Abrir menu principal
Galeria Chaves
Tipo Comercial
Arquiteto Fernando Corona
Início da construção 1936
Geografia
Localidade Brasil Brasil
Endereço Rua dos Andradas, 1444, Centro Histórico
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

A Galeria Pedro Chaves Barcellos, mais conhecida como Galeria Chaves, é uma galeria comercial e um prédio histórico da cidade brasileira de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Localiza-se entre as ruas dos Andradas e José Montaury, no Centro Histórico da cidade.

Foi mandada construir pela tradicional família Chaves Barcellos, com projeto do importante arquiteto e escultor Fernando Corona, que também foi mestre de uma geração de escultores gaúchos. Nilo de Lucca colaborou no planejamento, e as obras estiveram a cargo da empresa Azevedo, Moura & Gertum, datando de 1936. De início as atividades comerciais se limitavam à parte térrea, sendo o restante do edifício ocupado por residências. Na Galeria Chaves funcionou o Espaço N.O., a Galeria Obra Aberta e hoje ali tem uma de suas sedes a Fundação Vera Chaves Barcellos.

Sua fachada é imponente, e o estilo remete aos modelos dos palácios renascentistas, constituído de um grande corpo cúbico com um portal de entrada ao rés do chão deslocado para a direita do centro, diversos andares com aberturas regulares mas de desenho variado, agrupadas de três a três e separadas por pilastras lisas, e arrematado por uma grande cornija ornamentada. O revestimento externo é feito de pó de pedra aglutinado.

Seus cinco pisos, mais um entre-solo, se estruturam em três blocos principais: O embasamento, constituído pelo térreo mais entre-solo, com imitação de pedras aparelhadas como revestimento; um segundo bloco com 3 pisos com aberturas retangulares com sacadas com gradis e fechadas com venezianas, que se distingue do térreo por uma balaustrada contínua a servir de parapeito para o primeiro pavimento, e por fim o derradeiro piso, com uma série de janelas de arco pleno separadas por coluninhas jônicas. O arremate é uma bela cornija também jônica. O portal é ladeado por duas grandes colunas de granito róseo, acima do qual existe um pórtico com quatro colunas de mesma ordem, também de pedra.

Adentrando-se a galeria propriamente dita vemos um piso de ladrilhos decorados e placas de vidro, que permitiam a iluminação do subsolo. Do teto pendem grandes lustres de metal trabalhado. Nas laterais há uma série de lojas, hoje dedicadas em sua maior parte ao comércio de CDs. O pé-direito alto permitiu que fosse criado um mezzanino, ou entre-solo, que abre para o interior da galeria, com diversas salas primeiramente ocupadas por consultórios médicos, e hoje, por restaurantes. Também neste espaço existem uma claraboia e vitrais, e à esquerda da entrada foram instalados dois elevadores gradeados, com uma escada ao lado para as salas logo acima.

Da rua José Montaury o acesso à Galeria Chaves se dá por um grande arco e um longo corredor até o nível superior, que abre para a rua dos Andradas. O prédio foi tombado pelo Município de Porto Alegre em 17 de abril de 1986, com o nº 24.

GaleriaEditar

Ligações externasEditar