Garoto Noel

Garoto Noel é uma peça de teatro musical infanto-juvenil baseada na vida e obra do compositor brasileiro Noel Rosa, do nascimento à juventude. O texto é de autoria de Karen Acioly e Carlos Didier.

SinopseEditar

A história acompanha a vida de Noel Rosa desde o seu nascimento, em 1910, durante a passagem do cometa Halley pelo Brasil. Embora tenha sofrido uma deformação no queixo ao nascer (afundado por pressão do fórceps no parto), o menino cresce alegremente e participa de saraus com a família, onde toma contato com o samba. Aprende a tocar bandolim e vai estudar no Colégio São Bento. Desde cedo, também convive com a predileção dos pais e professores por seu irmão mais velho, Hélio Rosa. No bairro de Vila Isabel, onde cresce e faz amizades (e também seus primeiros amores), Noel encontra as inspirações para os primeiros sambas que compõe. E também o que o marcaria pelo resto da vida: o vício da bebida.

MontagensEditar

A peça foi encenada entre dezembro de 1999 e 2000 no Teatro Clara Nunes e no teatro do Centro Cultural da Light, no Rio de Janeiro, sob a direção de Karen Acioly. No elenco, estavam Ciro Nogueira como Noel criança, Eduardo Chamon como Noel adolescente, além de Flávio Bauraqui, Fernando Sant'anna, Joana Adnet e Guilherme Bresciani, entre outros. A direção de arte coube a Emília Duncan, o figurino a Marta Carvalho, a iluminação a Maneco Quinderê e os cenários a Regina Gilson. A preparação de elenco foi de Doriana Mendes (que também atuava), Adriana Rodrigues e Cacala Carvalho. A direção de produção foi de Lia Gandelman.

A montagem contava ainda com um conjunto de músicos que interpretavam ao vivo os sambas de Noel Rosa, composto por Oscar Bolão (percussão), Maria Teresa Madeira (piano) e Carlos Didier (violão). A direção musical era de Maria Teresa Madeira.

Ver tambémEditar