Abrir menu principal

Funicular dos Guindais

funicular no Porto, Portugal

O Funicular dos Guindais é uma ferrovia ligeira que se localiza na cidade do Porto, em Portugal, e liga a Batalha (Rua Augusto Rosa) à Ribeira (Av. Gustave Eiffel). É operado pelo Metro do Porto.

Funicular dos Guindais
Logótipo
Logótipo
Unknown route-map component "uCONTg" Unknown route-map component "d"
Elétrico 22
Unknown route-map component "uKXBHFe-L" Unknown route-map component "utKXBHFa-R" Unknown route-map component "d"
281 Batalha
Unknown route-map component "utSTRe" Unknown route-map component "d"
191 boca do túnel
Waterway with floodgate down Unknown route-map component "d"
(menor declive)
Unknown route-map component "uSPLa" Unknown route-map component "d"
Unknown route-map component "uvSTR" Unknown route-map component "d"
140 cruzamento
Unknown route-map component "uSPLe" Unknown route-map component "d"
Unknown route-map component "uSTAIRd" Unknown route-map component "d"
(maior declive)
Urban straight track Unknown route-map component "d"
Unknown route-map component "uKXBHFe-F" Unknown route-map component "d"
0 Ribeira
Unknown route-map component "d" Unknown route-map component "udCONTgq" Unknown route-map component "uXBHF-Lq" Unknown route-map component "udCONTfq"
Elétrico 1
Descida no Funicular dos Guindais.
Cabina do funicular. Em fundo, a Muralha Fernandina do Porto.
Estação inferior.

Foi inaugurado em fevereiro de 2004; até outubro de 2013 transportara já cerca de 3,7 milhões de passageiros[1].

Índice

HistóriaEditar

 
Funicular original, 1891-1893.

Funicular de 1891Editar

O funicular original, projectado por Raul Mesnier,[2] foi inaugurado em 4 de Junho de 1891, e fechou dois anos depois devido a um grave acidente em 5 de Junho de 1893. Foi totalmente reprojectado pelo mesmo engenheiro, na tentativa de o repor em funcionamento, o que nunca chegou a acontecer.

No âmbito da operação de reabilitação urbana Porto 2001, foi proposta a sua reposição e projectado para o mesmo local um novo funicular. Do equipamento e sistema original só existe o primitivo edifício da casa de máquinas, tendo sido objecto de alterações face aos usos actuais.

Funicular de 2001Editar

No âmbito da operação de reabilitação urbana Porto 2001 foi projectado um novo funicular para o mesmo local onde já existira um efémero transporte deste tipo (1891-1893). O projecto geral de arquitectura e coordenação das especialidades foi da responsabilidade de Adalberto Dias e da empresa Poma, detentora da tecnologia. Assim, um século depois, um moderno funicular abriu a 19 de Fevereiro de 2004.

CaracterísticasEditar

 
Aspeto de um dos carros, com o fole aberto.
 
Aspeto de um dos carros, visto de cima.
 
Entrada na secção em túnel.
  • Distância: 281 m (90 m em túnel)
  • Desnível: 61 m
  • Inclinação
    • média: 20%
    • máxima: 55% [3]
  • Tempo de Viagem: 3 min.
  • Velocidade média: 2,5 m/s
  • Número de passageiros por cabina: 25

TarifárioEditar

  • Preço: Adultos - 2,50 € ; Crianças dos 4 aos 12 anos - 1,25€ (Não existe ida e volta)
  • Grupos escolares (aviso prévio) alunos ida e volta - 1,50€ ; professores ida e volta 3€.
  • Descontos: Com Porto Card - 1.90€

Nota: Andante ocasional não é valido, só o andante mensal com a zona C1.

HorárioEditar

  • Inverno:
    • Domingo a Quinta: das 08:00 às 20:00
    • Sextas, Sábados: 08:00 às 22:00
  • Verão:
    • Domingo a Quinta: das 08:00 às 22:00
    • Sextas, Sábados: 08:00 às 24:00

TransportesEditar

Ver tambémEditar

Túneis do Metro do Porto
Túnel comp. (de) (a) Linhas
Construção
Campanhã-Trindade 2300 m 2000.06 2002.10          
Salgueiros-Ponte 4000 m 2002.05 2003.10  
Lapa 0500 m ? 1938.10          
Túnel J 0274 m 2002.12 2003.05
Contumil-Rio Tinto 0950 m 2009.09 2010.04  
Guindais 0090 m ? 2004.02  

Referências

  1. «Funicular dos Guindais usado por 3,7 milhões de pessoas» 
  2. Octaviano Correia: “Do Pombal ao Bom Jesus de Braga Arquivado em 6 de agosto de 2010, no Wayback Machine.” Jornal da Madeira / Revista Olhar 2007.09.08
  3. Especialização em Transportes e Vias de Comunicação da Ordem dos Engenheiros; CT 162 (Comissão Técnica de Normalização N.º 162 - Instalações por Cabo para o Transporte de Pessoas); CATIM (Centro de Apoio Tecnológico à Indústria Metalomecânica) (3 de março de 2008). «Resumo do relatório do Painel dedicado ao tema: "Instalações por Cabo para Transporte de Pessoas (Funiculares, Teleféricos e APM's)"». Consultado em 1 de janeiro de 2009 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Funicular dos Guindais
  Este artigo sobre transporte ferroviário é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.