Abrir menu principal
General Atomics MQ-9 Reaper
Veículo aéreo não tripulado
MQ-9 Reaper
Descrição
Tipo / Missão Drone de uso militar
País de origem  Estados Unidos
Fabricante General Atomics Aeronautical Systems
Quantidade produzida 163 até 2014
Custo unitário US$ 16,9 milhões (em 2013)
Desenvolvido de General Atomics MQ-1 Predator
Desenvolvido em General Atomics Avenger
Primeiro voo em 2 de fevereiro de 2001
Introduzido em 1 de maio de 2007
Especificações
Dimensões
Comprimento 11 m (36,1 ft)
Envergadura 20 m (65,6 ft)
Altura 3,81 m (12,5 ft)
Peso(s)
Peso vazio 2 223 kg (4 900 lb)
Peso máx. de decolagem 4 760 kg (10 500 lb)
Propulsão
Motor(es) 1 × Honeywell TPE331-10
Performance
Velocidade máxima 482 km/h (260 kn)
Velocidade de cruzeiro 313 km/h (169 kn)
Autonomia 14 h(s)
Teto máximo 15 240 m (50 000 ft)

MQ-9 Reaper
GM MQ-9

O General Atomics MQ-9 Reaper (Predator B ou Guardian) é o maior e mais poderoso desenvolvimento da General Atomics Aeronautical Systems Inc. O projeto começou pela iniciativa privada em 1998 mas logo recebeu apoio da NASA. Seu primeiro voo aconteceu em fevereiro de 2001.[1]

O Predator B é uma aeronave não tripulada equipada com sofisticados sistemas de radar e sensores podendo transportar mísseis teleguiados.

Seu uso está ligado à observação das instalações inimigas e posteriores ataques.

Apesar de ser utilizado como avião espião e em ataques surpresa, não possui sistema de defesa podendo ser alvo fácil de outras aeronaves e baterias antiaéreas.

Referências

  1. "MQ-9 Reaper Hunter/Killer UAV" Arquivado em 22 de novembro de 2010, no Wayback Machine.. Página acessada em 15 de junho de 2014.

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.