Abrir menu principal
Günther Lütjens
Nome completo Johann Günther Lütjens
Nascimento 25 de maio de 1889
Wiesbaden, Hesse-Nassau, Prússia, Império Alemão
Morte 27 de maio de 1941 (52 anos)
Oceano Atlântico
Progenitores Mãe: Luise Volz
Pai: Johannes Lütjens
Cônjuge Margarete Backenköhler
Filho(s) Gerhard Lütjens
Günther Lütjens
Annemarie Lütjens
Peter Lütjens
Alma mater Academia Naval Imperial Alemã
Serviço militar
Lealdade  Império Alemão
 República de Weimar
 Alemanha Nazista
Serviço Marinha Imperial Alemã
Reichsmarine
Kriegsmarine
Anos de serviço 1907–1941
Patente Almirante
Conflitos Primeira Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
Condecorações Ordem da Casa de Hohenzollern
Cruz de Frederico Augusto
Cruz Hanseática
Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro
Cruz de Ferro
Entre outras

Johann Günther Lütjens (Wiesbaden, 25 de maio de 1889Atlântico Norte, 27 de maio de 1941) foi um almirante alemão cuja carreira militar durou mais de trinta anos. Ele recebeu a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro durante a Segunda Guerra Mundial, uma condecoração que reconhecia extrema bravura ou liderança militar, por suas ações na Operação Weserübung, a invasão alemã da Dinamarca e Noruega.[1]

Lütjens juntou-se a Kaiserliche Marine em 1907 e, após treinamento básico, serviu abordo de vários barcos torpedeiros durante a Primeira Guerra Mundial, inicialmente como oficial de vigília e posteriormente como comandante e chefe de uma flotilha lutando contra os franceses e britânicos.[2]

Em maio de 1941, Lütjens estava comandando uma força tarefa composta pelo couraçado Bismarck e o cruzador pesado Prinz Eugen durante a Operação Rheinübung. As embarcações deveriam sair da Polônia e atacar navios mercantes britânicos no Atlântico Norte. O primeiro grande confronto dos navios foi a Batalha do Estreito da Dinamarca, que terminou com o naufrágio do HMS Hood e a separação do Prinz Eugen. Uma semana depois, Lütjens e a maior parte da tripulação do Bismarck foram mortos em sua última batalha. Anos depois, a Bundeswehr da Alemanha nomeou um contratorpedeiro em sua homenagem.[3][4]

Referências

  1. «Facts about Günther Lütjens». True Knowledge. Consultado em 30 de novembro de 2011 
  2. Range, Clemens (1974). Die Ritterkreuzträger der Kriegsmarine (em alemão). Stuttgart, Alemanha: Motorbuch Verlag. ISBN 3-87943-355-0.
  3. Ballard, Robert (2007). Robert Ballard's Bismarck: Germany's greatest battleship surrenders her secrets. Chartwell Books. ISBN 978-0-7858-2205-9.
  4. Dönitz, Karl. Ten Years and Twenty Days. Da Capo Press: New York. ISBN 0-306-80764-5.

Ligações externasEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Günther Lütjens
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.