Abrir menu principal

Gato preto

Felino doméstico de coloração escura
Disambig grey.svg Nota: Para o conto do escritor estadunidense Edgar Allan Poe, veja O Gato Preto.
Gato preto doméstico

Um gato preto ou gato negro, é um gato doméstico com melanismo, o que lhe confere a coloração escura de sua pelagem. Devido a mitos propagados na era medieval, propagou-se a crendice de que gatos pretos eram bruxas transformadas em animais. Por isso, em parte do mundo ocidental existe o mito que diz que cruzar com um gato preto é sinal de mau agouro[1]. Contudo, em diversas outras culturas os gatos pretos são reverenciados, sendo associados a presença de boa sorte.[2]

Instituições internacionais de proteção aos animais instituiram que no dia 27 de outubro comemora-se o dia do gato preto[3][4], data criada com o objetivo de divulgar suas qualidades e estimular a adoção desses felinos, uma vez que estes animais costumam ser menos adotados que os exemplares de outras cores[5].

Índice

CaracterísticasEditar

Tecnicamente, os gatos pretos simplesmente consistem em gatos comuns (Felis silvestris catus), com coloração da pelagem diferenciada. Entretanto, a ciência indica que a coloração escura pode ter papel vantajoso para sobrevivência desses felinos[6], uma vez que a escuridão da pelagem auxilia na camuflagem, dando maior eficiência às ações furtivas envolvendo a caça. Tal aspecto estimulou a ação da seleção natural, dando uma série de características comportamentais típicas dos felinos de pelagem negra. Estima-se ainda que, devido a tais adaptações genéticas, os gatos pretos sejam mais resistentes a algumas doenças, como a leucemia e a imunodeficiência felina [6][7][8]. Tais vantagens evolutivas ocasionaram a propagação dos genes relacionados à coloração negra.

GenéticaEditar

A coloração preta decorre da atuação de um gene recessivo que causa melanismo nesses felinos, de modo que quaisquer colorações de suas pelagens são suprimidas e substituídas pela coloração negra[9]. O intenso acúmulo de melanina altera a coloração original dos olhos fazendo com os gatos pretos quase sempre possuam olhos verdes, cobre ou amarelos[9].

Como o gene que dá a coloração negra está vinculado ao cromossomo X, gatos de ambos os sexos podem possuir esta característica. Todavia, por tratar-se de um gene recessivo, é possível que um casal de gatos pretos possam ter filhotes de outras cores.

Estima-se que a ocorrência da coloração negra em felinos ocorra devido a vantagem genética desses animais apresentarem melhores camuflagens no ambiente escuro noturno[10]. Nao obstante, a propagação de animais dessa cor estaria relacionada à resistência a doenças, uma vez que as variantes de felinos negros muitas vezes estão associadas a mutações em receptores de membranas celulares, as quais também podem atuar como receptores para a entrada de vírus nas células. As alterações nessas membranas tornaria os gatos negros menos suscetíveis à contaminações[10].

RaçasEditar

A Cat Fanciers' Association, maior associação de criadores de gatos do mundo, indica que, além dos animais SRD, 22 raças de gatos podem apresentar a coloração puramente preta em sua pelagem[11]. Contudo a raça Bombaim é a única onde todos os espécimes são pretos, não existindo exemplares de cores diferentes.[2]

ComportamentoEditar

Devido às suas características evolutivas, os gatos pretos tendem a ser mais tolerantes a ambientes lotados de humanos, aceitando bem, inclusive, a presença de crianças[12]. Esses gatos também aceitam mais facilmente o convívio com outros animais[13], sendo então companhias ideais para casas com presença de outros pets.

Estudos indicam que gatos pretos são menos medrosos que os gatos mais claros[14], havendo menor possibilidade de ataques quando acuado[13][14].

Os gatos pretos possuem maiores habilidades de caça, pois sua cor torna mais difícil que a vítima o visualize, sobretudo quando age em ambiente pouco iluminado[15]. Deste modo esse gatos são bastante eficazes para o controle de espécimes indesejáveis, como insetos, pequenos repteis e roedores.

Crenças popularesEditar

Na Pérsia antiga havia a crença de que quando se maltratava um gato preto, corria-se o risco de estar maltratando um espírito amigo, criado especialmente para fazer companhia ao homem durante sua passagem na Terra. Desse modo, ao prejudicar um gato preto, o homem estaria atingindo a si mesmo.

 
Gatos pretos são associados aos mais diversos tipos de sortilégios. Na imagem, a raça mais comum de gatos pretos.

A relação com as Trevas começou no século XI (1001 – 1100), por causa de relatos insistentes de aparições de gatos pretos malignos em locais supostamente povoados por Bruxas. Por vezes, durante viagens noturnas em locais pouco povoados, os cavalos que puxavam as carruagens se assustavam ao ver as luzes de tochas sendo refletidas pelos olhos desses gatos de coloração escura e travavam suas patas causando temor aos passageiros.[1] Deste modo começou a surgir a superstição de que os gatos de cor preta davam azar.

Acreditava-se que os felinos, devido a seus hábitos noturnos, tinham relações com seres do mau e, se o gato era da cor preta, era considerado diabólico, uma vez que essa cor era associada às trevas e à magia negra[1]. Assim, na cultura medieval, os gatos pretos tornaram-se intrínsecos à mítica figura das feiticeiras.

No século XV, o papa Inocêncio VIII chegou a incluir os gatos pretos na lista de seres hereges perseguidos pela Inquisição[6].

Assim, esses gatos foram injustamente acusados de estarem associados a maus espíritos e foram, por isso, queimados juntamente com as pessoas acusadas de Bruxaria. A perseguição a esses animais atingiu seu auge no século XVI, logo no final da Idade Média, na Inglaterra, quando misteriosamente registrou-se um súbito aumento da população felina nas ruas das cidades, fato que foi atribuído à ação de feiticeiras.

Até hoje ainda existe a ideia de que toda bruxa possui um gato preto de estimação, sendo esse animal associado aos mais diversos tipos de sortilégios. É muito comum ouvir histórias de sorte e azar associadas aos animais dessa cor.

Não obstante, em muitas culturas o gato preto é visto como símbolo de boa sorte e prosperidade[6]. Os egípcios veneravam a deusa Bastet, representada por uma mulher portadora de cabeça de gato, geralmente pintada em uma coloração escura[4]. Na Irlanda e na Inglaterra eles também são vistos de maneira positiva. Há inclusive uma superstição que diz que presentear os recém-casados com um gato preto pode trazer boa sorte ao casamento[6]. O Japão é outro país onde os gatos pretos são reverenciados, sendo possível encontrar as tradicionais estátuas felinas Maneki Neko na cor preta.

Na época das navegações, as embarcações inglesas levavam gatos pretos com o objetivo de eliminar os ratos de seus porões, pois os gatos de pelagem escura são caçadores muito eficientes. Com isso surgiu a crença de que os gatos pretos atraiam boa sorte os marinheiros e proteção em alto-mar[1][11].

Os gatos pretos foram muito referenciados na cultura popular, sendo frequentemente citado em textos e filmes de suspense e terror. Um conto muito popular tratando desse animal é O Gato Preto de Edgar Allan Poe,[16] onde ele responsabiliza o animal por uma série de acontecimentos sobrenaturais presentes na narração.

Utilização como símbolo do anarco-sindicalismoEditar

 
Gato preto do anarco-sindicalismo.

Desde a década de 1880, a cor preta tem sido associado com o anarquismo. O gato preto, em postura de combate é considerado um dos principais símbolos do movimento anarco-sindicalista.

No ano de 1918, em depoimento perante o juiz em um julgamento, Ralph Chaplin, que geralmente é creditado com a criação do símbolo do gato preto, afirmou que a figura era comumente usado pelos membros para representar a ideia de sabotagem. A ideia seria assustar o empregador caso ele fosse supersticioso.

A origem do símbolo do gato preto vem de uma ocorrência registrada durante uma greve de operários. Vários grevistas haviam sido agredidos e feridos, de modo que a greve estava rumando para o fracasso. Quando um gato preto doente surgiu caminhando entre o acampamento dos grevistas, os operários sentiram dó do animal e decidiram começar a alimentá-lo. No mesmo momento em que o gato recuperou sua saúde a greve deu uma virada positiva. Eventualmente os operários em greve conseguiram ter suas reivindicações atendidas e então adotaram o gato preto como mascote [17].

Referências

  1. a b c d www.greenme.com.br https://www.greenme.com.br/morar/gato-e-cachorro/6280-gato-preto-supersticao-da-azar-da-sorte. Consultado em 14 de janeiro de 2019  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  2. a b Silva, Rômulo (25 de agosto de 2018). «5 fatos surpreendentes sobre os gatos pretos». TriCurioso. Consultado em 14 de janeiro de 2019 
  3. «NATIONAL BLACK CAT DAY – October 27». National Day Calendar (em inglês). 27 de outubro de 2016. Consultado em 16 de janeiro de 2019 
  4. a b «Gatos pretos: por que eles são maltratados e sofrem preconceito?». revistagalileu.globo.com. Consultado em 16 de janeiro de 2019 
  5. «Tempe shelter offers half-off adoptions on Black Cat Appreciation Day». KTAR.com. 17 de agosto de 2018. Consultado em 16 de janeiro de 2019 
  6. a b c d e «10 curiosidades sobre gatos pretos que você precisa saber». Cães & Cia. Consultado em 14 de janeiro de 2019 
  7. Gates, Margaret. «Black Cats Are Not Unlucky at All». Feline Nutrition Foundation (em inglês). Consultado em 15 de janeiro de 2019 
  8. Bhattacharya, Shaoni. «Black cats may be the more fortunate felines». New Scientist (em inglês). Consultado em 15 de janeiro de 2019 
  9. a b = (6 de agosto de 2014). «A fascinante genética da cor dos gatos». Gatinho Branco (em inglês). Consultado em 14 de janeiro de 2019 
  10. a b Sunquist, F. (2007). «Malaysian Mystery Leopards». National Wildlife Magazine. 45 (1). Consultado em 29 de maio de 2011. Arquivado do original em 16 de janeiro de 2008 
  11. a b Silva, Rômulo (25 de agosto de 2018). «5 fatos surpreendentes sobre os gatos pretos». TriCurioso. Consultado em 14 de janeiro de 2019 
  12. «Black cats are the best cats ever and you're wrong if you think any different». Metro (em inglês). 3 de junho de 2017. Consultado em 15 de janeiro de 2019 
  13. a b Soul, Cathedral of the (27 de junho de 2018). «5 Reasons Why Black Cats Are Ideal Pets». OMTimes Magazine (em inglês). Consultado em 15 de janeiro de 2019 
  14. a b «Your Cat's Fur Color Is Linked To Its Aggressiveness». IFLScience (em inglês). Consultado em 15 de janeiro de 2019 
  15. Silva, Lucas Gonçalves da (20 de dezembro de 2017). «Ecology and Evolution of Melanism in Big Cats: Case Study with Black Leopards and Jaguars». Big Cats (em inglês). doi:10.5772/intechopen.69558 
  16. Edgard Allan Poe. «O gato preto». Recanto das Letras. Consultado em 5 de junho de 2010 [ligação inativa]
  17. https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2011/06/15/o-gato-negro-no-anarquismo
  A Wikipédia possui o
Portal dos Felinos.