Abrir menu principal
Günther SchwägermannCombatente Militar
Nascimento 24 de julho de 1915
Uelzen, Alemanha
Ocupação Comerciante
Serviço militar
Serviço  Waffen-SS
País  Alemanha
Unidades 1ª Divisão SS Leibstandarte SS Adolf Hitler
4ª Divisão SS Polizei
Conflitos Segunda Guerra Mundial

Günther Schwägermann (24 de julho de 1915, Uelzen, Alemanha)[1] foi um oficial da SS, com a patente de Hauptsturmführer (Capitão), e um membro do Partido Nazista enquanto seu líder, o Führer Adolf Hitler, governava a Alemanha. Em 1940, Schwägermann serviu como ajudante pessoal do Dr. Joseph Goebbels, Ministro da Propaganda do III Reich.

Em janeiro de 1945, Goebbels enviou Schwägermann para sua vila em Lanke, ordenando a ele que trouxesse sua esposa, Magda, e seus filhos para um abrigo anti-aéreo em Schwanenwerder.

Em 22 de abril de 1945, os Soviéticos iniciaram seu ataque contra a capital alemã, Berlim. Joseph e Magda Goebbels então levaram seus filhos para o Führerbunker. Schwägermann foi com eles. Foi neste bunker debaixo das ruínas de Berlim que Adolf Hitler e um grupo de oficiais leais a ele se reuniram para comandar a defesa da cidade.

Em 1 de maio de 1945, durante os últimos dias da batalha por Berlim, Schwägermann ajudou a queimar e a esconder os corpos de Goebbels e de sua esposa quando estes cometeram suicídio juntos.[2]

Schwägermann sobreviveu a Segunda Guerra Mundial[3] e escapou para a Alemanha Ocidental onde foi preso por tropas americanas em 1947. Não se sabe muito sobre sua vida na Alemanha depois que ele foi solto da prisão.

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.