Fulque II de Anjou

Fulque II de Anjou "O Bom" (90011 de Novembro de 958) foi Conde de Anjou e Toulouse, tendo estado no poder desde 941 até 958, ano da sua morte. Era descendente da Casa de Ingelger.[1]

Fulque II de Anjou
Conde de Anjou e Toulouse
Fulque II de Anjou
Escudo do Brasão de Armas do Condado de Anjou.
Nascimento 900
Morte 11 de novembro de 958 (58 anos)
Nome completo Fulque II de Anjou
Pai Fulco I de Anjou
Mãe Rosela de Loches

Relações Familiares

editar

Foi filho de Fulco I de Anjou (870 — 941) e de Rosela de Loches. Casou em 937 com Gerberge do Maine (915 —?), filha de Herveu da Bretanha e de Godilda do Maine de quem teve:

  1. Godofredo I de Anjou "o manto cinzento", conde de Anjou (94027 de fevereiro de 987) casado por duas vezes, a primeira com Adelaide de Vermandois, senhora de Donzy, filha de Roberto I de Vermandois e a segunda com Adelaide da Borgonha.
  2. Bucardo II de Vendôme (940 —?) casado com Isabel.
  3. Guido de Anjou, Bispo de Puy (? — 995).
  4. Drogo de Anjou, Bispo de Puy (? — 998).
  5. Humberto de Anjou.
  6. Adelaide Branca de Anjou (955 —?) que foi casada por cinco vezes. A primeira com Estevão de Brioude; a segunda com Raimundo IV de Toulouse; a terceira, em 982 com Luís V de França, de quem se divorciou em 984; a quarta com Guilherme I da Provença; e a quinta com Otão-Guilherme da Borgonha, conde de Mâcon e Nevers.
  7. Arsenda de Anjou (930 —?) casada com Guilherme III da Provença, conde da Provença.

Ver também

editar

Referências

  1. A Herança Genética de D. Afonso Henriques, Luiz de Mello Vaz de São Payo, Universidade Moderna, 1ª Edição, Porto, 2002. pg. 285.
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.