Abrir menu principal

Gary McAllister MBE (Motherwell, 25 de dezembro de 1964) é um ex-futebolista e atualmente treinador de futebol escocês. Atualmente é auxiliar-técnico de Steven Gerrard no Rangers.

Gary McAllister
Gary McAllister
McAllister em jogo festivo para o zagueiro Jamie Carragher, em 2010.
Informações pessoais
Nome completo Gary McAllister
Data de nasc. 25 de dezembro de 1964 (54 anos)
Local de nasc. Motherwell,  Reino Unido
Altura 1,85 m
Apelido The Enforcer
Informações profissionais
Equipa atual Escócia Rangers
Posição Auxiliar-técnico (Ex-meio-campista)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1981–1985
1985–1990
1990–1996
1996–2000
2000–2002
2002–2004
Escócia Motherwell
Inglaterra Leicester City
Inglaterra Leeds United
Inglaterra Coventry City
Inglaterra Liverpool
Inglaterra Coventry City
059 00(6)
201 0(47)
231 0(31)
119 0(20)
055 00(5)
055 0(10)
Seleção nacional
1990–1999 Flag of Scotland.svg Escócia 057 00(5)
Times/Equipas que treinou
2002–2004
2008
2011
2018–
Inglaterra Coventry City (jogador-treinador)
Inglaterra Leeds United
Inglaterra Aston Villa (interino)
Escócia Rangers (auxiliar-técnico)


1

Índice

CarreiraEditar

Iniciou a carreira em 1981, no Motherwell, estreando em maio do ano seguinte, contra o Queen of the South. Pelo Well, McAllister jogou 70 partidas e fez 8 gols. Seu desempenho chamou a atenção do Leicester City, que pagou 350 mil libras para contratar o meio-campista em agosto de 1985. Até 1990, disputou 201 jogos e fez 47 gols.

Desde então, permaneceu no futebol inglês, com destaque para suas passagens por Leeds United e Coventry City, tendo assinado de forma surpreendente com o Liverpool em julho de 2000, numa transferência livre.[1] Torcedores dos Reds questionaram o técnico Gérard Houllier por ter contratado um jogador de 35 anos de idade. Mesmo jogando relativamente poucas vezes (55 partidas), foi destaque em vários jogos, principalmente nas bolas paradas - na final da Copa da UEFA de 2000–01, fez o terceiro gol do Liverpool (de pênalti), deu um passe para Robbie Fowler deixar o seu e cobrou a falta que originou o gol-contra de Delfí Geli,[2] garantindo o título dos Reds.

Volta ao Coventry, estreia como treinador e aposentadoriaEditar

De volta ao Coventry, McAllister voltou ao Coventry City em maio de 2002, e além de jogar, seria o técnico dos Sky Blues.[3] Exerceria a dupla função até janeiro de 2004, quando precisou se afastar para ficar mais tempo com sua família e passou o comando para o auxiliar-técnico Eric Black. Em sua segunda passagem pelo clube, The Enforcer disputou 55 partidas e fez 10 gols, encerrando sua carreira de jogador em 2004, aos 39 anos.

Regresso ao futebolEditar

Após 3 anos fora do futebol, McAllister retornou ao esporte em 2008, quando foi contratado pelo Leeds United para substituir Dennis Wise.[4] Em seus primeiros jogos pela equipe, foram apenas 2 derrotas, e teve o contrato renovado para a temporada seguinte.[5] Porém, uma sequência de maus resultados fez com que o ex-meia perdesse o cargo em dezembro do mesmo ano. Ainda teve uma curta experiência como treinador interino do Aston Villa em 2011, e desde julho de 2018 trabalha como auxiliar-técnico do Rangers.[6]

Seleção EscocesaEditar

McAllister estreou pela Seleção Escocesa em 1990, num amistoso contra a Alemanha Oriental, antes da Copa da Itália,[7] a qual foi convocado, mas não disputou nenhuma partida.

Situação oposta foi na Eurocopa de 1992, sendo titular nos 3 jogos, porém não evitou a eliminação na primeira fase. Com a não-classificação da Escócia para a Copa de 1994, voltou na Eurocopa de 1996, disputada na Inglaterra. O meio-campista foi novamente o titular nas 3 partidas, e novamente não impediu outra eliminação na fase de grupos - mesmo empatada em pontos com a Holanda (ambas tiveram ainda uma vitória, um empate e uma derrota), no saldo de gols (-1), a Escócia caiu por ter sofrido um gol a mais (2) que a Laranja Mecânica (um gol).

Embora estivesse em boa fase no Coventry City e jogado as eliminatórias da Copa de 1998, McAllister não foi convocado para o torneio devido a uma lesão.[8] O último de seus 57 jogos pela seleção foi em 1999, contra a República Tcheca, pelas eliminatórias da Eurocopa de 2000. Foram ainda outros 5 gols pela equipe (1 em 1990, 3 em 1992 e o último, em 1997). Mesmo com os pedidos do técnico Craig Brown, McAllister não voltaria a defender a Seleção Escocesa.[9]

AgressãoEditar

Em março de 2019, McAllister foi agredido no rosto enquanto saía de um bar em Leeds.[10] O ex-volante Dominic Matteo, em suas redes sociais, publicou que o auxiliar-técnico do Rangers perdera 3 dentes e teve que fazer uma cirurgia plástica.

TítulosEditar

Estatísticas como treinadorEditar

Equipe País Entrada Saída
J V E D % Vit
Coventry City   24 de Abril de 2002 11 de Dezembro de 2003 76 21 26 29 39.04%
Leeds United   30 de Janeiro de 2008 21 de Dezembro de 2008 50 25 8 17 55.33%

Ligações externasEditar

Referências

  1. «McAllister confirms Reds move». BBC Sport. 25 de maio de 2000. Consultado em 7 de abril de 2008 
  2. «Alaves proud in defeat». BBC Sport. 16 de maio de 2001. Consultado em 7 de abril de 2008 
  3. «Coventry turn to McAllister». BBC Sport. 24 de abril de 2002. Consultado em 4 de abril de 2008 
  4. «Leeds name McAllister as new boss». BBC Sport. 29 de janeiro de 2008. Consultado em 4 de abril de 2008 
  5. «Gary McAllister». Leeds United FC. 3 de abril de 2008. Consultado em 7 de abril de 2008 
  6. «Steven Gerrard: New Rangers manager says he can make fans happy». BBC Sport. 4 de maio de 2018. Consultado em 4 de maio de 2018 
  7. "Gary McAllister: Scotland"
  8. "Football: Scots' boos make McAllister bow out"
  9. Forsyth, Roddy (23 de agosto de 2001). «International Football: McAllister turned me down, admits Brown». Daily Telegraph. London 
  10. «Auxiliar de Gerrard é agredido na saída de bar e vai a hospital». UOL Esporte. 25 de março de 2019 


   Este artigo sobre futebolistas escoceses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.