Fujiwara no Tamaro

Fujiwara no Tamaro ( 藤原田麻呂 722 - 783?, também conhecido como Ninafuchi daijin), foi um nobre que viveu no Período Nara da história do Japão.

Fujiwara no Tamaro
藤原田麻呂
Sadaijin
Dados pessoais
Nascimento 722
Morte 25 de abril de 783 (61 anos)
linkWP:PPO#Japão

Tamaro foi o quinto filho do Sangi Umakai, o fundador do ramo Shikike do Clã Fujiwara.[1]

CarreiraEditar

Tamaro serviu os seguintes imperadores: Imperador Shōmu (740 - 749), Imperatriz Koken (749 - 758), Imperador Junnin (758 - 764), Imperatriz Shotoku (764 - 770), Imperador Konin (770 - 781), Imperador Kanmu (781 - 783)

Em 740 seu irmão mais velho era Fujiwara no Hirotsugu iniciou uma rebelião frustrada isso acarretou no exílio de Tamaro e outros para Província de Oki, foi perdoado em 742 com a condição de que não se envolvesse em politica.[2]

Em 761, no governo do Imperador Junnin, Tamaro é enviado a Nankaidō como moderador. Em 762 foi embaixador na décima-segunda missão diplomática para a China dosTang substituindo Isonokami no Yakatsugu.[3] Em 763 foi nomeado Mamoru Mino (governador da Província de Mino) e logo em seguida de Mutsu e de Dewa. Colaborou com o Daijō Daijin Nakamaro na condução do Ryogaikan (escritório de administração regional). Nessa época Yakatsugu fazia oposição para derrubar Nakamaro.

Em 764 após a rebelião de Nakamaro, no governo da Imperatriz Shotoku, Tamaro é nomeado Uchuben (assistente do Udaijin), passa a ser membro da Konoehei (Guarda Real), Vice-rei do Dazaifu,[3] e outros cargos importantes do Hyōbu-shō (Ministério da Guerra) até que em 766 é nomeado Sangi.

Então, com a morte do Imperatriz Shotoku e a ascensão ao trono do Imperador Konin e com a queda de Dōkyō como Daijō Daijin, após o Incidente Taihi (772 Tamaro é nomeado Chūnagon.[4]

Quando o Imperador Kanmu foi coroado em 781 e o dainagon Ōnakatomi no Kiyomaro foi promovido a Udaijin devido à morte do dainagon Isonokami no Yakatsugu, Tamaro foi promovido a Dainagon, nomeado Comandante do Konoefu (Guarda do Palácio) e nomeado Tōgūbō (tutor do príncipe herdeiro) do Príncipe Ate (futuro Imperador Heizei).[5]

Em 782 com a queda do Sadaijin Fujiwara no Uona, por apoiar o golpe de Hikami no Kawatsugu (filho do Imperador Temmu), Tamaro foi promovido a Udaijin. Cargo que ocupará até vir a falecer em 19 de março de 783 aos 61 anos de idade.[6]




Precedido por
Fujiwara no Uona
11º Sadaijin
(783)
Sucedido por
Fujiwara no Fuyutsugu
Precedido por
Ōnakatomi no Kiyomaro
18º Udaijin
(781 - 783)
Sucedido por
Fujiwara no Korekimi



Referências

  1. Jien, The Future and the Past: A Translation and Study of the Gukanshō, (em inglês) University of California Press, 1979 p. 278 ISBN 9780520034600
  2. Shoku Nihongi artigo de Enryaku 2 (783), 19 de março
  3. a b Robert Karl Reischauer Early Japanese History, 40 B.C.-A.D. 1167 (em inglês) Princeton University Press, 1937 p. 210
  4. Ellen van Goethem, Nagaoka: Japan's Forgotten Capital (em inglês) BRILL, 2008 p. 25 ISBN 9789047433255
  5. Reischauer Early Japanese History p. 215
  6. Goethem, Nagaoka p. 224