Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Galo (desambiguação).
Crista caraterista do galo, mas podem ser maiores.
Galo

O galo (Gallus gallus) é o macho da galinha, comumente tratado como um animal heráldico. Estes animais, ao longo da história, também foram utilizados num esporte, atualmente ilegal em diversos países, denominado rinha. Um galo juvenil é chamado de frango, galeto ou galispo.[1] Algumas espécies de galo são criadas como aves ornamentais, por suas penas coloridas e brilhantes.

Dimorfismo sexualEditar

O galo apresenta alguns dimorfismos sexuais com relação a galinha:

  • Dentro de cada espécie, o macho é ligeiramente maior que a fêmea;
  • Seu bico é mais forte e rígido;
  • Cristas maiores e sempre em cor vermelha viva, enquanto as galinhas, em choca, apresentam vermelho pálido;
  • Sua cabeça é pelada na região dos olhos até o bico, com pele avermelhada que segue até a papilha, que é bem desenvolvida, característica ausente nas galinhas;
  • Penas brilhantes no pescoço, nas asas e costas.
  • As penas do rabo são muito mais longas em algumas espécies.
  • Grandes esporões pouco acima dos pés, pontiagudos, que só se desenvolvem no macho, são um instrumento de defesa e ataque nas brigas entre os indivíduos.
  • O canto, presente apenas nos indivíduos machos.

Referências

  1. Revista Galileu, n. 145, agosto, 2003. Por que os galos cantam de madrugada. Fontes: Carlos Alberts, professor de biologia da Unesp - Universidade Estadual Paulista; e Eduardo Ottoni, Instituto de Psicologia da USP.
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Galo
  Este artigo sobre Aves, integrado no Projeto Aves é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.