Garota Enxuta

filme de 1959 dirigido por J. B. Tanko

Garota Enxuta é um filme brasileiro de 1959, do gênero comédia musical, dirigido por J.B.Tanko, com produção da Herbert Richers.[1][2][3]

Garota Enxuta
 Brasil
1959 •  pb •  102 min 
Direção J.B.Tanko
Roteiro Chico Anysio (roteiro)
J.B.Tanko (roteiro)
Herbert Richers (história)
Elenco Ankito
Grande Otelo
Renato Restier
Género comédia musical
Idioma português

Nos números musicais aparecem Grande Otelo, Vera Regina, Agnaldo Rayol, Nelly Martins, Emilinha Borba, Ivon Cury, Trio Irakitan, Morgana, Agostinho dos Santos, Orlando Silva, Íris Bruzzi e outros.[2]

ElencoEditar

SinopseEditar

A Fábrica de Automóveis Torpedo quer patrocinar um grande programa musical de TV e seu presidente, Dr. Falcão, contrata a TV Carioca Canal 20 do Rio de Janeiro e a TV Bandeirante em São Paulo, para transmiti-lo. O programa irá contar a história do automóvel e da música e será apresentado por Otelo. Nelly, a filha do presidente Falcão da Torpedo, quer cantar no programa mas seu pai não a deixa. Então ela conhece o esperto Popô, funcionário da emissora que também quer colocar no programa uma dupla sertaneja de anões, Cosme e Damião, e ele e seu irmão Rafael vão ajudar Nelly a se apresentar. Para isso contam com o auxílio de Otelo.[2]

Referências

  1. «Garota Enxuta». Brasil: CinePlayers. Consultado em 16 de abril de 2021 
  2. a b c Silva, Camila Delfino da (2012). «GRANDE OTELO: Um pícaro na cena brasileira» (PDF). Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Uberlândia. p. 75-98. Consultado em 17 de abril de 2021 
  3. Augusto, Sergio (1989). Este mundo é um pandeiro: a chanchada de Getúlio a JK. São Paulo: Companhia das Letras. p. 172 
  Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.