Santo Antônio 
  4. BASTOS, Claúdio (1994). Dicionário Histórico e Geográfico do Estado do Piauí. Teresina: Fundação Cultural Monsenhor Chaves 
  5. a b c Melo, Camilla (19 de agosto de 2013). «A autenticidade dos pontos de referência que não existem mais» (PDF). Diário Oficial do Estado do Piauí (156): 59. Consultado em 26 de julho de 2022 

Ligações externas editar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Frigorífico do Piauí
  Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.