Gabinete de Gestão do Programa Espacial Nacional

O Gabinete de Gestão do Programa Espacial Nacional (GGPEN) é a agência governamental angolana responsável por promover o uso pacífico do espaço e realizar estudos técnicos espaciais.[1][2] Tem como director geral Zolana João. O GGPEN foi estabelecido por meio do Decreto Presidencial de Angola 154/13, página 2673. A missão da agência é conduzir estudos estratégicos que visem estabelecer acordos de cooperação com instituições técnicas e científicas no domínio espacial e garantir a criação de competências tecnológicas e humanas nacionais e a transferência de tecnologia e know-how no âmbito do Programa Espacial Nacional.[2]

A Estratégia Espacial Nacional de Angola para 2016-2025 foi aprovada pelo decreto presidencial n.º 85/17, 10 de maio, Baseia-se nos seguintes 5 principais pilares:

  • Desenvolvimento do segmento espacial e terrestre
  • Programas de capacitação humana
  • Criação e crescimento da indústria espacial angolana
  • Afirmação internacional
  • Política espacial

A estratégia guiará os objectivos gerais e as directrizes que o país seguirá para as suas actividades espaciais de 2016 a 2025.

Projectos de satélitesEditar

O GGPEN lançou o AngoSat-1 em 2017, que foi extinto quatro meses após o seu lançamento.[3][4] O AngoSat-2, que é o satélite de substituição do AngoSat-1, está actualmente em desenvolvimento e deverá ser lançado em 2022.[5]

Em Maio de 2019, o presidente de Angola, João Lourenço, assinou outro decreto presidencial autorizando a Administração do Programa Espacial Nacional a assinar contrato em nome de Angola para a fabricação do AngoSat-3 a ser construído pela Airbus.[6] O decreto é a Série I, número 62/19, de 8 de Maio de 2019.

Outros projectosEditar

Em Novembro de 2019, a agência lançou um projecto de monitoramento de secas ao lado do Ministério das Telecomunicações e Tecnologias da Informação e Comunicação Social de Angola, em uma tentativa de resolver os problemas de seca no país.[7][8] Angola também está liderando o projecto de rede compartilhada por satélite da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) com o objectivo de fornecer serviços de telecomunicações de qualidade a preços acessíveis.[9]

TreinamentosEditar

A agência organiza vários treinamentos e programas de desenvolvimento de capacidade para fortalecer a sua força de trabalho. Teve um treinamento sobre desenvolvimento de pequenos satélites em Maio de 2019[10] e organizou treinamento com a União Internacional de Telecomunicações (ITU) e a SADC sobre treinamento em aplicativos de satélite em Janeiro de 2020.[11] Em 2019, a agência enviou seis estudantes para o mestrado em ciência e tecnologia espacial no ISAE-SUPAERO,[12] através do programa de desenvolvimento de capacidades para o AngoSat-2. Os alunos devem aprender com a construção da carga útil do Angosat-2 e a construção do satélite AngoSat-3.

A agência lançou o aplicativo móvel AngoSat Educa para educação e divulgação espacial em 2018[13] e também adoptou o uso de bandas desenhadas para educar jovens estudantes no país sobre ciência e tecnologia espacial.[14] Esses treinamentos levaram à incubação de dez startups pelo GGPEN que estão contribuindo para o crescimento da ciência e tecnologia espacial em Angola.[15]

Referências

  1. «SpaceWatch.Global». SpaceWatch.Global (em inglês). Consultado em 25 de julho de 2020 
  2. a b «GGPEN». www.ggpen.gov.ao. Consultado em 25 de julho de 2020 
  3. Africa, Space in (13 de maio de 2019). «Angola National Space Strategy Plan for 2019 - 2022 approved by the Ministry». Space in Africa (em inglês). Consultado em 25 de julho de 2020 
  4. «AngoSat 1». Wikipedia (em inglês). 31 de maio de 2020 
  5. «Zenit rocket launches Angola's long-awaited first satellite». SpaceNews (em inglês). 27 de dezembro de 2017. Consultado em 25 de julho de 2020 
  6. Akinyemi, Muhammed (22 de julho de 2020). «Leaders of Space Agencies in Africa: Angola». Space in Africa (em inglês). Consultado em 25 de julho de 2020 
  7. Africa, Space in (14 de maio de 2019). «Angolan President signs decree for the development of ANGOSAT-3 by Airbus». Space in Africa (em inglês). Consultado em 25 de julho de 2020 
  8. Africa, Space in (13 de novembro de 2019). «GGPEN Launches Project To Monitor Drought Using Satellite In Angola». Space in Africa (em inglês). Consultado em 25 de julho de 2020 
  9. Onuoha, Ogechi (27 de janeiro de 2020). «Angola To Lead SADC Satellite Sharing System». Space in Africa (em inglês). Consultado em 25 de julho de 2020 
  10. Africa, Space in (15 de maio de 2019). «Angola space agency begins second training on small satellites». Space in Africa (em inglês). Consultado em 25 de julho de 2020 
  11. Onuoha, Ogechi (14 de janeiro de 2020). «Highlights Of The ITU Satellite Application Training And SADC Capacity Building Workshop In Luanda, Angola». Space in Africa (em inglês). Consultado em 25 de julho de 2020 
  12. Africa, Space in (31 de julho de 2019). «Angola Sends Six Technicians to France to Gain Advanced Knowledge in Space Engineering». Space in Africa (em inglês). Consultado em 25 de julho de 2020 
  13. Africa, Space in (4 de fevereiro de 2019). «Angola space agency launches "AngoSat Educa", a mobile application for space education and outreach». Space in Africa (em inglês). Consultado em 25 de julho de 2020 
  14. Africa, Space in (17 de janeiro de 2019). «Angola Space Program Management Office is using comic books to educate students about space». Space in Africa (em inglês). Consultado em 25 de julho de 2020 
  15. Africa, Space in (13 de maio de 2020). «These New StartUps Are Contributing To The Mission Of GGPEN In Angola». Space in Africa (em inglês). Consultado em 25 de julho de 2020 

Ligações externasEditar