Abrir menu principal

Galeopterus variegatus

espécie de colugo


Como ler uma infocaixa de taxonomiaGaleopterus variegatus[1]
Kaguaani 02.jpg
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante (IUCN 3.1) [2]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Dermoptera
Família: Cynocephalidae
Gênero: Galeopterus
Thomas, 1908
Espécie: G. variegatus
Nome binomial
Galeopterus variegatus
(Audebert, 1799)
Distribuição geográfica
Sunda Flying Lemur area.png

O Galeopiteco (Galeopterus variegatus) é uma espécie de colugo (pertence à família Cynocephalidae). É a única espécie descrita para o gênero Galeopterus.[1]

Índice

Hábitos e estilo de vidaEditar

Os galeopitecos vivem sozinhos ou então em pequenos grupos pouco conectados. São mamíferos arbóreos e seres, principalmente, noturnos, sendo que, durante o dia, dormem entre a folhagem densa no alto das árvores.

Eles agarram-se ao tronco das árvores ou à parte inferior dos seus ramos através dos seus quatro membros. A escalada envolve que o animal estique primeiro as suas duas patas dianteiras e, de seguida, as suas duas patas traseiras, o que, para os observadores, se assemelha a um salto estranho.

Quando ameaçados eles ou sobem para o cimo das árvores ou ficam imóveis. Comportamento necessário visto que estes animais, quando no chão, são inofensivos e indefesos. Enfim, uma presa fácil!

Comportamento e alimentaçãoEditar

O galeopiteco é um hábil escalador, porém um ser impotente no chão. Ele possui uma membrana que, a partir do pescoço, se estende ao longo dos membros, até chegar à ponta dos dedos da mão, dedos do pé e unhas. Esta membrana é comum nos colugos e no esquilo voador, designando-se patágio.

Os galeopitecos podem planar a altitudes superiores a 100 m, com uma perda de altitude muito diminuta, contudo o vento ou a chuva forte podem afetar-lhe os movimentos. Eles precisam de uma determinada distância entre a sua pele e os corpos que os rodeiam para evitar ferimentos. Apesar de todos estes contratempos, há uma vantagem no planar. Essa capacidade aumenta o acesso de um colugo ao alimento que dispõe para sobreviver, sem o expor aos outros predadores.

Em geral, a dieta dos galeopitecos consiste, basicamente, em folhas. Mais especificamente de folhas com menos potássio e nitrogénio e com mais tanino. Alimenta-se também de botões e brotos de flores, da flor do coco, da flor do durião, frutos e seiva de árvores que seleciona. Também se alimenta de insetos em algumas localidades. Visto isto, o alimento do galeopiteco depende, maioritariamente, da localidade em que se encontra e do seu tipo de vegetação e disponibilidade de alimento.

Distribuição e habitatEditar

Pode ser encontrado no Camboja, Laos, Vietnã, Tailândia, Mianmar, Malásia, Singapura, Brunei e Indonésia [2] e nas ilhas adjacentes. O galeopiteco vive em localidades com diferentes tipos de vegetação, dentre elas, florestas primárias e secundárias, plantações de borracha e coco, pomares de fruta, manguezais, planícies e áreas montanhosas, contudo nem todas os habitats mencionadas podem conter grandes populações de colugos.

Referências

  1. a b Stafford, B.J. (2005). Wilson, D.E.; Reeder, D.M. (eds.), ed. Mammal Species of the World 3 ed. Baltimore: Johns Hopkins University Press. 110 páginas. ISBN 978-0-8018-8221-0. OCLC 62265494 
  2. a b Gonzalez, J.C.; Custodio, C.; Carino, P.; Pamaong-Jose, R. (2008). Galeopterus variegatus (em Inglês). IUCN 2014. Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de 2014 Versão 1. Página visitada em 4 de julho de 2014.
  Este artigo sobre mamíferos é um esboço relacionado ao Projeto Mamíferos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.