Abrir menu principal

Gabinete dos Mortos foi o nome por que ficou conhecido o governo falhado do marquês de Valença, nomeado a 4 de novembro de 1836 e exonerado um dia depois (se bem que alguns ministros só o seriam a 6 de novembro), sem ter, no entanto, chegado a tomar posse. O governo resultou da Belenzada, um contra-golpe de inspiração cartista em resposta à revolução de Setembro que impusera o Setembrismo.

Governos do Segundo Liberalismo (Monarquia Constitucional)
Brasão de armas do reino de Portugal.svg

A sua constituição era a seguinte:[1]

Cargo Detentor Período
Presidente do Conselho de Ministros Marquês de Valença (não empossado) 4 de novembro de 1836 a 5 de novembro de 1836
Ministro e Secretário de Estado dos
Negócios do Reino
Visconde do Banho (não empossado) 4 de novembro de 1836 a 5 de novembro de 1836
Ministro e Secretário de Estado dos
Negócios Eclesiásticos e de Justiça
Francisco de Paula de Oliveira (não empossado) 4 de novembro de 1836 a 5 de novembro de 1836
Ministro e Secretário de Estado dos
Negócios da Fazenda
Visconde de Porto Covo (não empossado) 4 de novembro de 1836 a 6 de novembro de 1836
Ministro e Secretário de Estado dos
Negócios da Guerra
Barão de Leiria (não empossado) 4 de novembro de 1836 a 6 de novembro de 1836
Ministro e Secretário de Estado dos
Negócios da Marinha e Ultramar
José Xavier Bressane Leite (não empossado) 4 de novembro de 1836 a 6 de novembro de 1836
Ministro e Secretário de Estado dos
Negócios Estrangeiros
Marquês de Valença (não empossado) 4 de novembro de 1836 a 5 de novembro de 1836

GaleriaEditar

Referências

  1. Maltez, José Adelino. «Governo do Marquês de Valença». Repertório Português de Ciência Política. Centro de Estudos do Pensamento Político — Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Consultado em 19 de agosto de 2013 
  Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.