Abrir menu principal

Fundação Luso-Americana


Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento
(FLAD)
Logo from the Luso-American Foundation for Development
Lema "Promover Portugal e os Portugueses através da cooperação com os Estados Unidos da América"
Tipo Privado
Fundação 1985
Sede Rua Sacramento à Lapa, 21, Lisboa
Línguas oficiais Português e Inglês
Presidente Dra. Rita Faden da Silva Moreira Araújo
Sítio oficial http://www.flad.pt/

A Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD) é uma fundação portuguesa cujo o lema é promover Portugal e os Portugueses através da cooperação com os Estados Unidos da América, visando o desenvolvimento português com especial enfoque nos Açores.

A atual presidência, segundo o despacho PM nº 1087/2019, de 26 de Janeiro de 2019, publicado a 31 de Janeiro, cabe à Dra. Rita Faden da Silva Moreira Araújo. O Conselho de Administração ainda integra a Prof. Doutora Elsa Maria Pires Henriques e o Dr. James J. Kelly (membros do Conselho Executivo) e o Dr. Vitor Ângelo Mendes da Costa Martins e o Dr. Rodrigo Vasconcelos de Oliveira.

Predefinição:Tocleft

História e MissãoEditar

A Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD), é uma fundação portuguesa, privada e financeiramente autonóma criada em 1985 pelo estado português, com sede desde 1986 na Rua Sacramento à Lapa.

A Fundação Luso-Americana tem como missão contribuir para o desenvolvimento económico e social de Portugal através da cooperação científica, técnica, cultural, educativa, comercial e empresarial entre Portugal e os Estados Unidos da América, com base em apoio financeiro e estratégico a projetos inovadores e de incentivo à cooperação entre a sociedade civil portuguesa e americana, como é o caso do Study in Portugal Network (SiPN), FLAD life Science Awards e Bolsas Científicas.

A fundação é membro das principais redes nacionais e internacionais de fundações, nomeadamente o Centro Português de Fundações (CPF), o Centro Europeu de Fundações (EFC), o Council on Foundations nos EUA e o Bellagio Forum for Sustainable Development.

Aposta no Desenvolvimento PortuguêsEditar

A Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD) acredita no desenvolvimento português, e consequentemente aposta na ciência, tecnologia, educação, cultura e relações transatlânticas através de diferentes programas de bolsas e prémios que incutem uma maior cooperação entre Portugal e os EUA.

Ciência e TecnologiaEditar

A Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento também fornece bolsas com o propósito de reforçar a comunidade académica e científica portuguesa, nomeadamente:

  • Bolsa R&D@PhD que permite doutorados portugueses desenvolverem programas de estágio de investigação em instituições dos EUA;
  • Bolsas Papers@USA para uma maior internacionalização nos EUA do conhecimento científico produzido em Portugal;
  • Bolsa USA@PT, que tem como missão dar apoio à participação de oradores norte-americanos em conferências e seminários em Portugal.

Educação e CulturaEditar

No que consta à área de educação o programa de Study in Portugal Network (SiPN) é um programa basilar no apoio à internacionalização portuguesa dentro da FLAD, juntamente com o programa Crossing the Atlantic que concede fundos de mobilidade entre a Universidade dos Açores e os EUA, para além dos concursos para professores visitantes portugueses na Brown University, Georgetown University e na University of Massachusetts Lowell.

Study in Portugal Network (SiPN)Editar

Study in Portugal Network (SiPN) é um programa da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD) que surge num momento de forte internacionalização da educação e economia portuguesa, e que tem como objectivo posicionar Portugal como ponto de referência no contexto norte-americano, europeu e lusófono, no que toca ao mercado laboral e académico.

O SiPN oferece uma experiência de Study Abroad completa que inclui todo o acompanhamento necessário, desde o momento da inscrição até ao regresso a casa, aos estudantes norte-americanos que procuram o melhor programa de Study Abroad do mercado.

O SiPN tem como principais parceiros, para além da FLAD, a Embaixada dos EUA, a Direcção Geral do Ensino SuperiorMinistério da Educação, a Câmara do Comércio Luso-Americana, a Fullbright Portugal, a Câmara Municipal de Lisboa e a AICEP.

Coleção de Arte ContemporâneaEditar

A Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD) possui uma coleção de arte contemporânea, criada em 1986, que ao longo de vinte e cinco anos foi constituído um acervo que conta com cerca de 1000 obras de arte representativas de áreas da criação artística portuguesa, como desenho, pintura, escultura, gravura, fotografia, vídeo e instalação.

A coleção foi iniciada por Manuel Castro Caldas – responsável pelas aquisições entre 1986 e 2005 -, com a consultoria externa do Escultor Rui Sanches e posteriormente do Pintor Manuel Costa Cabral.

A coleção de arte tem sido, até hoje, a âncora de uma série de iniciativas realizadas pela FLAD na representação da cultura portuguesa junto dos EUA, dividindo-se entre projetos de iniciativa própria e exposições em colaboração com outras instituições culturais, tais como: a Fundação Calouste Gulbenkian,  o The Drawing Center em Nova Iorque, os museus que integram a estrutura da Secretaria de Estado da Cultura (exposições nos museus de Évora e Caldas da Rainha), a Generalitat de Catalunya em Espanha, a Fundação de Serralves, a Culturgest, o Museu Nogueira da Silva da Universidade do Minho, a Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva, o Museu do Vale do Côa e os museus sob a tutela da Direcção Regional da Cultura/Governo Regional dos Açores.

ReferênciasEditar

Ligações ExternasEditar