Abrir menu principal

Fronteira (Minas Gerais)

município brasileiro do estado de Minas Gerais
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Fronteira, veja Fronteira (desambiguação).

Fronteira é um município brasileiro do interior do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Localiza-se a uma latitude 20°16'04" sul e a uma longitude 49°11'58" oeste, estando a uma altitude de 458 metros. A cidade tem uma população de 18 103 habitantes, de acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para 2019. É um município turístico.

Município de Fronteira
Bandeira de Fronteira
Brasão de Fronteira
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 18 de julho de 1943
Fundação 18 de julho de 1943 (76 anos)
Gentílico fronteirense
Lema Trabalho, dedicação e amor
Padroeiro(a) Nossa Senhora de Fátima[1]
CEP 38230-000 a 38239-999[2]
Prefeito(a) Marcelo Passuelo Mendes (MDB)
( – 2020)
Localização
Localização de Fronteira
Localização de Fronteira em Minas Gerais
Fronteira está localizado em: Brasil
Fronteira
Localização de Fronteira no Brasil
20° 16' 04" S 49° 11' 56" O20° 16' 04" S 49° 11' 56" O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba IBGE/2008[3]
Microrregião Frutal IBGE/2008[3]
Municípios limítrofes Frutal, Guaraci (SP), Icém (SP) e Orindiúva (SP)
Distância até a capital 658 km
Características geográficas
Área 199,228 km² [4]
População 18 103 hab. IBGE/2015[5]
Densidade 90,87 hab./km²
Altitude 458 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,794 alto PNUD/2000[6]
PIB R$ 503 325 mil IBGE/2013[7]
PIB per capita R$ 32 144,93 IBGE/2013[7]
Página oficial
Prefeitura www.fronteira.mg.gov.br
Câmara www.camarafronteira.mg.gov.br

Possui uma área de 200,00 km². A densidade demográfica é de 70,2 hab/km². Seus municípios limítrofes são Frutal a norte, Guaraci a leste, Icém a sul e Orindiúva a oeste, sendo que os três últimos são do estado de São Paulo.

HistóriaEditar

Fronteira foi fundada no dia 18 de julho de 1943. ao contrário de outros núcleos urbanos da região, a cidade foi planejada antes de sua construção. Seu idealizador e fundador foi o jornalista, advogado, escritor e poeta, Dr. Maurício Goulart, que contou com uma equipe de colaboradores, também jornalistas e intelectuais, todos de São Paulo. A ideia parece ter surgido após a construção da ponte Mendonça Lima, sobre o Rio Grande, ligando São Paulo a Minas Gerais, e inaugurada em 1943, onde o responsável era o general Miguel Costa. Foi então criada a Companhia Construtora da cidade de Fronteira, da qual participaram pessoas ligadas ao jornalista que se empenharam na execução da obra. Segundo consta, o nome Fronteira não foi escolhido em virtude da condição fronteiriça da nova cidade, mas pelos significados que a ideia de se erguer um núcleo em plena selva trazia para seus construtores, isto é de uma nova realidade que se abria em suas vidas. Fronteira foi planejada para ser polo de atração turística, e em tudo a natureza colaborou para a realização deste sonho com suas belíssimas cachoeiras: dos Patos, do Marimbondo, das Andorinhas, o Rebojinho, o Ferrador, e uma quantidade enorme de peixes os quais foram inundados pela barragem da represa de Marimbondo. A partir da edificação das primeiras casas, foi instalado, em 1945, um centro telefônico, da Companhia de Telefones do Brasil Central e posteriormente, construída a Usina Hidrelétrica de Marimbondo, das Centrais elétricas de Furnas. O núcleo cresceu integrado ao município de Frutal, do qual se desligou em 30 de dezembro de 1962, quando a Lei n.º 2764 criou o município e a cidade. A cidade faz parte da 116º região administrativa contando com um único distrito. .[8]

GeografiaEditar

Localiza-se as margens do Rio Grande, na Mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba e Microrregião de Frutal, cerca de 671 km ao oeste de Belo Horizonte.

ComunicaçõesEditar

Na época da Telebras a cidade era a única do estado atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), pois compartilhava a central telefônica do município de Icém por não possuír central própria[9]. Após 1996 passa a ser atendida pela Companhia de Telecomunicações do Brasil Central, ganhando central própria e mudando de DDD.

Referências

  1. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 14. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 
  2. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  3. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  5. «IBGE divulga as estimativas populacionais dos municípios em 2015». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 28 de agosto de 2015. Consultado em 28 de agosto de 2015 
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  7. a b @Cidades (2013). «Produto Interno Bruto dos Municípios 2013». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 25 de março de 2016 
  8. «História de Fronteira». Prefeitura de Fronteira. Consultado em 9 de agosto de 2011 
  9. «Alteração de prefixos (áreas 0172, 0173 e 0175)». Acervo O Estado de São Paulo 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.