Gazy Andraus

Gazy Andraus (Ituiutaba, 11 de janeiro de 1967) é um professor universitário, quadrinhista e pesquisador brasileiro de histórias em quadrinhos. Como autor, produziu diversos fanzines e HQs, especialmente no que convencionou-se chamar de "quadrinhos poético-filosóficos" (que também contam com produções de autores como Flávio Calazans e Edgar Franco).[1][2] Inspirado por autores de quadrinhos franco-belga como Philippe Druillet e Philippe Caza, publicados na década de 1970 na páginas da revista Métal hurlant.[3]

Gazy Andraus
Nascimento 11 de janeiro de 1967
Ituiutaba
Cidadania Brasil
Alma mater
Ocupação académico, artista de banda desenhada, professor universitário
Empregador Universidade do Estado de Minas Gerais
Página oficial
https://yzagandraus.wixsite.com/gazy/home, http://tesegazy.blogspot.com/, http://classichqs.blogspot.com/, http://conscienciasesociedades.blogspot.com/

Possui doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo e mestrado em Artes Visuais pela Universidade Estadual Paulista.[4][5] Atualmente é pós-doutorando pelo PPGACV na FAV da UFG.

Como quadrinista, publicou em fanzines e revistas internacionais como o zine francês "La Bouche du Monde nº. 7 e nº. 8 e publicações brasileiras tais como QI,[6] Barata, Matrix, Ideário, Mandala, Fêmea Feroz, Metal Pesado e Brasilian Heavy Metal .[7]

Na área de pesquisa, escreveu diversos livros e capítulos sobre quadrinhos e fanzines, tendo colaborado com os sites Omelete[8] e Bigorna.net,[9] em 1999, apresentou a dissertação de mestrado Existe o quadrinho no vazio entre dois quadrinhos? (ou: O Koan nas Histórias em Quadrinhos Autorais Adultas),[10] em 2007, ganhou o 19º Troféu HQ Mix na categoria de "melhor tese de doutorado" por sua pesquisa As histórias em quadrinhos como informação imagética integrada ao ensino universitário, defendida na Universidade de São Paulo.[11][12][13][14]

É membro do Observatório de Histórias em Quadrinhos da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, tendo colaborado com a revista Quadreca,[15] da ECA-USP, membro também da ASPAS (Associação dos Pesquisadores em arte Sequencial), INTERESPE (Interdisciplinaridade e Espiritualidade na Educação (PUC-SP) e Criação e Ciberarte da Universidade Federal de Goiás.[4]


Vida pessoalEditar

Filho de imigrantes libaneses, Gazy Andraus nasceu em 11 de janeiro de 1967 em Ituiutaba, Minas Gerais.[16]

BiografiaEditar

Em 1987, quando cursava licenciatura plena em Educação Artística na FAAP,[17] passou a colaborar com o fanzine Barata de Flavio Calazans, em 1989, com amigos da FAAP criou o fanzine Matrix,[16] em 1993, começa uma parceria com Edgard Guimarães, editor do fanzine QI, Edgard possuía uma projeto de publicação e divulgação de autores independentes,[6] Gazy publicou a tetralogia Homo Eternus, com HQs que haviam saído em outros fanzines e histórias inéditas. Em 1994, em parceria com Edgar Franco, publicou o fanzine Irmãos Siameses.[18]

Em 1995, começa a publicar na revista Tyli-Tyli da editora Marca de Fantasia, fundada por Henrique Magalhães, a partir da nona edição, a revista passou a se chamar Mandala.[16] Em 1996, participou do álbum Brasilian Heavy Metal,[7][19] uma edição da revista Heavy Metal só com autores brasileiros editado por Dario Chaves.[20] Em 2001, publicou o álbum Ternário Men pela editora Marca de Fantasia.[3]

Em 2019, ao lado de Edgar Franco, Danielle Barros e Alberto de Souza, criou a ANZINE (Associação Nacional de Pesquisa e Criação de Fanzines).[21]

Em outubro de 2020, participou da antologia de contos 2021, publicada pela Marca de Fantasia editada por Edgar Franco, onde fez um conto inspirado em uma ilustração feita por Edgar.[22]

Bibliografia parcialEditar

 
Capa de Graphic Book - Homo Eternus

Referências

  1. Arquivos Incríveis: Sidarta, grande mistério dos anos 70
  2. Moura, Matheus (2014). «Quadrinhos poético filosóficos». Editora Escala. Conhecimento Prático – Literatura (51) 
  3. a b «Ternário M.E.N. - Gazy Andraus». marcadefantasia.com. Consultado em 2 de dezembro de 2019 
  4. a b Gazy Andraus Criativo
  5. Matheus Moura (2011). «Pensamento criativo». Editora Escala. Conhecimento Prático Filosofia (31). Arquivado do original em 17 de agosto de 2014 
  6. a b Edgard Guimarães (2018). Retrospectiva - Edição Comemorativa de 150 números e 25 anos do QI – Quadrinhos Independentes e 36 anos do lançamento de Psiu nº 1 (PDF). [S.l.]: Ego. 36 páginas 
  7. a b Sergio Morettini e Gazy Andraus na Comiclopedia
  8. Franco, Edgar Silveira (2004). Hqtrônicas: do suporte papel à rede Internet. [S.l.]: Annablume. p. 117. ISBN 978-85-7419-476-9 
  9. Quem Somos
  10. Edgar Silveira Franco (2008). HQtrônicas. do suporte papel à rede internet. [S.l.]: Annablume. 284 páginas. ISBN 9788574194769 
  11. Yashima, Humberto (3 de julho de 2007). «Os vencedores do Troféu HQMIX 2007». Bigorna.net 
  12. Neto, Elydio dos Santos (2013). Os quadrinhos poético-filosóficos de Gazy Andraus. 25 anos de quadrinhos e fanzinato. João Pessoa: Marca de Fantasia. 144 páginas. ISBN 978-85-7999-074-8 
  13. Naranjo, Marcelo (9 de dezembro de 2013). «Monstros dos Fanzines resgata o trabalho de artistas nacionais». Universo HQ 
  14. «Autor e pesquisador de HQs, Gazy Andraus faz palestra e oficina no MAMM». UFJF Notícias. 23 de março de 2015 
  15. 25 anos da revista Quadreca
  16. a b c Os quadrinhos poético-filosóficos de Gazy Andraus: Provocações de uma visão crítica, espiritual e afirmativa da vida
  17. «Bigorna.net: Biografias: Gazy Andraus». www.bigorna.net. Consultado em 1 de dezembro de 2019 
  18. «Irmãos Siameses - Gazy Andraus & Edgar Franco». marcadefantasia.com. Consultado em 9 de março de 2020 
  19. «Zé do Caixão em evento na loja O Cara dos Quadrinhos». UNIVERSO HQ. 25 de agosto de 2011. Consultado em 2 de dezembro de 2019 
  20. Alexandre Callari,Alexandre Callari, Bruno Zago, Daniel Lopes. Quadrinhos no Cinema (em português). [S.l.]: Editora Évora, 2011. 9 p. ISBN 978-85-63993-18-2
  21. «Fanzinoteca do Campus Macaé é sede de associação de pesquisa». IFFluminense. Consultado em 9 de novembro de 2019 
  22. «2021 - Ciberpajé (org.)». www.marcadefantasia.com. Consultado em 15 de outubro de 2020 
  23. Suplementos do QI e mais
  24. Franco, Edgar. «Sketch Book Custom - Gazy Andraus». Marca de Fantasia 
  25. Barros, Danielle. «Homo Eternus III». www.marcadefantasia.com. Consultado em 17 de outubro de 2020 
  26. scarium. «A (in)consciência do horror plano!». Consultado em 6 de junho de 2021 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.