Gabinete Europeu para as Línguas Menos Divulgadas

O Gabinete Europeu para as Línguas Menos Divulgadas[1] (em inglês: European Bureau for Lesser-Used Languages, EBLUL) foi uma organização não governamental, que tinha como objetivo promover a diversidade linguística, tanto a nível europeu como internacional. Fundada em 1982 por iniciativa do Parlamento Europeu, as suas principais fontes de financiamento eram o Parlamento Europeu e a Comissão Europeia, bem como os governos regionais e locais. Desde a sua criação, o Gabinete concentrava-se em reforçar os contactos para desenvolver a cooperação entre essas comunidades falantes de línguas minoritárias, com a intenção de promover a diversidade linguística na Europa. Sua missão era ser a voz representativa dos mais de quarenta e seis milhões de europeus que falam alguma língua minoritária.[2] Tinha a sua sede em Bruxelas e Dublim.[3]

Gabinete Europeu para as Línguas Menos Divulgadas
(European Bureau for Lesser-Used Languages)
(EBLUL)
Lema "Promover a diversidade linguística europeia"
Tipo Organização não governamental
Fundação 1982
Extinção 2010
Propósito Estimulação das línguas minoritárias na Europa
Sede Bruxelas e Dublim
Línguas oficiais Línguas da União Europeia
Sítio oficial eblul.eurolang.net

O Gabinete Europeu para as Línguas Menos Divulgadas foi suprimido em 2010[4] e substituído pela Rede para a Igualdade das Línguas Europeias (em inglês: European Language Equality Network; ELEN).[5]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Parlamento Europeu - Documento de sessão» (PDF). Parlamento Europeu. 14 de julho de 2003 
  2. «Las lenguas minoritarias de Europa: datos generales» (em espanhol). Euskonews & Media. Consultado em 7 de novembro de 2015 
  3. «Línguas e culturas regionais e minoritárias». Gabinete Europeu para as Línguas Menos Divulgadas. Consultado em 7 de novembro de 2015. Arquivado do original em 28 de novembro de 2010  |wayb= e |arquivodata= redundantes (ajuda); |wayb= e |arquivourl= redundantes (ajuda)
  4. «European Bureau for Lesser-Used Languages (EBLUL)». Anuário das Organizações Internacionais (em inglês). União das Associações Internacionais. Consultado em 21 de abril de 2017 
  5. «ELEN European Language Equality Network» (PDF). Escritório do Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos (em inglês). Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas. Consultado em 21 de abril de 2017 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.